COBERTURA ESPECIAL - Especial Terror - Segurança

08 de Julho, 2014 - 10:30 ( Brasília )

Aparelhos eletrônicos sem bateria são proibidos em voos com destino aos EUA


Os aparelhos eletrônicos com a bateria descarregada não serão mais aceitos nos aviões com destino aos Estados Unidos. O anúncio foi feito neste domingo pela TSA (Transportation Security Administration), a agência americana que regulamenta o transporte aéreo.

Os Estados Unidos temem que notebooks, tablets, celulares e outros aparelhos eletrônicos possam ser usados como bombas. De acordo com TSA, as autoridades poderão pedir aos passageiros que liguem os aparelhos eletrônicos, inclusive os celulares.

Os viajantes também poderão ser alvo de um controle mais "aprofundado", segundo as autoridades americanas. Nos últimos meses, o serviço secreto americano descobriu que grupos terroristas tinham adotado novas estratégias para despistar os controles nos aeroportos, fabricando explosivos indetectáveis.

Na quarta-feira, o secretário norte-americano para a Segurança Interior, Jeh Johnson, já havia indicado que novas medidas de segurança seriam aplicadas, principamente em voos vindos da Europa e do Oriente Médio. Mas ainda não se sabe em quais aeroportos a regra entrará em vigor. Reino Unido, Bélgica e França também anunciaram um reforço dos controles de segurança nos voos com destino aos Estados Unidos.

Ameaça não especificada

Apesar da ameaça não ter sido especificada pelas autoridades americanas, as chances de atentado aumentam com a instabilidade no Oriente Médio e o julgamento do suspeito número 1 do ataque ao consulado americano em Benghazi, na Líbia em 2012. Sem contar as novas ameaças jihadistas no Iraque e o desenvolvimento de novas filiais da Al Qaeda no Iêmen e na Síria.

De acordo com a ABC News, as autoridades de segurança americanas ainda pediram que os aeroportos europeus também reforcem o controle nos sapatos dos passageiros em direção aos Estados Unidos, além das bagagens.