05 de Outubro, 2014 - 19:00 ( Brasília )

Defesa

Capitã aprendeu a pilotar caça antes de dirigir carro


Série de três matérias da Folha de Sao Paulo,

CA DALVA - Maioria das colegas foi para casa Link


Capitã aprendeu a pilotar caça antes de dirigir carros

Triplica o número de mulheres militares Link


  

GIBA BERGAMIM JR. DE SÃO PAULO

 


A capitã-aviadora Daniele Lins teve as primeiras aulas práticas de aviação aos 18 anos, antes de aprender a dirigir um carro. "Virei piloto antes de tirar carteira de habilitação", disse à Folha.

Desde 2003 na Força Aérea Brasileira, ela escolheu a carreira militar sem nenhuma influência familiar.

"Nem sei ao certo por que escolhi a carreira. Não tenho parentes militares. Mas posso dizer que me interessei desde jovem, quando quis estudar no Colégio Militar do Rio por ser conhecido pelo ensino de qualidade", disse.

Em 2003, no último ano do ensino médio, passou num concurso da FAB.

Naquele ano, as mulheres puderam ter acesso ao curso de formação de oficiais aviadores da Academia da Força Aérea (AFA). A Aeronáutica é a única força que autoriza o ingresso feminino em armas de combate.

Em aviões da Força Aérea, Daniele começou a pilotar sem nunca ter passado por experiências anteriores na área de aviação.

"Tinha algum fascínio por aviação, mas parecia um sonho inatingível", afirmou.

Hoje casada com um oficial do Exército, ela crê que a evolução feminina será constante. "As mulheres conquistaram espaço na sociedade toda. Nas Forças Armadas não pode ser diferente."