31 de Outubro, 2014 - 15:15 ( Brasília )

Aviação

Força Aérea Portuguesa e OTAN divulgam fotos de bombardeiros russos que sobrevoavam a Europa

Tal como a Força Aérea Norueguesa, também a portuguesa e esta manhã a britânica divulgaram imagens das interceções aos bombardeiros russos no espaço aéreo europeu sob vigilância da OTAN

Depois de ter dito, na quinta-feira de manhã a imprensa,que nada tinha a acrescentar ao comunicado da OTAN, a Força Aérea Portuguesa (FAP) acabou por divulgar ontem, ao final da tarde, no Facebook, uma imagem da interceção ao bombardeiro russo algures sobre o Oceano Atlântico.

Esta manhã, a Força Aérea Britânica e a OTAN  também usaram esta rede social para tornar pública uma fotografia que documenta a interceção a um bombardeiro russo de um Typhoon.

Juntamente com a imagem de um caça F-16 equipado com mísseis a escoltar um Tupolev-95, a FAP publica um breve comunicado onde se informa que durante a manhã do dia 29 de outubro "o Sistema de Defesa Aérea (DA) da Força Aérea detetou duas aeronaves não identificadas na zona noroeste de Portugal e com rumo sul, voando alto, rápido e sem comunicações com o Controlo de Tráfego Aéreo".

Mais informa que "o Centro de Relato e Controlo da FAP reportou de imediato para a estrutura militar OTAN da qual depende, tendo sido decidido ativar a parelha de aeronaves F16 Fighting Falcon, em alerta na Base Aérea de Monte Real, para intercetar e identificar as aeronaves".

Sem esclarecer se terá sido estabelecido algum tipo de contato com as aeronaves russas, a Força Aérea Portuguesa diz apenas que os bombardeiros "mudaram o rumo para norte, tendo sido escoltados até à sua saída do espaço aéreo de responsabilidade nacional".

Na quinta-feira, 29, as Forças Armadas da Noruega já tinham divulgado uma imagem muito semelhante à agora divulgada pelos militares portugueses, onde também é possível identificar um F-16 com armamento mais do que suficiente para abater o bombardeiro russo.

Os Tupolev-95 que surgem nas imagens divulgadas (com os números de causa RF94122 e RF94130) já foram fotografados este ano por diversos spotters na Base Aérea de Engels, localizada a cerca de 800 quilómetros a sudeste de Moscovo, e farão parte dos 20 aparelhos da esquadra de bombardeiros pesados n.º 184 da Força Aérea Russa.