20 de Setembro, 2018 - 16:40 ( Brasília )

Aviação

Airbus entrega a primeira aeronave produzida em Mobile que funciona com uma mistura de combustível sustentável


A fábrica da Família A320 da Airbus nos Estados Unidos entregará nessa semana sua primeira aeronave abastecida parcialmente por combustível sustentável. O mais novo A321 produzido para a JetBlue deve sair de Mobile no dia 20 de setembro com 15% de combustível sustentável em seus tanques. 

No total, cinco aeronaves A321 que utilizam combustível sustentável produzidas em Mobile serão entregues para a JetBlue até o final de 2018. Todo combustível será fornecido e certificado pela Air BP. O abastecimento das aeronaves será feito pela empresa Signature Flight Support, prestadora de serviços de abastecimento para a Airbus em Mobile.

 

Desde maio de 2016, a Airbus oferece aos seus clientes a opção de receber novas aeronaves produzidas em Toulouse, na França, que utilizam uma mistura contendo combustível sustentável. Após serem concluídas as entregas para a JetBlue, a Airbus determinará os próximos passos para oferecer essa opção a mais clientes que receberem aeronaves produzidas em Mobile. No longo prazo, a Airbus pretende apoiar a produção industrial de combustíveis de aviação sustentáveis no sudeste dos Estados Unidos.

 

“Nossa meta é estabelecer o fornecimento de combustíveis sustentáveis no sudeste dos Estados Unidos. É uma oportunidade para trabalharmos de perto com agentes locais para aumentar a escala de produção e comercialização de combustíveis de aviação sustentáveis na região”, diz Frederic Eychenne, Diretor de Novas Energias da Airbus. “Estamos ativamente buscando ideias de como podemos utilizar a estratégia da Airbus para criar novas oportunidades de desenvolvimento econômico no estado do Alabama”.

 

“Esse é outro exemplo de como a JetBlue reconhece que um futuro sustentável para o setor de aviação vai exigir a cooperação de todas as partes que compõem o segmento”, diz Robin Hayes, CEO da JetBlue. “Combustíveis de aviação sustentáveis são prova da crença que temos na JetBlue de que podemos ajudar a definir a trajetória futura do nosso setor. Nossa meta é ser líder na categoria de combustíveis de aviação sustentáveis, criando demanda, para assim sustentar a oferta. Estamos trabalhando de perto com a Airbus para desenvolver infraestruturas que ofereçam mais opções na região sudeste”.
 

“O setor de aviação comercial tem metas ambiciosas para a redução de emissões, algo que, em um setor em franco crescimento, só é possível com a participação da cadeia inteira. Estamos trabalhando de perto com companhias aéreas e fabricantes de aeronaves, como a Airbus, para liderar essa onda de mudanças por meio do incentivo ao uso de combustíveis de aviação alternativos e sustentáveis e garantindo seu fornecimento”, disse Matt Elliott, Chief Commercial Officer da Air BP.

 

“A Signature Flight Support tem orgulho de ajudar a Airbus e a JetBlue em sua busca pela utilização de combustíveis sustentáveis. A BBA Aviation e a Signature Flight Support estão comprometidas com a redução do seu impacto ambiental e com a implementação de inovações do setor que nos ajudem a atingir esse objetivo”, afirma Mark Johnstone, Chief Executive da BBA Aviation e CEO da Signature Flight Support, que também colabora com a Air BP para oferecer combustível com zero emissão aos clientes de jatos executivos ao compensar suas emissões por meio do programa BP Target Neutral.

 

Em linha com seu compromisso de garantir a sustentabilidade ao longo do ciclo de vida de suas aeronaves, a Airbus anunciou ainda que sua fábrica em Mobile, nos Estados Unidos, recebeu oficialmente a certificação ISO 14001. A ISO 14001 é uma certificação voluntária internacionalmente reconhecida que estabelece os critérios para sistemas de gestão ambiental. A certificação cobre as atividades, produtos e serviços de 20 unidades localizadas em sete países que totalizam mais de 56 mil funcionários. A Airbus é a primeira fabricante de aeronaves a receber o certificado ISO 14001 para todas as suas unidades, produtos e serviços.