COBERTURA ESPECIAL - Notas Estratégicas BR

02 de Março, 2022 - 14:20 ( Brasília )

Notas Estratégicas BR - Divergências e Oportunismo Político sobre a Posição Brasileira






Nota DefesaNet

A nota publicada no site do Correio Braziliense (01MAR2022), deveria estar nas seções do Agro. Trata-se de uma plantação pura.

A posição clara a qual DefesaNet teve com várias fontes militares indica bem ao contrário. O claro receio das sanções que podem levar ao embargos nos dois principais programas militares atuais: o caça Gripen (Suécia e Estados Unidos) e Submarinos (França).

Também pode ser atingido o Programa Nucleaar da Marinha (PNM).

É claro que esta plantação tem um único objetivo: desestabilizar o Assessor Internacional do Presidente Jair Bolsonao, o Almirante-de-Esquadra Flávio Rocha.

E como tabela o atual Ministro da Defesa e o eterno candidato ao cargo o Gen Eduardo Ramos.

Recomendamos a leitura da matéria de DefesaNet publlicado dia 25FEV2022:

Notas Estratégicas BR - Ucrânia -- Diferente da posição do presidente os militares brasileiros apoiam a Ucrânia

Também as matérias sobre a  viagem do Presidente Jair Bolsonaro à Moscou.

Documentos

BR-RU - Comunicado Conjunto do Presidente da República Federativa do Brasil, Jair Messias Bolsonaro, e do Presidente da Federação da Rússia, Vladimir Putin
https://www.defesanet.com.br/br_ru/noticia/43640/BR-RU---Comunicado-Conjunto-do-Presidente-da-Republica-Federativa-do-Brasil--Jair-Messias-Bolsonaro--e-do-Presidente-da-Federacao-da-Russia--Vladimir-Putin/

BR-RU - Declarações à imprensa após conversas russo-brasileiras
https://www.defesanet.com.br/br_ru/noticia/43643/BR-RU---Declaracoes-a-imprensa-apos-conversas-russo-brasileiras/

BR-RU - Declarações à imprensa após conversas russo-brasileiras
https://www.defesanet.com.br/br_ru/noticia/43643/BR-RU---Declaracoes-a-imprensa-apos-conversas-russo-brasileiras/

BR-RU - Consultas 2+2 em Defesa, a perspectiva inicial
https://www.defesanet.com.br/br_ru/noticia/43651/BR-RU----Consultas-2+2-em-Defesa--a-perspectiva-inicial/

O Editor

 Vicente Nunes
Correio Braziliense
01 Março 2022 


Integrantes da ala política do Palácio do Planalto afirmam que militares do primeiro escalão aconselharam o presidente Jair Bolsonaro a ficar do lado do líder russo Vladimir Putin, que ordenou os ataques à Ucrânia. Os fardados, que se apresentam como bons estrategistas, asseguraram a Bolsonaro que o Brasil tinha muito mais a ganhar se não comprasse briga com a Rússia.

Agora, diz a ala política do governo, Bolsonaro está em uma grande enrascada, pois se espalhou como rastilho de pólvora a visão de que o Brasil escolheu o lado errado da história. O principal líder do país endossou um ditador sanguinário, que mata, sem dó, crianças, mulheres, idosos. Será muito difícil para Bolsonaro se descolar dessa imagem.

Os mesmos políticos dizem que viram um fato preocupante neste carnaval. Bolsonaro saiu para passear de moto por Guarujá, onde está curtindo a folia, e foi vaiado com força em vários trechos. Esse é o sinal mais imediato de que a guerra entrou na cabeça dos eleitores e que muitos não perdoam o presidente.

Resta saber, segundo a ala política do Planalto, se Bolsonaro vai cobrar os militares que endossaram o discurso de que a proximidade com Putin em tempos de guerra era um bom negócio. Dizem esses políticos que a lista de fardados começa pelo ministro da Defesa, Braga Netto, e passa pelo ministro da secretaria-geral da Presidência, Luiz Eduardo Ramos.


VEJA MAIS



Outras coberturas especiais


US RU OTAN

US RU OTAN

Última atualização 06 JUL, 11:50

MAIS LIDAS

Notas Estratégicas BR