03 de Dezembro, 2013 - 11:09 ( Brasília )

Armas

Congresso americano quer lei para banir armas feitas por impressoras 3D

O Congresso americano debate a renovação de um ato que proíbe o uso de armas de materiais indetectáveis

O Congresso americano debate a renovação de um ato que proíbe o uso de armas de materiais indetectáveis, como as pistolas de plástico feitas a partir de impressoras 3D. O ato expira no próximo dia 9 de dezembro e os políticos americanos querem que o regulamento passe a valer por mais 10 anos. As informações são do site Mashable.

O deputado Steve Israel, um dos defensores da renovação do ato, diz que quer tornar mais difícil que criminosos e terroristas passem com armas por detectores de metal. Já os contrários à continuidade da regra dizem que o ato regula também quem quer imprimir uma arma 3D apenas por hobby e interfere até mesmo na indústria de impressão em três dimensões, indiretamente.

A votação sobre a lei está prevista para terça-feira. Uma cidade americana já baniu as armas 3D no final do mês passado.

Leia também:

- Primeira arma real feita em impressora 3D faz disparo nos EUA


- Usuário desenvolve rifle feito em impressora 3D