COBERTURA ESPECIAL - 07SET2021 - Pensamento

17 de Dezembro, 2021 - 08:30 ( Brasília )

Gen Ex Pinto Silva - Ponto de Ruptura e Empatia


Nota DefesaNet

O autor Gen Ex Pinto Silva produziu uma série especial de artigos, com análises, sobre o momento nacional.

A medida que forem publicados serão listados aqui:

1 - MOMENTO POLÍTICO (2021)  

2 - RELEVÂNCIA POLÍTICA

3 - PONTO DE RUPTURA E EMPATIA



ACORDA BRASIL! É PRECISO!
SEJAMOS RELEVANTES NA SALVAGUARDA DAS INSTITUIÇÕES.
TODOS SOMOS PARTES DISTO!!!
PARTICIPE PARA QUE NO FUTURO NÃO TENHAMOS A REPÚBLICA SOCIALISTA DO BRASIL.

 

 PONTO DE RUPTURA E EMPATIA.
 

Pinto Silva Carlos Alberto[1]


1.GENERALIDAES

Como é de conhecimento geral, nas últimas duas décadas, ante o olhar permissivo das autoridades constituídas, têm prosperado a degradação dos valores tradicionais da nossa democracia, com o desrespeito sistemático aos patrimônios público e privado, a corrupção endêmica e a impunidade generalizada.

A ausência de reação das Instituições e da sociedade brasileira deixa a impressão de que ninguém se importa com o que vem acontecendo no país e que não existem autoridade e comprometimento dos poderes constituídos.

Dois questionamentos:

- Como o seu grupo social está enxergando o Brasil hoje?
- E os demais grupos da sociedade brasileira como estão enxergando o Brasil hoje?


Quando as pessoas se sentem atingidas de alguma forma e reagem, é porque algo repercutiu em seu interior ou no interior do seu grupo. Elas sentem algo negativo dentro de si mesma o do seu grupo.

Então o que fazer para que a sociedade brasileira deixe a letargia com que se habituou a conviver com as questões nacionais e se sinta atingida pelo atual momento político e social do país?

Somente fazendo os fatos repercutirem no interior da nossa sociedade, e não fora dela.

2. PONTO DE RUPTURA.

Os Pontos de Ruptura são momentos de grande sensibilidade da vida Nacional. Devemos acreditar que, na maioria das vezes, uma situação ou um momento específico (Ponto de Ruptura) acontece para reunir pessoas respeitáveis que acreditam na Defesa do Estado Democrático de Direito, da Ética, e da Honestidade na vida pública.

O Ponto de Ruptura desafia a sociedade brasileira a ver, pensar, agir, se indignar, e a reagir.

Se quisermos mudanças sociais e políticas Brasil, precisaremos aproveitar as oportunidades que Pontos de Ruptura nos oferecem, e romper com o passado, e ter mentalidade, habilidades políticas e sociais novas.

Com o agravamento da situação política e social no Brasil torna-se indispensável o aproveitamento de um Ponto de Ruptura, a fim de possibilitar uma reação, que faça com que uma mudança política e social, seja esperada, e com o passar do tempo aconteça e vire numa certeza para nossa sociedade.

Essa reação poderá ser promovida pelo empenho de um grupo de pessoas respeitáveis, com alto nível de sociabilidade, de informação e de autoridade que representem seu grupo social. Convém destacar que toda autoridade deve ser conquistada antes de ser exercida.

Grandes líderes se originam de grandes causas e os membros dos diversos grupos sociais dando o melhor de si, também podem realizar coisas impossíveis (Grandes causas), como uma transformação social do Brasil atual.

3. EMPATIA.

Empatia é a habilidade de compreender o sentimento ou reação da outra pessoa ou grupo imaginando-se nas mesmas circunstâncias, se colocar no lugar do outro, enxergar com os olhos do outro, sentir o que o outro sente e defender a mesma causa.

Criar empatia é imitar as emoções dos outros como um meio de expressar apoio e cuidado, e como forma de comunicação.

Algumas pessoas são capazes de fazer os outros entrarem na sua própria cadência e ditam os termos da interação, estas pessoas são empáticas.

A formação de grupos empáticos ajudaria a mudar o Brasil.

Segundo Malcolm Gladwell no livro “O Ponto da Virada”:

- “Quando a sociedade está satisfeita, raramente surge suficiente motivação para mudar.

- Na era da informação simplesmente nos esquecemos de grande parte do que lemos e do que vemos, criando um problema para a retenção das ideias transmitidas, por isso, as mensagens têm que ser simples e diretas, para que o público-alvo se sinta confiante, e em seguida apresentada a mais complexa. A técnica hostil aterrorizando o público-alvo não funciona, portanto não deve ser utilizada.

- O sucesso está na qualidade intrínseca das ideias que apresentamos.

- O limite entre a resistência e a concordância com a mudança pretendida pode ser mais tênue do que se parece.

- Criadores das mensagens guardam o conhecimento e fornecem as mensagens, redes de comunicação e sociais espalham este conhecimento, porém o mais importante são os indivíduos que acreditam na mensagem e convencem aos membros de seu grupo e de outros grupos da necessidade da mudança.

- Pequenas coisas, na transformação social (Mudanças), parecem fazer tanta diferença quanto às grandes, e a persuasão é feita por meio que não percebemos. Algumas pessoas são capazes de fazer os outros entrarem na sua própria cadência e ditam os termos da interação, estas pessoas são persuasivas.

- O objetivo é vender uma ideia, devendo começar pelas ideias mais simples, para que o grupo social se sinta confiante. As ideias precisam ter a capacidade de se manter em nossa memória e nos fazer pensar, falar e agir.

- As pessoas, na sociedade brasileira, estão interessadas em poucas áreas das atividades políticas e sociais, a vinculação com o todo social e político do nosso país é feito por uma minoria, quer por seu preparo intelectual, quer por sofrer uma influência ideológica. Essa elite, para o bem o para o mal, tem o poder e a competência de desencadear uma transformação social no Brasil”
.


"Quando as oportunidades surgem através de acontecimentos, mas você não consegue reagir, você não é esperto. Quando as oportunidades surgem através de uma tendência e, no entanto, você não consegue fazer planos, você não é inteligente. Quando as oportunidades surgem através de contextos, mas você não pode agir com base neles, você não é ousado. De todos os caminhos em que se vê a oportunidade, nenhum é mais importante que o inesperado." Sun Tzu.

4. CONCLUSÃO

Se quisermos uma transformação social e política no Brasil, precisaremos aproveitar as oportunidades, e romper com o passado, e ter mentalidade, habilidades políticas e sociais novas. Esta realização requer que, nos indivíduos e grupos sociais, exista comprometimento com a causa, motivação para o sucesso, e vontade.

 


[1] Carlos Alberto Pinto Silva / General de Exército da reserva / Ex-comandante do Comando Militar do Oeste, do Comando Militar do Sul, do Comando de Operações Terrestres, Ex-comandante do 2º BIS e da 17ª Bda Inf Sl, Chefe do EM do CMA, Membro da Academia de Defesa e do CEBRES

 


Outras coberturas especiais


EDA - Esquadrilha da Fumaça

EDA - Esquadrilha da Fumaça

Última atualização 26 MAI, 17:30

MAIS LIDAS

07SET2021