20 de Janeiro, 2014 - 10:49 ( Brasília )

Aviação

ANIVERSÁRIO DO MINISTÉRIO DA AERONÁUTICA


“OS DESAFIOS SEMPRE ME SEDUZIRAM”. NESSA SINGELA ASSERTIVA, O MINISTRO JOAQUIM PEDRO SALGADO FILHO BUSCAVA REGISTRAR, EM SEU DIÁRIO PESSOAL, UMA EXPLICAÇÃO PARA TER ASSUMIDO A HERCÚLEA TAREFA DE ORGANIZAR A AERONÁUTICA BRASILEIRA, NUMA CONJUNTURA DE BELIGERÂNCIA GLOBAL, EMBALADO UNICAMENTE PELO SEU ABSOLUTO PATRIOTISMO, PARA DAR VIDA AO IDEALISMO DE UM PUNHADO DE DESTEMIDOS AVIADORES.
 
A PARTIR DE UMAS POUCAS DEZENAS DE AERONAVES EM CONDIÇÕES DE USO, ESSES HOMENS DOS CÉUS SERIAM CONDUZIDOS POR UM LÍDER, NOTÁVEL PELA SUA CAPACIDADE DE HARMONIZAR OPINIÕES DISTINTAS, CUJA INVULGAR MAESTRIA NA DIPLOMACIA, NA PERSUASÃO E NA MANUTENÇÃO DA HIERARQUIA CONSOLIDOU A FUSÃO DAS AVIAÇÕES NAVAL E MILITAR NO JOVEM E PROMISSOR MINISTÉRIO DA AERONÁUTICA.
 
ASSIM, PASSADOS 73 ANOS, CREIO QUE NÃO PODERÍAMOS DIMENSIONAR O INCONTIDO SENTIMENTO DE “MISSÃO CUMPRIDA” DAQUELE ILIBADO HOMEM PÚBLICO, GAÚCHO DE PORTO ALEGRE, CASO LHE FOSSE PERMITIDO TESTEMUNHAR A GRANDEZA DOS ACONTECIMENTOS HISTÓRICOS DO ÚLTIMO DIA 18 DE DEZEMBRO.
 
NESSA RECENTE E MEMORÁVEL DATA, TODOS NÓS, INTEGRANTES DO COMANDO DA AERONÁUTICA, FOMOS BRINDADOS COM O PROFUNDO E INQUEBRANTÁVEL RECONHECIMENTO DO ESTADO BRASILEIRO, AO ANUNCIAR A AERONAVE GRIPEN, COMO A VENCEDORA DO PROCESSO DE SELEÇÃO DO NOVO CAÇA A EQUIPAR A FORÇA AÉREA BRASILEIRA.
 
NUMA SIMBÓLICA E PRAZEROSA COINCIDÊNCIA COM A DATA QUE FESTEJAMOS HOJE, RECEBEMOS ESSA PRIMOROSA NOTÍCIA, LADEADOS PELOS NOSSOS IRMÃOS DA MARINHA E DO EXÉRCITO, NOSSOS FUNDADORES NAQUELE LONGÍNQUO ANO DE 1941.
 
FOI ÀS MARGENS DO LAGO PARANOÁ, NA JOVEM CAPITAL DA REPÚBLICA, UMA CIDADE AINDA INCÓGNITA PARA OS MAPAS DA DÉCADA DE QUARENTA, QUE, DURANTE O ALMOÇO EM HOMENAGEM À PRESIDENTA DILMA VANA ROUSSEFF, NUMA FRAÇÃO ÍNFIMA DE TEMPO, O PASSADO ATRAVESSOU O TÚNEL DA HISTÓRIA PARA ENTREGAR AO FUTURO SEU PRINCIPAL LEGADO – A ESPERANÇA.
 
ASSIM, ENCONTRAMOS, NOS DIAS DE HOJE, PARALELO AOS SENTIMENTOS DO ENTÃO MINISTRO SALGADO FILHO, AO RECEBER DO PRESIDENTE GETÚLIO VARGAS, EM 23 DE MAIO DE 1941, A MINUTA DO TRATADO DE COOPERAÇÃO ENTRE O BRASIL E OS ESTADOS UNIDOS DA AMÉRICA, FERRAMENTA QUE PROPORCIONARIA A INCORPORAÇÃO DAS PRIMEIRAS AERONAVES DE COMBATE DA FORÇA AÉREA – O ROBUSTO P-47 THUNDERBOLT.
 
OUTRORA, TAIS AERONAVES REPRESENTARAM UMA IMENSURÁVEL CAPACIDADE DE TRANSFORMAÇÃO DOUTRINÁRIA PARA O EMPREGO DO PODER AÉREO BRASILEIRO, POIS FORAM PRONTAMENTE TESTADAS EM MISSÕES REAIS DE COMBATE NOS CÉUS ITALIANOS.
 
EM BREVE, VISANDO ASSEGURAR A MANUTENÇÃO DOS PILARES FUNDAMENTAIS DA PAZ E DA COOPERAÇÃO ENTRE OS POVOS, A AERONAVE GRIPEN REVOLUCIONARÁ NÃO SOMENTE A DOUTRINA, MAS, PRINCIPALMENTE, AS BASES DA INDÚSTRIA AEROESPACIAL BRASILEIRA, MEDIANTE A SÓLIDA TRANSFERÊNCIA DE TECNOLOGIA PREVISTA ENTRE PARTES CONTRATANTES.
 
HOJE, AO DESLINDAR-SE NO HORIZONTE ESSE VIRTUOSO E PROMISSOR FUTURO PARA AERONÁUTICA NACIONAL, VISLUMBRAMOS O FRUTIFICAR DOS SÓLIDOS FEITOS DO ENTÃO MINISTRO SALGADO FILHO, AO DOAR-SE, COM INQUESTIONÁVEL FORÇA MORAL, À MISSÃO DE AMALGAMAR, NUM TODO SINÉRGICO E COESO, AS VIGOROSAS ASAS QUE PROTEJEM E AMPARAM O DISTINTO POVO BRASILEIRO.
 
MEUS COMANDADOS,
 
GUARDEM EM SUAS LEMBRANÇAS A INCONTESTE CONVICÇÃO DE QUE ME SINTO PROFUNDAMENTE ORGULHOSO DE PODER LIDERÁ-LOS, NESSE MOMENTO DE INFLEXÃO DA HISTÓRIA RECENTE DA NOSSA INSTITUIÇÃO MILITAR.
 
VEJO-ME AQUINHOADO PELA DIVINA PROVIDÊNCIA EM TER CONTADO COM A INCONDICIONAL LEALDADE DOS MEMBROS DA NOSSA FAMÍLIA AERONÁUTICA, VALOROSOS HOMENS E MULHERES, CIVIS E MILITARES, CUJOS PRECIOSOS ASSESSORAMENTOS NOS GUIARAM, NESSA CAMINHADA EM BUSCA DAS FERRAMENTAS NECESSÁRIAS AO ADEQUADO CUMPRIMENTO DA NOSSA MISSÃO CONSTITUCIONAL.
 
RECONHEÇO O VIGOR DO TRABALHO EM EQUIPE DEMANDADO EM CADA DETALHE DESSE LONGO, MAS PROFÍCUO PROJETO F-X. FORAM O ENTUSIASMO, O AFINCO, E A HUMILDADE DOS SENHORES E SENHORAS A AUTÊNTICA SEIVA A ALIMENTAR A ÁRVORE DA ESPERANÇA, NESSAS QUASE DUAS DÉCADAS DE ABNEGADO TRABALHO.
 
ENFIM, ESSAS LÍDIMAS VIRTUDES SEMPRE REPRESENTARAM OS FARÓIS A ILUMINAR O ESPÍRITO DE INOVAÇÃO DE CADA UMA DAS GERAÇÕES DE AVIADORES, NESSES MAIS DE 70 ANOS DE HISTÓRIA DA JOVEM FORÇA AÉREA BRASILEIRA.
 
PARA TAIS SERES HUMANOS QUE ESCOLHERAM OS CÉUS COMO LAR, RELEMBRO QUE A CONCRETIZAÇÃO DESSA ETAPA FUNDAMENTAL NA MODERNIZAÇÃO DA ARMA AÉREA REPRESENTA UM MARCO, MAS NUNCA O FIM DA JORNADA.
 
MANTENHAMOS ACESA A CENTELHA IGNITORA DOS MOTORES DO CONHECIMENTO, ETERNA FONTE DE TRANSFORMAÇÃO DA REALIDADE HUMANA.
 
AGINDO COM ESSE PROPÓSITO, GARANTIREMOS A TRAJETÓRIA VIRTUOSA QUE NOS CONDUZIRÁ A OUTRA MAGNÍFICA VITÓRIA – O VOO DO KC-390 – O MAIOR AVIÃO A SER CONTRUÍDO NO PAÍS.
 
VIDA LONGA À AERONÁUTICA BRASILEIRA!
 
Tenente-Brigadeiro-do-Ar JUNITI SAITO
 
Comandante da Aeronáutica