COBERTURA ESPECIAL - TOA - Aviação

09 de Julho, 2021 - 09:09 ( Brasília )

Militares da Força Aérea Brasileira concluem curso de Operações na Selva

Instruções teóricas e práticas foram realizadas entre abril e julho, no Centro de Instrução de Guerra na Selva (CIGS), em Manaus (AM)

Tenente Beltramini E Major Bazilius

Dois militares da Força Aérea Brasileira (FAB) concluíram, com sucesso, a participação no Curso de Operações na Selva (COS), categoria Bravo para Oficiais, e Charlie para Graduados. Realizada entre os meses de abril e julho, no Centro de Instrução de Guerra na Selva (CIGS), na cidade de Manaus (AM), a formação contou com instruções teóricas e práticas de técnicas e táticas de combate e sobrevivência na selva amazônica.

Reconhecido como um dos cursos operacionais mais exigentes do Exército Brasileiro, o curso tem uma duração de 12 semanas e se divide em três etapas: a primeira é a de vida na selva, que ensina técnicas básicas de sobrevivência em ambiente de selva; a segunda é a fase de técnicas especiais, que aborda procedimentos de orientação na selva, natação utilitária, dentre outras atividades; e a fase final, de operações, na qual os alunos integram todos os conhecimentos adquiridos para planejar, comandar e participar de missões operacionais.

A cerimônia de encerramento do curso foi realizada no dia 1º de julho, quando os 82 concludentes receberam o título de “Guerreiros de Selva”, e contou com a presença de autoridades militares da Marinha do Brasil (MB), do Exército Brasileiro(EB) e da Força Aérea Brasileira (FAB).

O Sargento William da Silva Santos, do efetivo da Academia da Força Aérea (AFA), foi eleito pelos companheiros de turno como “Melhor companheiro” e ganhou a flâmula que foi carregada durante toda a duração do curso. “Cada ida à Selva era desafiadora, dada a grandeza da Amazônia. Foram muitos quilômetros percorridos a pé, por meio da selva, realizando as mais variadas missões. A mais marcante foi a Onça Aérea, cujo objetivo era chegar à famosa Clareira do Avião, um marco para todo Guerreiro de Selva”, ressaltou o militar.

O Tenente Hideyuki Simplicio Kitayama, do 7º/8º Grupo de Aviação, Esquadrão Harpia, sediado em Manaus (AM), contou que concluir o Curso foi a realização de um sonho. “Após alguns anos tentando conseguir a vaga, finalmente tive essa oportunidade. Graças a Deus, e com a ajuda da minha família e da minha noiva, consegui chegar ao final e receber o brevê de Guerreiro de Selva. Além da realização pessoal, o curso proporciona muitos aprendizados que serão aplicados nas missões cumpridas pelo Esquadrão na Região Amazônica”, destacou.

Fotos: Ala 8


VEJA MAIS