COBERTURA ESPECIAL - Embraer - Tecnologia

06 de Abril, 2015 - 08:55 ( Brasília )

EMBRAER e FAPEMIG - R$ 1 milhão em pesquisas no setor aeronáutico de MG

Objetivo é gerar conhecimento e inovação para impulsionar economia mineira; instituições interessadas devem apresentar proposta até 12 de maio


A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais (FAPEMIG), por meio da Secretaria de Estado de Ciência e Tecnologia (Sectes), estabeleceu parceria com a Embraer para investimentos de R$ 1 milhão destinados a projetos de conhecimento e inovação no setor aeronáutico do estado.

Os recursos (R$ 500 mil de cada parceira) virão das leis federal e estadual de incentivo à pesquisa científica e tecnológica. O resultado almejado é a produção de conhecimento e criação de competências para o setor em Minas Gerais.

As propostas serão recebidas, eletronicamente, pela Fundação, até as 17h do dia 12 de maio, segundo o Edital 5/2015.

De acordo com a assessora adjunta de inovação da Fapemig, ligada à diretoria de Ciência Tecnologia e Inovação, Elza Fernandes de Araújo, o objetivo é gerar conhecimento para que as empresas possam utilizar os resultados das pesquisas no fortalecimento e ampliação do setor no Estado. “Os benefícios serão inúmeros, mas o principal é promover a parceria entre governo, empresas e universidades para que o conhecimento gerado seja agregado às empresas, onde de fato a inovação se torna realidade”, afirma Elza.

Parcerias desse tipo são comuns em países onde as empresas são fortemente inovadoras. “É a tríplice hélice: promover a interação entre universidades, empresas e o estado. Este é o papel da Fapemig como agente facilitador do avanço da inovação científica e tecnológica”, observa Elza. Buscando investir em competitividade, uma das linhas centrais de atuação da Fapemig é o incentivo à inovação, que inclui apoio às incubadoras e aos parques tecnológicos do Estado, envolvendo também o lançamento de editais em parceria com empresas.

Segundo o Edital 5/2015, para ter acesso aos recursos, as instituições interessadas devem inscrever projetos ligados à:

1) captação de energia;
2) controle de escoamento;
3) célula combustível;
4) otimização de missões complexas para aviação comercial;
5) configurações alternativas de aeronaves com propulsão distribuída, e,
6) eficiência energética de arquiteturas de propulsão híbrida e gerenciamento de energia térmica.

O valor dos recursos solicitados à Fapemig em cada projeto inscrito deverá ser de, no máximo, R$ 250 mil, incluindo as despesas operacionais.

Serão consideradas aptas as propostas de Entidades Científicas Tecnólogicas e de Inovação (ECTI's) de natureza criativa ou empreendedora – desenvolvidas sistematicamente – que visem à geração de novos conhecimentos ou aplicação inovadora do conhecimento existente. O resultado final da seleção das propostas será publicado no Diário Oficial do Estado de Minas Gerais, em forma de extrato e, na íntegra, na página da Fapemig pelo endereço eletrônico www.fapemig.br.  

EMBRAER - Centro de Engenharia Inaugurado em MG Link