COBERTURA ESPECIAL - Doutrina Militar - Terrestre

16 de Dezembro, 2015 - 08:00 ( Brasília )

ASTROS 2020 - Mensagem Gen Barreto PM


Nota DefesaNet

Para detalhes do evento acesse
:

ASTROS 2020 – Entregues Viaturas Modernizadas Link

 

O editor



Entrega do primeiro lote de viaturas modernizadas
no padrão MK-3M, do Projeto Estratégico
do Exército ASTROS 2020

Formosa (GO), 10 Dezembro 2015



Discurso do Gerente do Programa
Projeto Estratégico ASTROS 2020
General-de-Brigada José Júlio Dias Barreto


Excelentíssimo senhor ministro de estado da defesa, Aldo Rebelo, em nome de quem cumprimento todas as autoridades civis, aqui presentes.

Excelentíssimo senhor General-de-Exército Eduardo Dias da Costa Villas Boas, Comandante do Exército, em seu nome saúdo todos os militares brasileiros e das nações amigas, da ativa e da reserva que abrilhantam com suas presenças, esta cerimônia.

Minhas senhoras e meus senhores.

A Estratégia Nacional de Defesa, de 2008, como uma estratégia de estado, estabeleceu parâmetros e objetivos para as forças armadas brasileiras, dentre eles, o de alcançar a capacidade de dissuasão extrarregional.

Com base nessa estratégia, o Exército Brasileiro, em 2010, deu início ao atual processo de transformação, que objetiva conduzir a força terrestre da era industrial para a era do conhecimento e proporcionar as melhores condições para cumprir suas missões constitucionais.

Atendendo as diretrizes da Estratégia Nacional de Defesa, coerentes com o processo de transformação, com as ações previstas no Projeto de Força do Exército Brasileiro (PROFORÇA) e a concepção estratégica do exército foram criados os projetos estratégicos do exército, como indutores deste mesmo processo de transformação.

Três desses projetos, em 2014, foram incluídos no Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), do Governo Federal. São eles o Sistema Integrado de Monitoramento de Fronteiras (SISFRON) - a Nova Família de Blindados de Rodas (Guarani) - e o Sistema de Defesa Estratégico ASTROS 2020. Todos coordenados e orientados pelo Estado-Maior do Exército, por intermédio do Escritório de Projetos do Exército.

O Projeto Estratégico ASTROS 2020 contempla, em seu escopo, projetos de pesquisa e de desenvolvimento, de aquisições, de modernização de viaturas e de construções de instalações e organizações militares. Na área da pesquisa e desenvolvimento estão os projetos de desenvolvimento do Míssil Tático de Cruzeiro, do Foguete Guiado e do Sistema de Simulação Integrada ASTROS.

Os dois primeiros estão contratados à empresa AVIBRAS Aeroespacial e executados em parceria com o Exército Brasileiro. Tem como objetivos desenvolver o Foguete Guiado com elevada precisão e o Míssil Tático de Cruzeiro com capacidade dissuasória, alcance de trezentos quilômetros e grande precisão.

No emprego operacional do sistema ASTROS 2020, tanto o Míssil como toda a Família de Foguetes são disparados, da mesma plataforma instalada na viatura lançadora múltipla universal - isto é um diferencial no mundo!

O desenvolvimento do foguete guiado é uma aspiração antiga da artilharia de campanha brasileira, na busca permanente pela precisão de seus fogos.

Esta precisão é historicamente reconhecida, em todas as oportunidades, que a artilharia de Mallet (Patrono da Artilharia do Exército Brasileiro), se fez presente nos campos de batalha.

O projeto de pesquisa e desenvolvimento do sistema de simulação integrada astros é conduzido pela universidade federal de santa maria, o que bem caracteriza a integração e a parceria do Exército Brasileiro com o meio acadêmico e universitário. Esta simulação integrada proporcionará elevada economia de recursos, tanto na formação e capacitação de pessoal altamente especializado, como nos treinamentos e adestramentos das unidades operacionais de mísseis e foguetes.

Os três projetos de pesquisa e desenvolvimento são coordenados e conduzidos pelo Departamento de Ciência e Tecnologia.

O Forte Santa Bárbara, cuja magnitude de suas construções encontram-se logo após esta vegetação à nossa frente, é uma realidade de grande importância para o projeto astros! O Forte contém as estruturas físicas, concentradas em uma única área, que abrigarão o pessoal, o armamento, as munições, as viaturas e os equipamentos de última geração que compõem o Sistema ASTROS 2020.

Esta concepção facilita sobremaneira a formação, o treinamento, o adestramento e a logística de todo o sistema astros, dando-lhe a pronta resposta quando nação precisar. Este forte é composto de organizações militares e instalações na área operacional, de logística, de comando e controle, de busca de alvos, de capacitação de recursos humanos, administrativa e de apoio à família militar.

Já se encontram em construção desde o início de 2014, o Centro de Instrução de Artilharia de Mísseis e Foguetes, o Centro de Logística de Mísseis e Foguetes, a infraestrutura do Forte Santa Bárbara, dois paióis de munições, e três blocos de apartamentos com 36 unidades habitacionais, na Vila Militar da cidade de Formosa (GO); estão previstas para o próximo ano o início da construção do 16° Grupo de Mísseis e Foguetes (GMF), do Quartel General do Comando de Artilharia do Exército, da Bateria de Comando do Comando de Artilharia do Exército e de dois próprios nacionais residenciais para comandantes de unidades.

A implantação e a construção do Forte Santa Bárbara são coordenadas e conduzidas pelo Departamento de Engenharia e Construção. O projeto de aquisições das novas viaturas que irão equipar o 16° Grupo de Mísseis e Foguetes objetiva a compra de cerca de cinquenta viaturas, no padrão MK-6.

Já foram adquiridas e entregues ao Exército Brasileiro em junho de 2014, nove viaturas que compõem a primeira bateria de mísseis e foguetes, outras 20 viaturas no padrão MK-6 já estão contratadas e encontram-se em fase de fabricação e montagem, com previsão de entrega para os anos de 2016 e 2018.

São viaturas de comando e controle, meteorológicas, remuniciadoras, lançadoras múltiplas universais, unidade controladora de fogo, oficina veicular e de apoio em solo, que irão possibilitar formar um sistema de apoio de fogo complexo e com grande valor tecnológico agregado.

O projeto de modernização contempla as 38 viaturas do 6° Grupo de Mísseis e Foguetes (GMF), e objetiva colocar essas viaturas MK-2 e MK-3 no mesmo patamar de funcionalidade e operacionalidade das viaturas MK-6. São viaturas com elevado valor tecnológico agregado e com uma sobrevida de mais 20 anos.

Os estudos, a preparação e a elaboração do projeto básico de modernização foi um trabalho conjunto dos militares operacionais desta unidade, dos integrantes da diretoria de material do comando logístico, da equipe do Projeto ASTROS 2020 e da empresa AVIBRAS, destaco nesse aspecto a parceria indústria nacional de defesa e força armada, na pesquisa e no desenvolvimento de um produto estratégico de defesa.

O 1° lote composto de nove viaturas modernizadas no padrão MK-3M estará, dentre de instantes, sendo entregues ao Exército Brasileiro, nesta cerimônia, e irá equipar a Segunda Bateria de Mísseis e Foguetes do 6° Grupo de Mísseis e Foguetes.

Este sistema de apoio de fogo composto pelo conjunto das viaturas modernizadas e as novas de padrão MK-6 será empregado no mais alto nível operacional e estratégico, com Comando e Coordenação integrado aos escalões mais altos da estrutura militar de defesa, para o emprego dos seus fogos, com grande alcance e elevada precisão, contra alvos estratégicos, que certamente modificarão a doutrina de emprego e o curso das operações militares. Os projetos de aquisições e de modernização de viaturas, e as aquisições de munições para o adestramento do sistema ASTROS 2020 são coordenados e conduzidos pelo comando logístico.

Nessa oportunidade destaco, de maneira especial, o eficaz trabalho e a dedicação dos integrantes das Diretorias envolvidas e do Comando Logístico, nas pessoas de seu comandante - General Farias - e de seu subcomandante - General Araújo Lima - que desde o início não mediram esforços para vencer os obstáculos de toda ordem, o que possibilitou aos projetos de aquisições, de assistência técnica e de modernização do Sistema ASTROS viessem a atingir os resultados previstos.

Generais Farias e Araújo Lima, que dentro em breve estarão se afastando do Comando Logístico, tenham a certeza que o seu DNA está amalgamado no aço das viaturas ASTROS novas e nas modernizadas. Muito obrigado pelo seu apoio.

O Projeto ASTROS 2020 contempla o desenvolvimento de armamentos, munições e equipamentos com elevado conteúdo tecnológico projetado e em desenvolvimento por uma empresa 100% brasileira - AVIBRAS. Ela é a principal integradora do projeto ASTROS 2020, com cerca de uma centena de outras empresas envolvidas direta ou indiretamente nesse projeto.
 
Este aspecto possibilitou a oferta de 7.700 novos empregos, com elevada qualificação na região sudeste e sul e está estimulando a pesquisa com a participação do meio acadêmico, em temas como guiamento de foguetes e mísseis, eletrônica de mísseis, simulação, química aplicada a propulsão de grandes cargas, mecânica de veículos pesados, geoposicionamento, computação gráfica, entre outros.

A parceria entre o Exército e uma Empresa Estratégica de Defesa (EED), como a AVIBRAS, na concepção, no planejamento, na pesquisa, no desenvolvimento, na produção e na manutenção de produto estratégico de defesa é de significativa importância, pois livra, na hipótese de emprego em um conflito armado, para a defesa do Brasil, a força terrestre da dependência bélica estrangeira. A implantação do Forte Santa Bárbara trará para esta região uma oferta de cerca de 3.000 novos empregos diretos e indiretos, na área da construção civil, durante a fase das obras.

Após a sua implantação, em 2020, nesta região do Estado de Goiás e do Distrito Federal, ocorrerá a injeção do quádruplo de recursos, do que hoje é disponibilizado na cidade de formosa, com cerca de 600 militares, além do natural estímulo, pelo aumento da demanda, à vinda de empresas dos ramos de comércio, educacional e de serviços. O trabalho incansável da Secretaria de Economia e Finanças, na busca permanente pela manutenção do fluxo contínuo de recursos tem contribuído para que o Projeto ASTROS 2020 consiga manter o seu ritmo de atividades e atingir, até o presente momento, seus objetivos.

Para a Força Terrestre o projeto ASTROS 2020 participa, de maneira significativa, no esforço para alcançar o objetivo estratégico de contribuir com a dissuasão extrarregional, por meio do aumento da sua capacidade de apoio de fogo, através da inclusão e efetivação da artilharia de mísseis e foguetes de longo alcance com elevada precisão e contribui para a caracterização da mobilidade estratégica, testada esse ano, na Operação Foz do Amazonas, comprovando a capacidade do sistema astros de se fazer presente em qualquer ponto do território nacional, operação onde foram utilizados os modais terrestre, fluvial, marítimo e aéreo.

Senhoras e senhores, dentre de alguns instantes, a força terrestre receberá, as primeiras nove viaturas modernizadas, que caracterizam a primeira bateria de mísseis e foguetes modernizada do exército brasileiro.

Esta bateria integra o 6° Grupo de Mísseis e Foguetes, unidade diretamente subordinada ao Comando Militar do Planalto (CMP), e se constitui em força de atuação estratégica do Exército.

Ao encerrar estas minhas palavras, gostaria de resumir em uma única expressão o que este projeto estratégico representa para o exército e para o Brasil:

- "PROJETO ASTROS 2020 - ISTO É DISSUASÃO!" -

Muito Obrigado!

General-de-Brigada José Júlio Dias Barreto
Gerente Projeto Estratégico ASTROS 2020