COBERTURA ESPECIAL - Tecnologia Disruptiva - Tecnologia

24 de Outubro, 2018 - 10:55 ( Brasília )

Robô Atlas da Boston Dynamics faz Parkour: Surpreenda-se ou fique assustado

Robô fazendo parkour é um pesadelo para o futuro

Incontáveis filmes de robôs como O Exterminador do Futuro, IA Inteligência Artificial e Transformadores tornaram-se realmente populares entre pessoas de todas as idades e em todas as partes do mundo. Nestes filmes, a humanidade interage com tecnologia avançada e os robôs são muito superiores aos humanos.

Se alguém fosse descrever o futuro, seria um momento em que as histórias desses filmes se tornariam realidade. Seria uma época em que robôs são capazes de coexistir com humanos. E só recentemente, um vídeo da Boston Dynamics mostrou que esse futuro da inteligência artificial pode estar mais perto do que o esperado.

Comprada pelo Google em 2013, a Boston Dynamics é a empresa de robótica conhecida por suas inovações no mundo da tecnologia. No início deste ano, lançou um vídeo de um cão mecânico abrindo uma porta. O Google já vendeu a empresa para o Softbank, um império tecnológico japonês.

Atlas, o robô humanóide inventado pela Boston Dynamics, tem surpreendido a todos com suas incríveis habilidades, como correr e fazer backflips. Pode navegar por paisagens concebidas para humanos e transportar até 11 quilos. Todos esses "truques" são possíveis graças a 28 articulações rotativas e uma combinação de LiDAR e Stereo Vision, de acordo com o pioneiro da robótica.

Em um clipe recente postado pela empresa em seu canal no YouTube, o robô acaba de receber uma atualização que supera tudo o que fez até agora. No vídeo, o Atlas pode ser visto fazendo parkour, uma disciplina de treinamento que surgiu de um programa de exercícios de obstáculos originalmente desenvolvido e usado pelos militares.

Usando todo o seu corpo, o robô pula sobre um tronco e consegue passar por uma série de obstáculos verticais. A agilidade do Atlas é verdadeiramente notável e é facilmente comparável a indivíduos fisicamente aptos e, sem dúvida, melhor do que as pessoas que não têm inclinação ao exercício.

A Boston Dynamics mostrou claramente como os humanos são hábeis quando se trata de inovar e atualizar a tecnologia. No entanto, por mais incrível que a demonstração em vídeo possa ser, as pessoas nas mídias sociais rapidamente resolveram suas preocupações com relação ao rápido desenvolvimento do robô e aos perigos que ele pode causar às pessoas e à sociedade.

As pessoas expressaram seus medos sobre as implicações dos robôs para o futuro. Um usuário fez referência ao filme O Exterminador do Futuro, o filme de ficção científica de 1984, no qual robôs dominam o mundo para destruir a raça humana.

Imagine-se andando pelas ruas quando, do nada, um robô corre tão rápido e persegue você, apenas para atacá-lo ou roubar sua mochila. Você perguntaria se não era suficiente fazer todas essas coisas ruins uma na outra.

Inaceitável é que este comportamento está entre os seres humanos, é ainda mais perturbador se os robôs fossem envolvidos em crimes como roubar, roubar casas e matar uns aos outros em guerras. Quem deve garantir que a inteligência artificial não caia nas mãos erradas e não seja transformada em armas e maquinaria mortal.

Outra preocupação que esse avanço pode representar é a capacidade dessas máquinas e robôs de dominar a força de trabalho, sendo capaz de executar tarefas feitas por seres humanos no dia-a-dia. Pode parecer conveniente para as pessoas a princípio porque o trabalho delas será diminuído e elas não precisarão mais fazer o trabalho pesado ou os trabalhos sujos. As pessoas podem construir e treinar robôs para fazer o trabalho sujo para eles.

Mais discórdia é levantada sobre quão "inteligentes" esses novos robôs estão se tornando e como eles poderiam substituir os humanos. Se os robôs estão fazendo tudo o que os humanos podem fazer, os humanos serão considerados inúteis?

É incrível ver um robô fazendo parkour e tendo todas as habilidades e recursos que as inovações e os avanços no mundo da tecnologia tornaram possíveis disse o engenheiro Renan Batista Silva. O que é assustador, no entanto, é a possibilidade de abuso de tal conhecimento, habilidade e poder que pode levar ao uso de robôs para colocar seres humanos uns contra os outros.

As pessoas só veem essas histórias distópicas sendo retratadas em séries e filmes fictícios. Mas, com esse avanço tornado possível, um horrível cruzamento das telas para o mundo real pode estar se aproximando rapidamente.

Veja o clipe:


VEJA MAIS



Outras coberturas especiais


Base Industrial Defesa

Base Industrial Defesa

Última atualização 13 DEZ, 12:50

MAIS LIDAS

Tecnologia Disruptiva