COBERTURA ESPECIAL - LAAD 2015

11 de Abril, 2015 - 11:02 ( Brasília )

MBDA - SUPERIORIDADE MARÍTIMA



Portuguese

MBDA - SUPERIORIDADE MARÍTIMA Link

MBDA - Domínio dos Ares e Defesa Antiaérea Link

English

MBDA Show Latest Solutions Covering the Full Military Spectrum Link



Na exposição LAAD que será realizada de 14 a 17 de abril de 2015 no Rio de Janeiro, a MBDA demonstrará suas capacidades únicas para proporcionar soluções da mais recente tecnologia em armas guiadas para cada uma das Forças Armadas – Força Aérea, Marinha e Exército.

Uma especial atenção será consagrada ao míssil Meteor, o míssil ar-ar de alcance além do visual (BVRAAM, em inglês), que já foi descrito como o "Game-Changer” no domínio da superioridade aérea. Outra solução em destaque no stand é a nova geração de sistemas navais e terrestres de defesa antiaérea baseada na alta flexibilidade do míssil modular CAMM

SUPERIORIDADE MARÍTIMA
 
Muitos países latino-americanos se caracterizam por seus extensos litorais, portanto a capacidade de detecção e de controle de navios externos, tanto em alto mar como na beira-mar, é crucial para sua segurança nacional.
 
Com este objetivo, a MBDA oferece a mais ampla gama de alternativas de segurança e vigilância, entre as quais se encontram os mísseis Exocet e Marte. Ambos são muito versáteis e possuem versões fixas e móveis, além de mísseis que podem ser lançados desde a superfície.
 
Exocet
 
As capacidades do Exocet, que tem constantemente evoluído desde a sua primeira introdução em serviço, são amplamente reconhecidas em mais de 30 países que o utilizam como principal dispositivo antinavios (mais de 3.500 unidades foram vendidas).
 
A versão Exocet AM39 lançado do ar foi digitalizada de modo a cumprir os requisitos das plataformas aéreas mais modernas, como o helicóptero EC725 Caracal, que estarão expostos no stand da Helibras durante a LAAD.
 
O Exocet MM40 Block 3 se tornou o armamento mais avançado da classe 200 km, que além de suas características excepcionais que o converteram em líder mundial, possui agora a capacidade para atacar objetivos fixos no litoral. O Exocet SM39 é lançado de submarino dentro de tubos de torpedo conhecidos como VSM (veiculo submarino). O VSM, um recipiente autopropulsado e guiado, manobra antes de emergir de modo a para não revelar a posição do submarino. Uma vez no ar, o míssil Exocet deixa o VSM e continua sua trajetória em direção ao alvo como a versão de superfície do míssil. O Exocet SM39 foi comprado por diversos clientes de exportação para equipar submarinos da classe Scorpène.
 
Marte
 
O míssil antinavio Marte também é muito versátil. Durante a LAAD, será exposta a versão MK2/S junto ao modelo do CN295, uma aeronave atualmente operada pelas Forças Armadas do Brasil, do Chile e da Colômbia. Para demonstrar as capacidades de lançamento em terra do míssil Marte (tanto desde navios como desde lanchas costeiras), a variante MK/N do míssil também estará exposta.
 
Sea Venom
 
A MBDA desenvolve atualmente o futuro míssil antinavio lançado por helicóptero para atender às exigências das marinhas da França e do Reino Unido,
 
No Reino Unido, este míssil é chamado Future Anti-Surface Guided Weapon (Heavy) ou FASGW (H) e na França, Anti-Navire Léger (Antinavio Ligeiro) ou ANL. Muitas das especificações são comuns, inclusive o conjunto de alvos marítimos e terrestres, que cobrem um espectro de FIAC a Corvetas e alvos costeiros típicos em terra.
 
Pesando cerca de 100 kg, este míssil substituirá dois outros mísseis antinavio da MBDA. O Sea Skua é usado nos Lynx da Royal Navy do R.U. e nos helicópteros Sea King, Lynx e AB212 das marinhas de sete outros países, incluindo a Alemanha, o Brasil, a Malásia, o Kuwait, a Turquia e a Coreia do Sul. O AS15TT é usado nos helicópteros Panther operados pela forças do Oriente Médio. O FASGW/ANL equipará os helicópteros Wildcat AW159 e os helicópteros da Marinha Francesa.
 
Adequado tanto para operações em mar aberto como em litorais obstruídos, de um ponto de vista tecnológico o FASGW/ANL representa um importante avanço em relação à geração de mísseis que irá substituir.
 
DOMINIO DO CAMPO DE BATALHA
 
MMP
 
No fim de 2013, a França estabeleceu um contrato com a MBDA para o desenvolvimento e a produção de um verdadeiro sistema de combate terrestre de quinta geração conhecido como MMP. Este sistema será um acréscimo vital à gama de sistemas para campo de batalha da MBDA, já que será o digno sucessor do míssil anti-tanques Hot.
 
As experiências adquiridas em recentes conflitos que mostraram que obter resultados sem provocar danos colaterais é uma importante exigência operacional, a MBDA está desenvolvendo o MMP que apresentará capacidades “man in the loop” e “fire and forget”.



Outras coberturas especiais


Fundação EZUTE

Fundação EZUTE

Última atualização 19 OUT, 20:20

MAIS LIDAS

LAAD 2015