25 de Janeiro, 2012 - 13:25 ( Brasília )

Aviação

O BRIGADEIRO - Livro é Lançado em Brasília

Vida de Eduardo Gomes é contada após meio século de silêncio sobre o criador do Correio Aéreo Nacional

Foi lançado em Brasília (DF), no Clube da Aeronáutica, o livro O BRIGADEIRO. Eduardo Gomes, trajetória de um herói, de autoria de Cosme Degenar Drumond. O evento fez parte dos festejos de comemoração dos 71 anos de criação do Ministério da Aeronáutica e da Força Aérea Brasileira (FAB) na noite de sexta-feira, 20 de janeiro.

Nas palavras do tenente-brigadeiro Aprígio Eduardo de Moura Azevedo, que prefaciou o novo livro sobre a vida do Patrono da Força Aérea Brasileira, a obra “mostra o retrato de um profissional militar completo, homem público irrepreensível, um estadista”.

Unanimidade nacional a despeito dos anos espinhosos que atravessou, sem nunca se dobrar ao poder ou ao dinheiro, o segredo de Eduardo Gomes, disse um juiz que o conheceu, era a autoridade moral, a fidelidade aos princípios, absolutamente inegociáveis. Ele acreditava na comunhão das gerações: os jovens julgando e aprovando os mais velhos; os moços, compreendendo e procurando exemplos no passado.

Em 1974, um estudante de Filosofia, Paulo de Tarso Magalhães Paes de Barros, de 22 anos, o homenageou em carta que depositou aos pés do monumento “18 do Forte” em Copacabana: “Neste mundo em que há uma necessidade urgente de novos líderes políticos; em que a democracia está desacreditada; em que o homem se curva perante o
dinheiro; neste mundo sem apreço pelas coisas espirituais; em que grandes ideais e causas justas não arrebatam (...) nada mais consolador e edificante do que voltar nossos
olhos para figuras humanas sempre jovens, exuberantes, magníficas, idealistas, retas, magnânimas, exemplares; (...) figuras humanas como o brigadeiro Eduardo Gomes”.

O Brigadeiro teve apoio cultural do Comando da Aeronáutica e patrocínio das empresas Embraer, Helibras, Fundação Atech, Infraero e InbraFiltro. Revela episódios até agora desconhecidos da trajetória de Eduardo Gomes, “o homem que confundiu sua vida com a história da democracia brasileira”, como assinalou o Jornal da Tarde.

Terá lançamentos também no Recife, Rio de Janeiro e em São Paulo. Com realização pela Editora de Cultura (tel. 11-2894-5100), 350 páginas, ricamente ilustrado e ao preço de R$ 49,90, estará nas principais livrarias do país, podendo ser adquirido também por encomenda.

Assessoria de imprensa
Bansen Comunicação/ Marília Schulmann
marília@bansen.com.br
(11) 5539-2344

Editora de Cultura
Helena Maria Alves
helena@editoradecultura.com.br
(11) 2894-5100