COBERTURA ESPECIAL - PCC - Gangues - Inteligência

16 de Dezembro, 2021 - 12:11 ( Brasília )

PCC - EUA incluem PCC em lista de sanções a grupos ligados ao tráfico de drogas



Portal Folha
15 Dezembro  2021

 

Nota DefesaNet

No dia 15DEZ2021, o Presidente Joe Biden emitiu uma Ordem Executiva colocando a grupo criminal brasileiro Pimeiro Comando da Capital (PCC), em lista do Departamento do Tesouro, sujeito a sanções.  

PCC - EUA incluem PCC em lista de sanções a grupos ligados ao tráfico de drogas

Nota da Embaixada Americana
O Primeiro Comando da Capital (PCC) foi a entidade brasileira designada nesta ação.


Ordem Executiva do Presidente Americano
Issuance of Executive Order Imposing Sanctions on Foreign Persons Involved in the Global Illicit Drug Trade; Counter Narcotics Designations and Designations Updates

Esta ação do governo americano tem um profundo impacto na política e justiça brasileira. Após o STF ter liberados dois lídees do PCC o que irritou muito o governo americano.

Também a vinculação do PCC a grupos políticos btasileiros, que dentro do planejamento seria empregado como braço armado nas eleições de 2022.

O Editor



O Departamento do Tesouro dos EUA incluiu a facção criminosa PCC numa lista do governo americano para sanções financeiras em razão da associação ao narcotráfico.

A lista tem novos 25 nomes –o PCC entre eles, o único do Brasil nesta nova leva– e foi divulgada pelos EUA na tarde desta quarta-feira (15).
Sede do Departamento do Tesouro dos EUA, entidade responsável pela lista de sanções

Sede do Departamento do Tesouro dos EUA, em Washington; entidade é a responsável pela lista de sanções - Andrew Kelly - 29.ago.21/Reuters

A ordem executiva relacionada à lista foi assinada pelo presidente dos EUA, Joe Biden.

Não há nomes de pessoas ou empresas associadas ao PCC, apenas a facção criminosa foi incluída na lista.

A ideia é que esses nomes apareçam em uma nova etapa, de forma que seja possível aplicar sanções como bloqueio de bens e contas bancárias.

O Palácio do Planalto foi avisado na manhã desta quarta de que haveria a inclusão da facção criminosa na lista. O mesmo ocorreu com o Ministério da Justiça e Segurança Pública, PF e Coaf (Conselho de Controle de Atividades Financeiras).

A nova lista do governo americano inclui organizações criminosas, empresas constituídas formalmente e pessoas acusadas de narcotráfico do Brasil, China, México e Colômbia.

A partir dessa lista, o governo dos EUA pode bloquear bens e contas bancárias no país. A lista serve também de referência para instituições financeiras em outros países.

O PCC é descrito pelo Departamento do Tesouro como a maior organização criminosa do Brasil e uma das maiores do mundo.

A facção surgiu em São Paulo na década de 90 e faz uso da violência e assassinatos para estabelecer a dominância no narcotráfico e lavagem de dinheiro, conforme o governo dos EUA. A facção criminosa opera ainda no Paraguai e na Bolívia e mira EUA, Europa, África e Ásia, ainda segundo a descrição do Departamento do Tesouro.

Cartéis de drogas mexicanos como o cartel de Jalisco e de Sinaloa integram a lista de sanções financeiras a serem definidas a partir da definição de nomes e empresas.

"Com esta designação, em estreita cooperação com as autoridades brasileiras, o objetivo é desmantelar e limitar as atividades de narcotráfico e lavagem de dinheiro do PCC", disse a embaixada dos EUA em Brasília.

A ordem executiva assinada por Biden busca limitar o uso do sistema financeiro dos EUA para o desenvolvimento das atividades de narcotráfico, segundo um comunicado divulgado pela embaixada americana.

"Com a nova ordem executiva do presidente Biden, o Tesouro conseguirá aplicar suas sanções com maior rapidez, poder e efeito em todo o ecossistema das drogas ilícitas, especialmente aqueles que lucram com a morte e a miséria da epidemia de opiáceos", disse o subsecretário de Terrorismo e Inteligência Financeira, Brian Nelson, ainda conforme o comunicado da embaixada.

A ideia do governo americano é manter pública a lista de organizações criminosas, empresas e pessoas físicas associadas ao narcotráfico, como forma de orientar a atuação do sistema financeiro em outros países.

A facção criminosa é o primeiro grupo do país na lista do Departamento do Tesouro, que já conta com os nomes de duas pessoas associadas ao Brasil.

Uma delas é Mohamed Ahmed Elsayed Ahmed Ibrahim, apontado pelos EUA como integrante da rede terrorista Al Qaeda no Brasil. A outra é uma pessoa com negócios com o país.


VEJA MAIS



Outras coberturas especiais


Pandemic War

Pandemic War

Última atualização 18 JAN, 21:40

MAIS LIDAS

PCC - Gangues