COBERTURA ESPECIAL - Gripen NG Brazil - Aviação

25 de Janeiro, 2014 - 10:45 ( Brasília )

Dilma se reúne com presidente de fabricante de caças suecos em Davos

Governo anunciou em dezembro compra de 36 caças Gripen, a US$ 4,5 bi. Dilma viajou à Suíça para participar do Fórum Econômico Mundial.

Juliana Braga

A presidente Dilma Rousseff se reuniu na manhã desta sexta-feira (24), na Suíça, com o presidente da Saab, empresa sueca fabricante de caças, Hakan Buskhe. Dilma está em Davos, onde participa, pela primeira vez desde que assumiu a Presidência da República, do Fórum Econômico Mundial.

A assessoria de imprensa do Palácio do Planalto não informou o conteúdo da reunião entre a presidente e Buskhe. Após o encontro, Dilma discursou nesta sexta-feira em sessão plenária do encontro internacional com líderes mundiais e empresários.

Em dezembro do ano passado, o governo brasileiro anunciou a compra de 36 caças do modelo Gripen, produzidos pela Saab. O anúncio pôs fim a mais de 15 anos de negociações para a renovação da frota da Força Aérea Brasileira (FAB). Serão pagos pelo Brasil US$ 4,5 bilhões, até 2023. A empresa sueca foi escolhida, entre outros fatores, por ter oferecido a maior transferência de tecnologia.

Ao contrário dos outros concorrentes, o Rafale, da francesa Dassault, e o F-18, da norte-americana Boeing, o Gripen NG ainda não voa. Ele começou a sair do papel em julho, quando a Saab iniciou a produção em sua fábrica em Linköping. Atualmente, a empresa e o governo brasileiro estão na etapa de negociação do contrato, que pode levar até um ano.

Segundo o Ministério da Defesa, foram levados em conta pelo governo brasileiro itens como os valores das propostas apresentadas e o custo de hora de voo – no caso do Gripen, o valor é de US$ 4 mil.

A negociação prevê que o Brasil participe do processo de produção com ampla transferência de tecnologia, o que foi considerado, pelos militares, um dos fatores que interferiu na decisão. A estimativa é que 40% do modelo e 80% da estrutura sejam de fabricação nacional.

A negociação inclui ainda aviões com duas posições (para treinamento), sensores, peças e o treinamento de pilotos e mecânicos, além de acordos com empresas brasileiras.

O encontro entre Dilma e Buskhe estava previsto para quinta-feira (23), em Zurique, onde a presidente também se reuniu com o presidente da Fifa, Joseph Blatter, mas foi remarcado.



OUTRAS COBERTURAS ESPECIAIS


Gripen

Última atualização 25 OUT, 10:50

MAIS LIDAS

Gripen NG Brazil