30 de Novembro, 2013 - 12:00 ( Brasília )

Navio dos EUA destruirá as armas químicas sírias no mar


Um navio dos Estados Unidos destruirá no mar parte das mil toneladas do arsenal químico sírio, informou neste sábado a Organização para a Proibição das Armas Químicas (OPAQ). "O diretor-geral indicou que as operações de neutralização serão realizadas no mar, em um navio dos Estados Unidos, com a técnica da hidrólise", indicou a OPAQ em um comunicado.

"Um navio está sendo modificado para acolher e realizar as operações de verificação da OPAQ", acrescentou a organização com sede em Haia.

As armas químicas sírias mais perigosas terão de ser transportadas para fora do país em guerra antes de 31 de dezembro, segundo decisão da OPAQ de meados de novembro. O conselho consecutivo da organização adotou então um mapa do caminho para a destruição do arsenal químico sírio antes de meados de 2014, que inclui um plano detalhado com possíveis métodos de destruição fora do país, em terra ou no mar.

Apesar do consenso de que as armas devem ser destruídas fora da Síria, nenhum país aceitou até agora que isso ocorra dentro de seu território.

O resto das armas e dos precursores químicos que servem para fabricar os produtos tóxicos (exceto o isopropanol, que pode ser usado para fabricar gás sarin), terão de ser retirados da Síria antes de 5 de fevereiro de 2014. As instalações de produção declaradas pelo regime serão, por sua parte, destruídas entre 15 de dezembro e 15 de março de 2014, segundo a organização.