COBERTURA ESPECIAL - Eventos - Defesa

09 de Junho, 2014 - 15:40 ( Brasília )

Forças Armadas entram em operação a três dias do mundial no Brasil


Às vésperas da Copa do Mundo Fifa Brasil 2014, os Centros de Coordenação de Defesa de Área (CCDAs) nas 12 cidades-sede estão em operação. Na capital fluminense, sob a coordenação do general Luiz Eduardo Ramos Baptista Pereira, o CCDA-Rio já atua nos deslocamentos das seleções do Brasil, da Holanda, da Inglaterra e da Itália, e em Vitória (ES), acompanha as movimentações das delegações da Austrália e Camarões, concentradas na capital capixaba.

Na última sexta-feira (6), o planejamento do CCDA-Rio foi apresentado ao ministro da Defesa, Celso Amorim, e ao secretário de Segurança do Estado do Rio, José Mariano Beltrame, em reunião na Escola Superior de Guerra (ESG), no bairro da Urca. “Após a apresentação aqui do CCDA, sinto que a operação transcorrerá com ampla integração entre os setores envolvidos. As Forças Armadas estão preparadas para atuar em qualquer hipótese”, avaliou o ministro Amorim.

Segurança das delegações

Por determinação da presidenta Dilma Rousseff, os governadores dos 12 estados que sediarão partidas do mundial e dos três que abrigarão Centros de Treinamentos (CTs) receberam oferta de reforço na segurança das delegações. Não previsto inicialmente no planejamento, o reforço prevê a atuação militar em quatro estruturas consideradas essenciais para o andamento do evento: hotéis, aeroportos e/ou bases aéreas, CTs e rotas protocolares.

No Rio de Janeiro, a atuação das Forças Armadas já é percebida desde o último fim de semana. No sábado (7) pela manhã, dezenas de pessoas de aglomeravam nas imediações do hotel onde está a delegação da Holanda, a atual vice-campeã mundial. Os fãs dos holandeses aguardavam a saída dos jogadores e integrantes da comissão técnica para o treinamento no bairro da Gávea.

Logo que o ônibus que serve à delegação estacionou na rua lateral ao hotel, militares do Exército fizeram um cordão de isolamento junto com policiais do 23º BPM, situado no Leblon. Ao lado, 10 batedores da Polícia da Aeronáutica estacionaram as motos e um delegado da Polícia Federal controlava a movimentação na cápsula do comboio. Minutos depois, o ônibus seguiu pelas ruas de Ipanema, sendo monitorado até o destino o CT na sede do Flamengo, no bairro da Gávea.

Seleção brasileira

No domingo, o aparato militar foi mobilizado no fim da manhã, quando os jogadores da seleção brasileira se apresentaram, na Base Aérea do Galeão, junto com os integrantes da comissão técnica. No início da tarde, o veículo seguiu para o município de Teresópolis, região serrana, onde se localiza a Granja Comary, centro de concentração do Brasil.

Na tarde de ontem, o CDDA-Rio atuou em duas frentes: primeiro na chegada da delegação da Inglaterra, que está concentrada num hotel na zona sul; depois o deslocamento da equipe da Itália para Volta Redonda, no sul do estado, para jogo amistoso contra o time do Fluminense.

Já nesta segunda-feira (9), o aparato militar foi mobilizado para o deslocamento dos ingleses à Escola Superior de Guerra (ESG). A equipe de Roy Hodgson utilizará a estrutura Escola de Educação Física do Exército (Esefex) durante o período em que permanecer no Rio de Janeiro.

Centro Aberto de Mídia (CAM)

Nesta segunda-feira (9), o governo federal inaugurou o Centro Aberto de Mídia (CAM). Montado no Forte de Copacabana, o local é destinado aos profissionais de mídia credenciados ou não para a cobertura da Copa do Mundo. O  espaço será utilizado para coletivas de imprensa e demais atividades que possam mostrar a atuação nos mais diversos setores da máquina pública federal, estadual e municipal.

O CAM tem infraestrutura composta por auditório e estações de trabalho para mídias de rádio e televisão, bem como para os profissionais de jornais e revistas e internet (mídias sociais). A cerimônia de abertura teve a presença do governador Luiz Fernando de Souza Pezão, e os ministros Aldo Rebelo (Esporte), Marta Suplicy (Cultura) e Thomas Traumann (Secom).

O espaço funcionará até o término da Copa do Mundo, sempre a partir das 10h. Além da estrutura para trabalho, o local tem stands dos principais setores dos governos com informações sobre projetos e programas em curso no país.



Outras coberturas especiais


Crise

Crise

Última atualização 21 NOV, 11:10

MAIS LIDAS

Eventos