23 de Setembro, 2013 - 17:42 ( Brasília )

Anfíbios desembarcam no litoral do Espírito Santo em exercício militar de países da CPLP


Itaóca (ES), 23/09/2013 – Cerca de 170 militares desembarcaram nesta manhã do Navio Almirante Saboia, na praia de Itaóca, no Espírito Santo. Eles participam da “Operação Felino”, exercício militar realizado pelo Ministério da Defesa brasileiro, em conjunto com países membros da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP).

A operação, que ocorre até o próximo dia 26, no litoral capixaba, é comandada pelo Estado-Maior Conjunto das Forças Armadas (EMCFA). O objetivo dos exercícios é treinar as Forças Armadas da CPLP para o emprego em operações de paz e de assistência humanitária, sob a égide da Organização das Nações Unidas (ONU).

No total, 1.000 militares da Marinha do Brasil, do Exército Brasileiro, da Força Aérea Brasileira, além de integrantes de Angola, Moçambique, São Tomé e Príncipe, Cabo Verde, Portugal e Timor Leste participam da Força Tarefa Conjunta Combinada (FTCC).

Segundo o comandante do Navio de Desembarque de Carro de Combate (NDCC) Almirante Saboia, Gilberto Santos Kerr, o objetivo da embarcação é “realizar a projeção de veículos anfíbios para o treinamento dos militares”. Oito Carros Lagarta Anfíbio (CLAnf) foram utilizados hoje para o desembarque das tropas.

Ainda segundo Kerr, o papel do NDCC é criar as condições legais para a instalação da base operacional da FTCC, que levará ajuda humanitária para a população remanescente do país Amarelo. Em solo, os exercícios fictícios seguem dando suporte ao desembarque como tomadas de locais estratégicos como aeroportos e rodovias.

A bordo do NDCC

O NDCC Almirante Saboia zarpou no último sábado (21), às 13h40, da Base Naval do Rio de Janeiro, na ilha de Mocanguê, rumo ao litoral do Espírito Santo. A bordo do navio estavam mais de 400 militares da CPLP que fazem parte da FTCC da “Operação Felino”.

No domingo, 22 de setembro, pilotos da Marinha do Brasil realizaram treinamento com helicóptero Super Puma. Os pilotos executaram manobras de abordagem ao NDCC. No total, foram feitos 21 pousos e decolagens. A ação visa qualificar e requalificar os pilotos para pousos em navios da Armada brasileira.

Nos próximos dias, outros pilotos da Marinha devem fazer o mesmo adestramento com um helicóptero Esquilo, executando pousos e decolagens entre o NDCC Almirante Saboia e o Navio Patrulha Oceânico (NPaOC) Amazonas, que também acompanha os exercícios da “Operação Felino”.

Características do Navio

O Navio de Desembarque de Carros de Combate Almirante Saboia – G25 foi adquirido pela Marinha do Brasil em 2008, da frota real britânica.

O NDCC possui 139 metros de comprimento, 17,9 metros de boca e 4,5 metros de calado máximo, com dois motores movidos a diesel. O navio é capaz de transportar 1.000 toneladas, ou cerca de 50 veículos. Ele possui dois guindastes, duas portas de desembarque na proa e na popa, duas metralhadoras 20mm, dois convoos ré e vant (heliponto).

O Almirante Saboia tem capacidade para abrigar 440 homens e pode navegar até 17,2 nós.