COBERTURA ESPECIAL - Brasil-Japão - Defesa

03 de Maio, 2018 - 11:25 ( Brasília )

Brasil e Japão fortalecem cooperação na área de defesa



Major Sylvia Martins

A cooperação nipo-brasileira na área de defesa tem se fortalecido. Na segunda-feira (30 de abril), o ministro da Defesa, interino, Joaquim Silva e Luna, recebeu na sede da Pasta, o vice-ministro da Defesa do Japão, Tomohiro Yamamoto.  O objetivo do encontro foi realizar trocas de opiniões que pudessem contribuir para entendimentos entre os dois países.

No Brasil está a maior comunidade japonesa fora do Japão. Fato lembrado pelo vice-ministro Tomohiro no início da reunião. “Brasil e Japão compartilham de valores fundamentais, como democracia e estado de direito”, afirmou.

O ministro Silva e Luna agradeceu a presença do vice-ministro do Japão e comitiva, e lembrou que há também uma comunidade brasileira naquele país. Disse, ainda, que os ministérios constroem um memorando de entendimento e tratam, atualmente, de temas nas áreas aeroespacial, defesa cibernética e Jogos Mundiais Militares, que será em Tóquio, em 2020.

Sobre o memorando, Tomohiro Yamamoto ressaltou que, no último dia 19, recebeu a minuta final confeccionada pelo ministério brasileiro. O documento está no término da análise pelo lado japonês. Para a assinatura, o vice-ministro japonês convidou o ministro Silva e Luna para ir a seu país.

Entre os diversos assuntos tratados, quanto ao tema armas nucleares, as autoridades da Defesa do Brasil e do Japão concordaram que é preciso ações concretas que garantam o não retrocesso de entendimentos, em benefício da paz mundial. Nesse sentido, sinalizaram a continuidade de atividades de cooperação no contexto de Missões de Paz.

Tomohiro Yamamoto disse que se encontram em curso trocas de experiências no que se refere à Ajuda Humanitária e prevenção de desastres. No ano de 2017, um oficial da Força Terrestre de Autodefesa do Japão participou do Amazonlog, Exercício de Logística Multinacional Interagências inédito na América do Sul, conduzido pelo Comando Logístico do Exército Brasileiro (COLOG).

O vice-ministro do Japão ressaltou que o diálogo entre as Forças Terrestres dos dois países é dinâmico e manifestou interesse de estreitar essas relações também com as outras Forças, aérea e naval.

A autoridade japonesa, em sua agenda no Brasil, incluiu visitas ao Comando de Defesa Cibernética (Cmdo D Ciber) e ao Centro Integrado de Defesa Aérea e Controle de Tráfego Aéreo (CINDACTA I). “Quero aprender mais sobre o contexto da área de defesa do Brasil e também da América do Sul”, disse Tomohiro.

Participaram da comitiva do Japão: o encarregado de Negócios da Embaixada do Japão no Brasil, Kazuhiro Fujimura; diretor-adjunto da Divisão de Política Internacional do Ministério da Defesa do Japão, Itsuki Sugihara; o adido de Defesa no Japão no Brasil, o coronel Shigehisa Mizola; o assistente Executivo do vice-ministro da Defesa do Japão, Shota Shimizu;  a adjunta da Divisão de Política Internacional do Ministério da Defesa do Japão; Kaori Tatsumi.

Pela parte do Ministério da Defesa brasileiro: o chefe de Assuntos Estratégicos, almirante Claudio Portugal Viveiros; o chefe do Departamento Comercial da Secretaria de Produtos de Defesa, almirante Marcelo Francisco Campos; o vice-chefe de Assuntos Estratégicos, brigadeiro Paulo Borba; o subchefe substituto de Assuntos Internacionais, brigadeiro Carlos Minelli de Sá; o assessor especial do Gabinete do Ministro, brigadeiro Ricardo Reis.

Fotos: Alexandre Manfrim/MD



Matéria Relacionada

BR-JP - A hora e a vez do Japão DefesaNet 2016 Link

Gen Kiyofumi Iwata: Sisfron é “magnifico” e pode servir de referência para o Japão DefesaNet  2016 Link

Exclusivo - Brasil abre novas parcerias DefesaNet 2014 Link


 


VEJA MAIS



Outras coberturas especiais


TOA

TOA

Última atualização 21 AGO, 12:10

MAIS LIDAS

Brasil-Japão