20 de Abril, 2016 - 12:00 ( Brasília )

Geopolítica

Irã - Desfile do S-300MPU1 e negocia Su-30

Após o acordo nuclear do ano passado a República Islâmica do Irã retoma program de aquisições de armas avançadas com a Rússia

 

Redação DefesaNet
Fotos Agência FARS

A República Islâmica do Irã realizou grande demonstração de equipamentos no desfile Militar comemorativo ao Dia do Exército, 17 Abril 2016.

O ponto alto foi apresentação de equipamentos da primeira unidade do Sistema de Mísseis de Defesa Aérea S-300 recebidos no início de Abril da Rússia. Os equipamentos desfilaram sob pranchas, e os mísseis não foram exibidos.

Moscou e Teerã assinaram o contrato para cinco batalhões Sistema de Mísseis de Defesa Aérea S-300 PMU1, em 2007.

Em 2010, Moscou suspendeu o contrato, mencionando os embargos do Conselho de Segurança das Nações Unidas relacionados ao Programa Nuclear do Irã. Teerã contestou o embargo em uma corte internacional de arbitragem. Após o acordo de Nuclear de 2015, e o anúncio de Moscou na retomada do fornecimento do Sistema S-300 PMU1, Teerã retirou o pedido junto à corte de arbitragem.

Os dois países,  Rússia e Irã, esperam concluir os contratos relacionados ao S-300 MPU1 em 2016.

Desenvolvimentos Locais

O Irã iniciou o desenvolvimento local de sistemas de armas no período de 1980-88, durante a Guerra Irã-Iraque, para compensar o embargo americano e de outros países em especial a Inglaterra. Principal fornecedora de armamentos terrestres, em especial o Carro de Combate Chieftain. Todos equipamentos adquiridos no período do Xá Reza Pahlevi, deposto em 1979. A partir de 1992, o Irã anuncia o desenvolvimento e produção de armamentos locais de caças a jatos viaturas blindadas a maioria nos equipamento recebidos no período do Xá.

Embora o anúncio do desenvolvimento de sistemas de mísseis e aeronaves de combate a Força Aérea do Irã baseia-se nos americanos: F-4, F-5, F14 e o caça russo MIG-29.

A frota de helicópteros também tem origem em equipamentos americanos, como o CH-47 Chinook, e as adaptações locais Cobra 206 e Cobra 214.
 
O exército Iraniano apresentou um Carro de Combate Chieftain aperfeiçoado e o Tiam, uma versão atualizada do CC M47, com uma torre de carro chinês T59/69 com o canhão L7, 105mm.

O futuro

Junto com a chegada do Sistema de Defesa Aérea S-300MPU1 o Irã e a Rússia estão negociando desde a exposição MAKS2015, realizada próxima de Moscou, em 2015, a aquisição de caças Sukhoi Su-30.

A possibilidade do balanço militar na região seja grandemente alterada e, favor do Irã é bem real.

Os Estados Unidos reagiram com rapidez ao anúncio de negociaçlões sobre os caças Su-30 e o Subsecretário para Assuntos Políticos Thomas Shannon, afirmou, na terça-feira (19ABR2016), que Washington usaria seu poder de veto no Conselho de Segurança para bloquear a venda do caças ao Irã..

“A venda dos caças SU-30 é proibida dentro dos termos da Resolução do Conselho de Segurança UNSCR 2231, sem a aprovação do Conselho de Segurança e bloquearão a venda de qualquer caça dentro das presentes restriçõesa,” afirmou Shannon.

Mas o chefe do área de venda de armas do Ministério do Exterior,   Mikhail Oliyanov , afirmou que a venda dos caças SU-30 e dos carros de combate T-90 ao Irã não têm restrições internacionais.

Informes da imprensa desde o Irã detalham, que as negociações estão avançadas e devem ser finalizadas até o fim de 2016.