COBERTURA ESPECIAL - KC-390 - Aviação

18 de Fevereiro, 2016 - 09:40 ( Brasília )

KC-390 já ultrapassou a marca de 100 horas de voo


O primeiro protótipo do novo KC-390 da Embraer já registrou mais de 100 horas desde que retomou o seu programa de testes de voo em outubro de 2015. Um segundo protótipo deverá voar no primeiro semestre deste ano.

A fabricante brasileira diz que está a caminho da certificação no segundo semestre de 2017, com as primeiras entregas a força aérea brasileira em 2018, dois anos mais tarde do que o inicialmente previsto, devido a uma interrupção nos vôos por causa de pressões sobre os orçamentos governamentais na esteira da crise econômica que atinge o Brasil.

“Estamos felizes com a aeronave e tivemos boa disponibilidade para os testes, às vezes fazendo dois voos por dia“, disse o vice-presidente Paulo Gastão Silva. “O avião tem se comportado muito bem e fomos capazes de cobrir o envelope de voo completo. Testamos os limites de velocidade, número de Mach e altitude, testando todas as posições de slat, flap e trem de pouso. Também fizemos um desligamento de bordo, reinício do motor e APU. Confirmamos todas as nossas previsões para as qualidades de voo e desempenho“.

A Força Aérea Brasileira planeja adquirir 28 unidades. Ele não quis comentar sobre as “campanhas em curso” do fabricante para interessar outros países, mas disse que as declarações de intenção de cinco sócios (Argentina, Chile, Colômbia, República Checa permanecem intactos para 32 aeronaves adicionais. A Embraer também entrou recentemente na licitação do Canadá.

De acordo com Silva, há boas perspectivas para o KC-390 no mercado Ásia-Pacífico. "É uma aeronave multimissão e por isso é adequado para muitas funções, incluindo transporte e reabastecimento aéreo. Ele pode transportar todos os tipos de cargas, incluindo veículos e helicópteros, e é muito competitivo em termos de custos do ciclo de vida.