COBERTURA ESPECIAL - Nuclear - Armas

05 de Março, 2015 - 09:00 ( Brasília )

Versão recente de laser da Lockheed Martin destroi motor de caminhão em teste

O experimento é a performance mais poderosa de armamento do tipo já registrada

Por Nicholle Murmel, a partir de dados da Lockheed Martin

 

O sistema de armamento a laser de 30 kilowatts desenvolvido pela Lockheed Martin conseguiu com sucesso destruir o motor de um caminhão durante testes de campo recentes. O experimento mostra a evolução rápida da precisão e capacidade dos sistemas de energia direcionada para proteger forças militares e instalações estratégicas.
 
O chamado ATHENA (Advanced Test High Energy Asset) projetado para incorporação em veículos terrestres, incinerou o motor do veículo-alvo em questão de segundos a mais de 1,6 quilômetros de distância. O caminhão foi colocado sobre uma plataforma de teste com motor e direção funcionando, para simular um veículo em movimento e criar um cenário relevante.
 
“Lasers de fibra ótica são formas revolucionárias de energia direcionada”, disse Keoki Jackson, chefe de tecnologia da Lockheed Martin. “Estamos investindo em cada componente do sistema – desde controle ótico e do feixe até o próprio laser – para otimizar o tamanho, peso e potência. Esse teste representa o próximo passo para fornecer armamentos leves e potentes para aeronaves, hlicópteros, navios e veículos terrestres de uso militar”, completa.
 
Essa demonstração marca o primeiro teste de campo de um protótipo de canhão integrado de fibra ótica com 30 kW de potência. Através da técnica conhecida como feixe espectral, que combina vários módulos de fibras e raios para gerar um único feixe potente, otimiza-se a potência do armamento em comparação aos feixes individuais de 10 kW usados em outros sistemas.
 
O ATHENA é baseado no  sistema de laser Area Defense Anti-Munitions (ADAM) desenvolvido pela Lockheed Martin na Califórnia, e que se mostrou eficiente em testes contra alvos aéreos e marítimos pequenos. A versão mais recente incorpora o o laser de fibra ótica Accelerated Laser Demonstration Initiative (ALADIN) desenvolvido pela empresa Bothell no estado de Washington.
 
Sediada na cidade de Bethesda, no estado de Maryland, EUA, a Lockheed Martin atualmente emprega 112 mil funcionários em todo o mundo e se concentra especialmente na pesquisa, desenvolvimento, projeto, desenvolvimento, fabricação, integração e manutenção de sistemas tecnológicos avançados para os setores de segurança e aeroespacial.


SAIBA MAIS:

- CANHÃO LASER DA BOEING ABATE ALVOS COM SUCESSO EM CICLO DE TESTES NA FLÓRIDA (link)

- ARMAS LASER E O FUTURO DOS SISTEMAS DE INTERCEPTAÇÃO (link)

- US NAVY DECLARA CANHÃO LASER PRONTO PARA PROTEGER NAVIOS NO GOLFO PÉRSICO (link)