15 de Janeiro, 2016 - 10:20 ( Brasília )

Defesa

Cerimônia marca troca de comando em secretarias da Defesa


Uma cerimônia realizada na tarde desta quinta-feira oficializou a troca de comando em duas secretarias do Ministério da Defesa (MD). Na Secretaria de Produtos de Defesa (Seprod), assumiu a ex-deputada federal Perpétua Almeida. Na Secretaria de Pessoal, Ensino, Saúde e Desporto (Sepesd), o novo titular é o tenente-brigadeiro-do-ar Ricardo Machado Vieira.

Na ocasião o ministro da Defesa, Aldo Rebelo, destacou a importância de ambas as áreas. Lembrou o papel da Sepesd como elemento-chave para a política de Defesa para o País e nas ações de desporto militar, principalmente com a proximidade dos Jogos Olímpicos Rio 2016.

“Nós temos uma trajetória de grandes serviços prestados ao desporto no Brasil e, agora, que nos aproximamos das Olimpíadas, temos um elevado nível de responsabilidade, em quase todas as modalidades esportivas. Contamos com atletas militares sobre os quais o Brasil deposita uma grande esperança de medalhas”, afirmou Aldo.

Na área de atuação da Seprod, o ministro destacou que, o Brasil vem fortalecendo sua indústria nacional de defesa. Ele apontou, ainda, desafios que o País precisa observar, como o aumento das tensões nos continentes e disputas históricas: "Diante disso, o Brasil precisa levar em conta este cenário e buscar a esfera máxima de cooperação e autonomia para dotar suas Forças Armadas de instrumentos, equipamentos e dos meios para defender a independência e a nossa soberania nacional".

Para o secretário-geral do MD, Joaquim Silva e Luna, que também participou da cerimônia, é preciso aumentar a sinergia e a interoperabilidade entre os agentes e atores de defesa e dar maior visibilidade às ações da pasta.

Autonomia

"Um país desenvolvido precisa ter crescente autonomia no domínio e na produção de tecnologias críticas e sensíveis". Foi o que afirmou em seu discurso de posse a nova secretária de Produtos de Defesa do MD, Perpétua Almeida, ao salientar a necessidade de fomentar não só a Base Industrial de Defesa, mas também as cadeias produtivas e os centros de pesquisa.

"O desenvolvimento e a consolidação de uma robusta Base Industrial e de Defesa, a partir do fomento de um completo industrial-militar de inovação, pode se configurar num vetor de grande importância para a reindustrialização nacional", complementou a secretária.

Perpétua recordou que foi a partir da criação dos Centros de Pesquisa das Forças Armadas e de suas escolas de Engenharia que o País deu passos firmes rumo ao incremento da autonomia nacional: "Foi assim que, em 1946, surgiu o Centro Tecnológico do Exército, hoje, embrião do futuro Polo de Ciência e Tecnologia de Guaratiba".

Em outro momento, Perpétua reafirmou os compromissos pautados na Estratégia Nacional de Defesa (END) da Política Nacional de Defesa (PND). "Faz-se imperativo que a nação disponha de uma efetiva capacidade militar, legítima e perceptível, como forma de dissuasão, para defender seus valores e seus bens", expôs.

Integração

Entre os principais desafios a serem enfrentados enquanto estiver à frente da Sepesd, o brigadeiro Machado destacou, durante seu discurso de posse, a busca de maior integração dos sistemas de saúde das Forças Armadas, a crescente valorização das carreiras dos servidores civis e militares da Defesa e o aperfeiçoamento da Política de Ensino da Defesa por meio de uma maior integração com as escolas militares e a Escola Superior de Guerra (ESG).

Na área de desporto, o brigadeiro ressaltou a preparação dos atletas militares para grandes competições: “Neste ano, teremos as Olimpíadas, em que atuaremos no acompanhamento da participação de atletas militares. Também daremos início aos trabalhos de planejamento dos Jogos Mundiais Militares de 2019 e das Olimpíadas de 2020” disse.

O brigadeiro Machado também faz planos para o Programa Forças no Esporte (Profesp) – ação de inclusão social desenvolvida pelo Ministério da Defesa em parceria com os ministérios do Esporte e do Desenvolvimento Social, com o apoio das Forças Armadas. “O Profesp possui um grande alcance social. Há recursos para atendermos, somente neste ano, cerca de 16 mil jovens. Mas a meta é atingirmos um universo perto de 20 mil”, disse.

Perfis

Na reserva desde dezembro do ano passado, o brigadeiro Machado já ocupou o cargo de chefe do Estado-Maior da Aeronáutica, segunda posição mais importante da Força Aérea Brasileira. Anteriormente, foi chefe de Operações Conjuntas do Estado-Maior Conjunto das Forças Armadas (EMCFA). Possui mais de 3.500 horas de voo, das quais 1.700 na aviação de caça. Entre os principais cargos que assumiu estão o Comando de Defesa Aeroespacial Brasileiro (COMDABRA) e o 6º Comando Aéreo Regional (VI COMAR).

Perpétua Almeida está no MD desde o ano passado, quando assumiu a função de assessora especial do ministro. Em 2002, se elegeu para a Câmara dos Deputados pelo Acre, sendo reeleita em dois pleitos seguidos. Também foi vereadora em Rio Branco (2000).

Na Câmara dos Deputados, teve atuação destacada na defesa da soberania nacional, no fortalecimento das Forças Armadas, na proteção das fronteiras brasileiras e no incentivo à indústria nacional de defesa, tendo assumido, em 2012, a presidência da Comissão de Relações Exteriores e de Defesa Nacional da Câmara Federal.

Participaram da solenidade de transmissão de cargo os comandantes da Marinha, almirante Eduardo Bacellar Leal Ferreira; do Exército, general Eduardo Dias Villas Bôas; e da Aeronáutica, brigadeiro Nivaldo Luiz Rossato; além do chefe do Estado-Maior Conjunto das Forças Armadas, almirante Ademir Sobrinho; e de oficiais-generais, embaixadores, adidos estrangeiros, parlamentares e empresários da indústria de defesa.