COBERTURA ESPECIAL - Guerra Hibrida Brasil - Terrestre

10 de Junho, 2022 - 10:00 ( Brasília )

Por que estamos nas mídias sociais? A estratégia do Exército Brasileiro


Ten Cel Cesar Augusto Lima Campos de Moura


O Exército Brasileiro, Instituição tradicional atenta à evolução da sociedade e ao aperfeiçoamento da comunicação, ingressou no campo das mídias sociais em 27 de outubro de 2010. Seguindo a vocação da comunicação mundial, a adesão a novos pontos de contato com a sociedade, por meio de plataformas de mídias sociais, visa à ampliação da divulgação das atividades da Instituição e à transmissão de informações para diversos públicos, aproximando o Exército de um grupo de usuários que passam a influenciar a opinião pública em um universo composto por todas as faixas sociais e etárias.

A gestão dos perfis nas plataformas de mídia social é realizada pelo CCOMSEx, mais especificamente pela Seção de Mídias Sociais da Divisão de Produção e Divulgação, integrada por uma equipe multidisciplinar de militares habilitados em comunicação social, relações públicas, marketing e publicidade, conhecedores de estratégias digitais específicas para mídias sociais.

A administração e a gestão dos perfis nas plataformas Facebook, Instagram, Twitter, YouTube e LinkedIn está baseada nos critérios estabelecidos pela Portaria nº 453 do Estado-Maior do Exército (EME), de 19 de julho de 2021. A seção tem a missão de realizar a curadoria de material confeccionado pelas agências do SISCOMSEx; adaptar as campanhas institucionais para a linguagem de cada plataforma; gerar interação e acompanhar a ação dos usuários que se relacionam com a Instituição; monitorar e analisar os dados gerados pelas plataformas; e gerar feedback sobre as campanhas e ações que impactem a imagem do Exército Brasileiro.

Após dez anos de atuação na plataforma Facebook, o Exército Brasileiro possui uma fanpage com quase quatro milhões de seguidores. Atualmente, a Instituição ocupa a 1ª posição no ranking da categoria “Governo no Brasil” divulgado pelo site Socialbakers, especialista mundial em métricas de redes sociais. Nessa plataforma, o CCOMSEx trabalha a imagem da Força por meio da divulgação de matérias jornalísticas que informam a rotina das organizações militares e as campanhas publicitárias ligadas a diversos setores. As campanhas publicitárias de ingresso na Força, por concurso, seleção de temporários ou alistamento militar, são o mote principal da plataforma.

No microblog Twitter, rede social baseada em textos de até 280 caracteres, o Exército Brasileiro pauta a divulgação por meio da veiculação de matérias no site da Instituição. A evolução do SISCOMSEx implementou uma nova gestão da plataforma feita pelo CCOMSEx.

Atualmente, o perfil do Exército segue uma linha editorial de publicação de aproximadamente10 matérias diárias com assuntos diversos de suas organizações militares, além da apresentação de campanhas publicitárias e publicações que atraem o público para outras plataformas geridas pelo CCOMSEx, como o Podcast Braço Forte nos incorporadores e no site www.eb.mil.br; vídeos do YouTube; artigos divulgados pelo LinkedIn; e avisos de pauta no site do EB. Ainda no Twitter, o Exército Brasileiro trabalha uma segunda linha editorial voltada para o público jovem. Desde maio de 2015, publicações com uma linguagem mais jovial e irreverente buscam mais aproximação com o público de 18 a 25 anos, maior universo de seguidores do perfil @exércitooficial.

Em 2009, o canal do Exército Brasileiro no YouTube entrou no ar. Operando um perfil dentro da mais popular plataforma de distribuição de vídeos do mundo e segunda maior plataforma de busca da internet, o Exército Brasileiro experimentou um crescimento considerável: os 100 mil inscritos de 2016 passaram a 946 mil em setembro de 2021. A linha editorial empregada na plataforma segue uma linguagem audiovisual atual, primando pelo movimento e pela construção de vídeos com um alto nível de qualidade de som e imagens.

Os editores do CCOMSEx buscam trabalhar com a técnica do storytelling e recursos visuais minimalistas, tendo como cliente principal consumidores de vídeos em celulares e tablets. Uma linguagem que estabelece conexão direta e mais intimista com o usuário é considerado o principal fator de sucesso de crescimento do canal. O ano de 2020,  marcado pela pandemia de covid-19, foi diferente em muitos sentidos: o canal do Exército no YouTube continuou a conectar fãs de todo o Brasil e do mundo.



No ano das lives, ampliamos as transmissões ao vivo, principalmente as campanhas de ingresso na Força, que conferiu maior relevância ao canal.  O canal do YouTube é um dos grandes responsáveis por trazer o capital social da instituição para o ambiente digital. Em 2021, após uma série de aprimoramentos na linguagem do canal, na linha editorial e na grade de programação, o canal do Exército passou a ser denominado Tv Verde-Oliva. Em 06 de março, concretizando todo o trabalho de equipe do SISCOMSEx um marco histórico é alcançado, chegamos aos 1 milhão de seguidores.

Em 2017, o Exército passou a operar o perfil @exército_oficial no Instagram. Essa ferramenta de divulgação digital é operada com o objetivo de apresentar para os públicos de interesse da Força Terrestre suas atividades com a temática "Braço Forte". Baseada em imagens de alta qualidade, a linha editorial empregada nessa plataforma visa à busca do engajamento por meio da interação com o seguidor, utilizando as ferramentas de chamada para a ação fornecidas pelo Instagram, tais como: quiz de perguntas, fotos e vídeos com links e hashtags, os movimentados e famosos Reels etc.

Como segunda maior rede social do mundo, o Instagram implementa, constantemente, novidades de interação no âmbito perfil e audiência. As técnicas empregadas na gestão e análise de métricas refletem no acentuado crescimento do perfil na plataforma. Dentre os cinco canais de mídia social operados pelo CCOMSEx, o Instagram é a plataforma que mais cresce, tendo atualmente mais de 1,7 milhão de seguidores.

O LinkedIn é a mais nova ferramenta de divulgação operada pelo Exército Brasileiro no campo das mídias sociais. Em março de 2019, o CCOMSEx passou a gerir o perfil da Instituição na maior rede social corporativa do mundo. A linha editorial busca utilizar a plataforma para aproximar a Força da comunidade profissional, empresarial e científica.

Artigos e trabalhos acadêmicos das mais diversas vertentes do ensino, das áreas de tecnologia e operacional são apresentados em publicações realizadas nessa plataforma como forma de atrair tráfego especializado para o blog do Exército Brasileiro (EBLog) e para o site do Exército. Por intermédio da gestão de métricas, é possível identificar que a audiência é bastante qualificada profissionalmente, estando presente nas interações CEO de grandes empresas, gestores públicos, profissionais liberais da área da tecnologia e defesa, comunicação estratégica, dentre outras áreas de interesse da Força.

Em maio de 2021, o CCOMSEx lançou mais um canal de comunicação com seus públicos. O Exército Brasileiro, por meio da ferramenta Telegram, criou um hub de suas principais publicações, oferecendo notícias, vídeos, artigos, podcasts e informativos, direcionados tanto para o público externo quanto para o interno.

Com quase oito milhões de seguidores, não únicos, perfazendo, segundo a empresa de métricas digitais Bites, 16% de seguidores de órgãos públicos federais, os perfis do Exército Brasileiro nas mídias sociais tornaram a Instituição uma catalisadora de conversas com o público sobre os mais diversos assuntos que envolvem a Força Terrestre.

Portanto, uma maior proximidade com o público conferida pelas mídias sociais, principalmente com o público externo, forneceu para a Força maior oportunidade de transmitir ao internauta suas ações, seus valores e suas tradições, preservando e fortalecendo a imagem da marca "Exército Brasileiro" diante do público, potencializando sobremaneira as atividades da Comunicação Social.


 

-x-

Sobre o autor

Ten Cel Cesar Augusto Lima Campos de Moura  - Tenente-coronel da arma de Infantaria do Exército Brasileiro, possui os Cursos Básico e Avançado de Montanha. Desempenhou a função de instrutor no Centro de Instrução de Montanha (2002) e do Curso Básico da Academia Militar das Agulhas Negras (AMAN - 2003 a 2005).

Comandou a Companhia de Comando da 13ª Brigada de Infantaria Motorizada entre os anos de 2014 e 2015. Bacharel em Ciências Militares pela Academia Militar das Agulhas Negras no ano de 1999. Bacharel e Licenciado em Educação Física pela Universidade de Vila Velha em 2013.

Possui Pós-graduação em Ciências Militares (Escola de Aperfeiçoamento de Oficiais - 2008), Gestão da Administração Pública (Centro Universitário Sul de Minas - UNIS - 2017) e, pós-graduação em Comunicação Social pelo Centro de Estudos de Pessoal do Exército em 2020. É especialista em tráfego digital nas plataformas Google e Facebook (Facebook, Instagram e WhatsApp).

Em 2019, concluiu a formação em Data Intelligence pelo Instituto Brasileiro de Pesquisa e Análise de Dados com especialização em Monitoramento, análise e inteligência de mídias sociais. Atualmente serve no Centro de Comunicação Social do Exército e desempenha a função de Coordenador de Mídias Sociais do Exército. O TC Lima Campos é o responsável pela estratégia digital das campanhas desenvolvidas pelo Exército nas mídias sociais.


VEJA MAIS



Outras coberturas especiais


TOA

TOA

Última atualização 09 AGO, 12:00

MAIS LIDAS

Guerra Hibrida Brasil