COBERTURA ESPECIAL - KC-390 - Aviação

15 de Março, 2016 - 10:50 ( Brasília )

Embraer conclui o segundo protótipo do cargueiro militar KC-390


A Embraer, empresa de São José dos Campos, informou nesta segunda-feira (14), que foi concluída “recentemente” a montagem do segundo protótipo do KC-390. A informação foi divulgada pela página da empresa em uma rede social.

A aeronave é a maior já produzida no país e irá substituir os aviões Hercules C130 usados atualmente pela FAB (Força Aérea Brasileira). De acordo com a publicação da empresa, o segundo protótipo está realizando testes em solo e deve juntar-se à campanha de ensaios em voo nas próximas semanas.

O primeiro protótipo do KC-390 já sobrevoou São José dos Campos neste ano. Em uma das oportunidades, o cargueiro apareceu no céu da cidade durante a apresentação do primeiro jato da segunda geração de E-Jets da Embraer.

KC-390

Produzido pela Embraer com investimentos da FAB (Força Aérea Brasileira), o KC-390 é fruto de um acordo de US$ 2 bilhões fechado em 2009. Em maio de 2014, com o projeto já concluído, a FAB selou a parceria e encomendou 28 aeronaves, em um contrato de US$ 7,2 bilhões.

O KC-390 é uma aeronave de transporte militar desenvolvida para estabelecer novos padrões de capacidade e desempenho na sua categoria, ao mesmo tempo em que apresenta o menor custo de ciclo de vida do mercado.

Genuíno multimissão, é capaz de transportar e lançar cargas e tropas, realizar evacuação aeromédica e busca e resgate, bem como combater incêndio florestal, entre outras missões. O KC-390 também pode ser utilizado como reabastecedor aéreo e possui grande flexibilidade, reabastecendo desde helicópteros a caças de alto desempenho.

Equipado com um moderno sistema de manuseio de cargas, o KC-390 acomoda cargas de grandes dimensões, como pallets, veículos, helicópteros, além de tropas, paraquedistas, macas para evacuação aeromédica ou configurações mistas.

A pilotagem da aeronave é facilitada por um moderno sistema aviônico integrado e por um sistema de comando de voo do tipo fly-by-wire, que reduz a carga de trabalho dos pilotos e aumenta a eficiência da missão.

O KC-390 também pode ser equipado com um avançado sistema de autodefesa e possui proteção balística de áreas críticas, que aumenta a capacidade de sobrevivência em ambientes hostis.

Outros quatros países já fecharam acordos para intenções de compra dos aviões – Argentina, Chile, Portugal e República Tcheca. Para a elaboração do projeto, 50 empresas brasileiras foram contratadas para a montagem do cargueiro, 1.700 empregos diretos foram gerados e 7 mil indiretos. A partir da distribuição em 2016, a empresa joseense projeta a geração de 1.100 empregos diretos e cinco mil indiretos.

Com Portal Mix Vale