02 de Janeiro, 2015 - 12:00 ( Brasília )

Defesa

Jaques Wagner toma posse como Ministro da Defesa


Brasília, 01/01/2015 – O novo ministro da Defesa, Jacques Wagner, tomou posse há pouco no cargo no Palácio do Planalto, em Brasília. O titular da Defesa foi o primeiro dos 39 ministros a ser nomeado para a gestão 2015-2018 do governo federal. A assinatura do termo de posse aconteceu durante a cerimônia de empossamento da presidenta Dilma Rousseff para seu segundo mandato.

Wagner participou das celebrações juntamente com o ministro Celso Amorim, que se despediu da Defesa após três anos e meio à frente da pasta. Logo após assumir o cargo, o novo titular da Defesa falou sobre os desafios que terá pela frente.

“É uma missão que considero muito honrosa, que me orgulha muito. O Ministério da Defesa é absolutamente estratégico para qualquer grande nação do porte do Brasil. Temos desafios tecnológicos que são importantes, como a construção dos submarinos, dos aviões caças e os satélites”, afirmou Wagner.

Afinidade

O ministro lembrou a afinidade que tem com a área militar “desde o tempo de estudante” – foi aluno do Colégio Militar do Rio de Janeiro. “O ministério é uma pasta muito grande. As Forças Armadas estão presentes no Brasil inteiro e no exterior, seja na Antártica, no Haiti ou no Líbano. De maneira que encaro o desafio com muita alegria”, completou. A cerimônia de transmissão de cargo de Celso Amorim para Jaques Wagner acontece na manhã desta sexta-feira (2) no Ministério da Defesa.

Pela tarde, Jacques Wagner se reunirá individualmente com os principais dirigentes militares do país: o chefe do Estado-Maior Conjunto das Forças Armadas (EMCFA), General-de-Exército José Carlos De Nardi; o comandante da Marinha, Almirante-de-Esquadra Julio Soares Moura Neto; o comandante do Exército, General-de-Exécito Enzo Martins Peri; e o comandante da Força Aérea, Tenente-brigadeiro-do-Ar Juniti Saito.


O novo ministro

Jacques Wagner nasceu em 16 de março de 1951 no Rio de Janeiro. Vive em Salvador desde 1974, onde iniciou sua carreira profissional na indústria petroleira. Foi governador da Bahia por dois mandatos consecutivos (2006-2014) e deputado federal pelo estado em três legislaturas (1990-2002).

Durante o governo do ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva, foi Ministro do Trabalho e Emprego, da Secretaria das Relações Institucionais e da Secretaria Especial do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social da Presidência da República.

É casado com Maria de Fátima Carneiro de Mendonça e pai de Mariana, Mônica e Mateus – além do enteado Eduardo.