COBERTURA ESPECIAL - Crise - Segurança

30 de Novembro, 2014 - 12:23 ( Brasília )

Seca em São Paulo é tratada como caso de segurança pública


Nota DefesaNet

Texto em inglês acesse:

Water shortage becomes public security issue in São Paulo Link


O Editor



Júlio Ottoboni
Especial DefesaNet


O governo do Estado de São Paulo está preparado para possíveis manifestações na capital paulista por falta de água. A inteligência da Polícia Militar de São Paulo  (PM/SP), trabalha concretamente com a possibilidade de levantes sociais graves, nos quais sejam necessários a intervenção policial. No começo deste mês integrantes da alta cúpula da segurança pública do governo estiveram nos Estados Unidos, com a direção da SWAT, pois há ainda o temor de ações de extremistas infiltrados em possíveis ações populares.

A tensão é tão grande, que a polícia militar está levando os caminhões pipas sob escolta para alguns pontos da cidade, principalmente na periferia, pois populares apoiados por milícias estão atacando os caminhões de abastecimento para saquear a água. Vários casos desta natureza já foram registrados, entretanto se teme que com a noticiário venha a estimular atitudes generalizadas, provocando um efeito cascata.

A situação extremamente grave e os níveis dos reservatórios estão caindo, mesmo com as chuvas dos últimos dias, que são insuficientes para aumentar o tempo útil das represas. Segundo a Sabesp, de quinta para sexta-feira passada, o volume saiu de 9,9% para 9,7% e está próximo a entrar na segunda cota do volume morto do Sistema Cantareira, o que se tornou um risco imenso para a desabastecimento da capital.

O esquema de segurança, segundo fontes do governo, está preparado para intervir a qualquer instante. Inclusive há uma permanente monitorização das redes sociais, como de grupos radicais que atuaram nas manifestações promovidas no inverno do ano passado. Também setores da justiça estão em prontidão para agilizar procedimentos urgentes para se manter a ordem pública.

Um dos mais importantes cientistas em meteorologia do país, Paulo Nobre, do INPE, teme o agravamento desta situação. “Um colapso de abastecimento de água representa um problema de segurança pública, grandes mudanças foram precedidas por alterações climáticas como a história nos mostra na revolução francesa e na próxima revolução russa”, observou. Ele será o responsável por anunciar qual a previsão das chuvas de verão para São Paulo e todo o Brasil, que ocorrerá nos próximos dias.

Um grande estudo feito sobre as megacidades, na qual está incluída São Paulo, mostra que convulsões sociais são uma constante nestes centros. O nível de insatisfação nas megacidades é elevadíssimo e ganha mais um componente crucial com a falta de água.

NOTA DefesaNet

As recentes chuvas amenizaram a situação de crise em alguns pontos da região Sudeste.  A cidade de São Paulo permanece como o ponto mais crítico ao verão que se aproxima.



Matéria Relacionadas

MEGACIDADES - O Fenômeno da MEGACIDADE e o Universo Paulista Link

Megacidades: SP e RJ pelo US Army Link

Megacidades – US Army analisa desigualdade social e o poder do PCC em São Paulo Link

Megacidades: US Army analisa ocupações irregulares e poder paralelo no Rio de Janeiro Link




 



Outras coberturas especiais


Pacífico

Pacífico

Última atualização 22 AGO, 11:40

MAIS LIDAS

Crise

3