30 de Agosto, 2013 - 10:47 ( Brasília )

Segurança

7 de Setembro sem Esquadrilha

A última exibição das aeronaves T27 aconteceu em março deste ano, na altura do Pontão do Lago Sul

Além de ter o desfile militar reduzido em quase meia hora por conta de prováveis manifestações, as comemorações do Dia da Independência, em Brasília, não contarão com a tradicional apresentação da Esquadrilha da Fumaça. O Palácio do Planalto informou que o motivo é a troca de aeronaves.

Os antigos T27, conhecidos como Tucanos, foram substituídos por um modelo mais moderno e pesado, os Super Tucanos. Dessa forma, os pilotos deverão passar por um período de treinamento. No último dia 12, um piloto e um copiloto da Força Aérea Brasileira (FAB) morreram durante uma missão a bordo de um Super Tucano A-29. O acidente aconteceu em Pirassununga, em São Paulo. 
 
Como mostrou o Correio na edição de ontem, a preocupação com os protestos programados para o Sete de Setembro acabou por encolher a duração da parada militar para reduzir o tempo de exposição pública da presidente Dilma Rousseff e das autoridades convidadas para o evento. A decisão da Câmara Federal em absolver o deputado Natan Donadon (Sem partido-RO) do processo de cassação de mandato é considerada tanto pelo governo federal quanto pelo GDF — responsável pela segurança da cerimônia — como um motivo a mais para aumentar o clima de tensão que ronda a realização do desfile. 
 
Ontem à tarde, representantes do Ministério da Defesa, do governo local e do Gabinete de Segurança Institucional (GSI) se reuniram para definir as mudanças na solenidade. O ministro da Defesa, Celso Amorim, afirmou, contudo, que eventuais protestos não prejudicarão as comemorações. "(As manifestações) não vão melar o Sete de Setembro", garantiu Amorim, ao sair de reunião no Palácio do Planalto. 
 
A presidente Dilma Rousseff deve chegar ao evento por volta das 8h45 e ocupará o palanque oficial depois de passar as tropas em revista, às 9h. De acordo com a Defesa, o custo total do evento deve ficar em R$ 829 mil, mesma cifra do desfile em 2012. As contratações para a realização do desfile foram realizadas por pregão eletrônico por meio do site Comprasnet.

A organização ficará a cargo da Agência Sisters, vencedora da concorrência. Está prevista a participação de 1.850 militares e agentes de segurança pública, mais mil estudantes de escolas públicas do Distrito Federal. Em toda a Esplanada, serão disponibilizados 24 mil lugares para o público, que poderá acompanhar o desfile das 8h45 às 10h30. 

Fonte: Correio Brasiliense