COBERTURA ESPECIAL - Prosub - Naval

16 de Janeiro, 2015 - 12:00 ( Brasília )

NUCLEP e Marinha do Brasil cortam a primeira chapa do SBR-3




Um evento que demonstra a integração entre as empresas que estão construindo o submarino brasileiro e caminham juntas para a produção do primeiro submarino com a propulsão nuclear do Brasil. Assim o Comandante da Marinha, Almirante-de-Esquadra Júlio Soares de Moura Neto, iniciou seu discurso, na última terça-feira (13/01), na cerimônia de corte da primeira chapa do SBR-3, terceiro submarino convencional construído dentro do Programa de Desenvolvimento de Submarinos (PROSUB).

Antes, no discurso de boas vindas, o presidente da Nuclebrás Equipamentos Pesados S/A – NUCLEP, Jaime Cardoso, elogiou sua força de trabalho e disse que a empresa fica honrada em ter sido escolhida pela Marinha para participar desse projeto, estratégico para a Nação. Ele agradeceu pessoalmente ao comandante Moura Neto, a quem entregou uma placa alusiva ao evento, pela  parceria na conquista de mais essa vitória.

- Quero agradecer pessoalmente ao comandante Moura Neto, que sempre acreditou na qualidade de nosso trabalho e na excelência de nossos empregados. Estamos aqui juntos em mais esse momento de grande importância para o país – frisou Cardoso.

O acionamento da máquina foi feito pelo Comandante da Marinha Moura Neto; pelo novo Comandante nomeado para a Marinha, Almirante Eduardo Bacellar Leal Ferreira; o diretor geral de Material da Marinha, Luiz Guilherme Sá de Gusmão; pelo coordenador geral do Programa de Desenvolvimento com Propulsão Nuclear, Gilberto Max Roffé Hirschfeld; por Jaime Cardoso; e pelo presidente da Itaguaí Construções Navais (ICN), Pascal Le Roy. A parceria com o governo francês prevê a construção, com transferência de tecnologia, de quatro submarinos convencionais e um a propulsão nuclear.

- O estreitamento da parceria entre NUCLEP e ICN tem contribuído para que eventos como esse sejam uma realidade. Estamos trabalhando com novas tecnologias, absorvendo novas idéias e nos preparando para o desafio da construção do primeiro submarino de propulsão nuclear. Parabenizo aqui os trabalhadores das duas empresas pela capacidade de construir juntos um futuro melhor para nosso país – aplaudiu Moura Neto.

Após a cerimônia, todos seguiram para a linha de produção da ICN, onde já estão seções do primeiro submarino, construídas pela NUCLEP e entregues à ICN, em 06/01/2015, responsável por dar prosseguimento à construção, instalando tubulações e equipamentos a bordo, bem como cabos elétricos e redes hidráulica e pneumática, entre outros.

Nota DefesaNet

Para uma descrição do estágio do PROSUB leia parte da entrevista coletiva do Alm Moura Neto Comandante da Marinha do Brasil.

Questão – A importância da seção de qualificação?

Alm Esq (RM1) Max - A Seção de Qualificação fica ao meio navio. Serve para qualificar todos os processos industriais envolvidos na produção dos submarinos, como as soldas, para todos os quatro submarinos.

Deve demonstrar que os processos industriais e as qualificações de todos os nossos técnicos e operários está correto e atendem ao especificado.

O importante é TODOS os operários e técnicos, que participarão da produção do Submarino tenham passado pela seção de qualificação.

Alm Esq Moura Neto - As seções 3 e 4 foram produzidas na França, pela DCNS. No momento estamos produzindo as seções reais 1 e 2 na NUCLEP e ICN, e em fevereiro do próximo ano deverão ser transferidos para a Unidade de Fabricação de Estruturas Metálicas (UFEM) para serem completadas. Podemos dizer recheadas com os cabeamentos, estruturas  e componentes.

Para a íntegra da entrevista coletiva acesse:

IMPORTANTE - Íntegra Entrevista Coletiva Alm Moura Neto em Itaguaí (Link)