COBERTURA ESPECIAL - America Latina

08 de Dezembro, 2013 - 14:16 ( Brasília )

Venezuela - Fuerza Armada Revolucionária?



 

Nota DefesaNet

O Plan de La Patria é o Plano de governo elaboradopor Higo Chávez na sua campanha eleitoral de 2012.

Pode ser acessado em Plan de La Patria 2013 - 2019 pdf Link

O Editor


Publicado jornal Tal Cual 07 Dezembro 2013


ROCÍO SAN MIGUEL

 
Muito se tem especulado sobre o processo de partidarização  a que foi submetida as instituições militares venezuelanas e mudanças em sua estrutura ao longo dos últimos 15 anos. O destino final está definido . O roteiro é a conversão da Fuerza Armada Nacional Bolivariana (FANB), em Fuerza Armada Revolucionaria (FAR)  ou o mais próximo possível do seu equivalente cubano.

O “Plan de la Patria” assim define, e corresponde com o 50º aniversário do início do processo de construção Partido Unido de la Revolución Socialista de Cuba (PURSC)  nas Forças Armadas Revolucionárias (FAR) .

O objetivo é fortalecer o trabalho político e a coesão revolucionária nas Fuerza Armada Nacional Bolivariana,tomando como eixo unificador na Figura  do Camandante Supremo, Hugo Chávez Frias , que, como Fidel Castro em Cuba "tem a misão de educador político dos oficiais e soldados, em sua exposição permanente dos objetivos da revolução, as dificuldades e os perigos presentes e futuras campanhas para desmascarar o inimigo e as manobras de falsos amigos ".

A milícia é estelar neste processo, e assim está previsto no Plan de la Patria, que “ocupe todos os espaços nas estruturas do Estado através do corpo de combatentes, com a missão de treinar, preparar e organizar o povo para defesa Integral ".

Como em Cuba, o objetivo é "transformar os combatentes rebeldes em revolucionários conscientes," a realização de uma poderosa organização política e militar, braço armado e manifestação concreta da defesa da revolução, para essa missão será criado o chamado ”Sistema de Inteligência e Contra-espionagem Territorial” formada por profissionais militares e civis altamente ideológizados .

Se houver alguma dúvida depois de ler o Plan de la Patria , do destino definido  pelo Alto Mando Político Militar,para nossas Forças Armadas Nacionais ,basta  compará-lo com parte da declaração de abertura dando o início formal aos trabalhos do Fuerzas Armadas Revolucionarias , de 2 de Dezembro de 1963, em Cuba,  que colocou a questão como uma introdução :
 
 "O que é um combatente exemplar das Forças Armadas  Revolucionárias ? ".
 
Um combatente exemplar é aquele que ama com todas as suas forças o seu País e a sua revolução socialista, ele odeia com todas as suas forças aos seus inimigos imperialistas , traídores e insetos que servem o imperialismo, as classes exploradoras inimigas que pretendem a volta ao passado de escravidão."

A questão é simples, não pode estando em vigor a atual da Constituição da República Bolivariana da Venezuela estabelecer um “Plan de la Patria”, que tem o objetivo nacional: "Garantir a continuidade e a consolidação da Revolução Bolivariana " , utilizando-se como o elemento central desse propósito as Forças Armadas Nacionais .