COBERTURA ESPECIAL - Fronteiras - Segurança

15 de Abril, 2020 - 01:20 ( Brasília )

O Programa V.I.G.I.A. e a Segurança Multidimensional nas Fronteiras

Eduardo Maia Bettini, Coordenador-Geral de Fronteiras do MJSP, apresenta a primeira análise e os fundamentos, do Programa V.I.G.I.A. (Vigilância, Integração, Governança, Interoperabilidade e Autonomia.).

 

O PROGRAMA V.I.G.I.A. E A SEGURANÇA MULTIDIMENSIONAL NAS FRONTEIRAS

 

Ao completar um ano (15ABR2020), o Coordenador-Geral de Fronteiras do Ministério da Justiça e Segurança Pública (MJSP), Eduardo Maia Bettini, apresenta a primeira análise, os fundamentos e origens do Programa V.I.G.I.A. (Vigilância, Integração, Governança, Interoperabilidade e Autonomia.).

O Programa V.I.G.I.A. iniciou sem alardes e tem ficado de certa forma ao largo das manchetes da imprensa, mas os resultados têm sido excepcionais. Integra forças federais e estaduais no combate ao ilícitos nas regiões de fronteira.

DefesaNet tem a hora de apresentar o estudo do Coordenador-Geral de Fronteiras do MJSP Eduardo Maia Bettini “O Programa V.I.G.I.A. e a Segurança Multidimensional nas Fronteiras”. O documento pode ser acessado na íntegra nesta página.

Leitura recomendada e fundamental para analistas e estudiosos das questões de fronteiras.  Bettini incorpora no seu estudo a grande experiência como membro do Comando de Operações Táticas (COT), Crimes Cibernéticos, Coordenação de Aviação Operacional Grupo Especial de Polícia Marítima, todos da Polícia Federal.

Trata-se de uma análise sucinta sobre o êxito operacional, tático e estratégico do Programa Nacional de Segurança nas Fronteiras e Divisas – V.I.G.I.A. (Vigilância, Integração, Governança, Interoperabilidade e Autonomia.) – no contexto da segurança das fronteiras, bem como a sua expansão para as divisas de Estados. A proposta central do Programa é a prevenção e repressão dos crimes que ocorrem nestas regiões e o seu impacto no restante do País.

Na dimensão física ou tática de atuação, o Programa V.I.G.I.A. tem como intuito fortalecer o enfrentamento à criminalidade, com enfoque em organizações criminosas (ORCRIM), tráfico, corrupção, contrabando, descaminho, crimes contra a propriedade intelectual, “pirataria”, crimes ambientais e lavagem de dinheiro.

Na dimensão informacional o V.I.G.I.A. busca estimular e promover a mudança do velho paradigma da transmissão de fragmentos de informação para o fomento da criação de uma consciência compartilhada através da fusão (integração) multiorganizacional de células.

Neste contexto, a integração prima pela união entre produção de conhecimento e operações, através da implementação do ciclo aplicado às Operações Especiais F3EAD  (encontrar, fixar, finalizar, explorar, analisar e difundir no inglês “Find, fix, finish, exploit, analyze and difuse”), estimulando assim a implementação de uma cultura organizacional adaptada a ambientes classificados como voláteis, incertos, complexos e ambíguos (V.I.C.A.).






Nestes ambientes, as competências centrais passam a ser a adaptabilidade e a capacidade de trabalho integrado em redes (networking).

Na dimensão humana o Programa V.I.G.I.A. eleva o operador de fronteiras a protagonista da Segurança Multidimensional e busca a valorização deste profissional e de suas unidades através do estímulo à criação de uma cultura organizacional de respeito ao talento e ao potencial destes operadores, com o fortalecimento de uma doutrina e de uma identidade operacional específicas de fronteiras, com capacidade de influência e ampliação das boas práticas identificadas e desenvolvidas no Programa, assim como das lições aprendidas (adaptabilidade).

O V.I.G.I.A. também traz consigo a preocupação com a melhoria da qualidade de vida e dos índices de desenvolvimento humano nas regiões onde possui abrangência, assumindo a limitação que a dimensão tática ou física do combate ao crime transnacional possui. Desta feita, o Programa eleva à condição de indicador de resultados justamente a desejada modificação, para melhor, dos ambientes onde é instalado.

Para cumprir este objetivo o V.I.G.I.A. se vale do uso de metodologias modernas de gestão, governança e governabilidade, utilizando a integração de equipes especializadas, as capacitações para nivelamento de conhecimento e a interoperabilidade de sistemas. Tudo isso através de uma atuação coordenada e autônoma, com padronização de técnicas, táticas e procedimentos (TTP’s).



 



 

O PROGRAMA V.I.G.I.A. E A SEGURANÇA MULTIDIMENSIONAL NAS FRONTEIRAS by Nelson Düring on Scribd


VEJA MAIS



Outras coberturas especiais


Doutrina Militar

Doutrina Militar

Última atualização 12 AGO, 14:00

MAIS LIDAS

Fronteiras