COBERTURA ESPECIAL - F-X2

01 de Abril, 2011 - 19:00 ( Brasília )

RAFALE INTERNATIONAL Amplia Parcerias entre BRASIL e FRANÇA

Evento foi realizado com o apoio do Sistema FIEMG, a Embaixada da França no Brasil e a Câmara de Comércio França-Brasil

Belo Horizonte, 1 de abril de 2011 – O ConsórcioRAFALE International,formado pelas companhias francesas Dassault Aviation, Thales e Snecma e que participa com o caça RAFALE do processo de escolha da nova aeronave de combate brasileira – Programa F-X2 –, voltou a discutir possibilidades de parcerias entre empresas e entidades do Brasil e da França em seminário realizado hoje, 01 de abril, no auditório da FIEMG (Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais) em Belo Horizonte.
 
O evento contou com a apresentação do projeto de desenvolvimento do pólo aeronáutico na região do Aeroporto Internacional Tancredo Neves pelo Dr. Luiz Antônio Athayde, subsecretário de Investimentos Estratégicos da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico de Minas Gerais e do superintendente de desenvolvimento empresarial do Sistema FIEMG, Sérgio Lourenço. O Consórcio RAFALE Internacional apresentou sua proposta de offset e as modalidadess de participação das empresas brasileiras. A ocasião foi uma oportunidade para o fechamento de diversas cartas de intenção entre instituições e empresas brasileiras e francesas para a transferência de tecnologias no estado de Minas Gerais. A iniciativa é parte dos esforços do Consórcio de dar início ao processo de cooperação industrial que integra a proposta francesa feita ao Brasil. A França é a única concorrente do F-X2 que oferece transferência de tecnologia irrestrita ao Governo Brasileiro e a empresas e instituições locais – os projetos de offsets e transferência tecnológica cobrirão mais de 160% do valor do contrato de aquisição das aeronaves. Neste quesito, quatro novas parcerias foram assinadas hoje com o RAFALE International, agregando-se às mais de 40 cartas de intenção com empresas, entidades e universidades brasileiras, para 67 projetos diferentes.
 
 
Entre as parcerias firmadas está o acordo entre a IAS, empresa privada sediada em Belo Horizonte, e a SNECMA, parte do grupo francês Safran. O convênio abre sólidas perspectivas de cooperação no setor da manutenção, reparação e suporte (MRO) de motores de aviões e proporciona um diálogo com o objetivo de transferir as tecnologias relacionadas às atividades de manutenção dos motores M88, no contesto do Programa FX-2 (aquisição de 36 aviões de combate pela Força Aérea brasileira), caso o Rafale seja selecionado pelo Governo brasileiro. As tecnologias de manutenção de motores a jato de última geração vão proporcionar ao IAS oportunidades de crescimento nos mercados doméstico e estrangeiro para a manutenção de aeronaves civis e militares.
 
A CSEM, empresa mineira especializada em nano e microtecnologia, também aproveitou a oportunidade para fechar um acordo com a Dassault Aviation nas áreas de pesquisa e desenvolvimento de microssistemas para o setor da aviação. Com base nas competências tecnológicas de alto valor da CSEM e na experiência da Dassault Aviation em Pesquisa & Desenvolvimento, estes projetos vão abranger diversos campos de pesquisa de ponta, como microsistemas avançados, sensores sem fio, técnicas avançadas de teste, nanotecnologias, etc. De acordo com Tiago Alves, CEO da CSEM Brasil: “Três aspectos tem sido particularmente notáveis em nossas discussões com a equipe RAFALE International: sua pré-disposição à cooperação, sua alta capacidade tecnológica e seu claro entendimento do que é necessário à uma parceria mutuamente benéfica no Brasil”.
 
Além dos acordos industriais, o Seminário também abriu oportunidades nos campos de pesquisa e desenvolvimento para instituições do estado. A UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais),a Snecma e a Dassault Aviation assinaram um acordo que dá uma estrutura para futuros projetos de Pesquisa e Desenvolvimento, além de parcerias na área da Educação. As cooperações previstas abrangem diversas áreas, tais como as tecnologias avançadas no domínio aeronáutico, o desenvolvimento de motores turbofan e de biocombustíveis para uso aeronáutico. As áreas destinadas também vão abranger projetos acadêmicos, bem como a formação de parcerias com universidades francesas, intercâmbio de estudantes e ligações com clusters.
 
 Por fim, a própria FIEMG também assinou um acordo de cooperação com o Consórcio RAFALE para formalizar a parceria estratégica firmada durante o seminário organizado por ambos. O acordo relacionado à aquisição da aeronave de combate RAFALE pelo Governo Brasileiro dentro do Programa F-X2 visa a criação de um Programa de Cooperação Industrial e Tecnológica (ou offset) para benefício do Estado de Minas Gerais. Este acordo terá como base o plano estratégico político e sócio-econômico conduzido pelo Estado de Minas Gerais. Ele fornecerá às entidades mineiras (centros de treinamento, órgãos de pesquisa, empresas), perspectivas de cooperação direcionadas ao ramo das novas tecnologias e, especialmente, ao setor da aviação.

 A FIEMG será nomeadamente responsável pela coordenação com entidades mineiras para participarem deste Programa de Cooperação Tecnológica e Industrial. Sérgio Lourenço afirma que a indústria mineira deve enxergar o crescente mercado na área de defesa como uma oportunidade de aumento de mercado. “Além da ampliação de tecnologia, que pode ser trazida com a licitação, nossa indústria tem a chance de atender à demanda do setor de aviação, com fornecimento de peças e serviços de manutenção”, exemplifica o superintendente.
 
Para Jean-Marc Merialdo, diretor da Dassault Aviation no Brasil, o evento é uma oportunidade única para o Consórcio ressaltar a busca por parceiros brasileiros e contribui para o fortalecimento das perspectivas de desenvolvimento de um polo tecnológico na região de Belo Horizonte. "Apresentamos os benefícios da proposta RAFALE e reforçamos nosso intuito de parceria estratégica em todos os setores interessados em receber transferência de tecnologia de ponta, como o meio privado, Governo, Forças Armadas e universidades. Nosso objetivo é oferecer um projeto de cooperação global para a indústria brasileira”, ressalta o executivo.
 
Sobre o RAFALE International
RAFALE International é uma joint-venture (G.I.E Groupement d'Intérêt Economique), constituída pela Dassault Aviation, Snecma e Thales para  promover a aeronave de combate Rafale a clientes internacionais. Imagens, vídeos e mais informações: www.rafale.com.br.



Outras coberturas especiais


Brasil - EUA

Brasil - EUA

Última atualização 25 SET, 01:20

MAIS LIDAS

F-X2