COBERTURA ESPECIAL - Russia Docs - Geopolítica

26 de Julho, 2021 - 08:00 ( Brasília )

Parada Naval São Petersburgo -325 anos da Marinha Russa


 

Andrey Arkadiev
Pavel Kutarenko
TV Zveda
(canal Militar Russo)

 
As celebrações começaram na manhã de 25JUL2021, com a Parada Naval, que ocorreu nas águas do Rio Neva, em São Petersburgo, e no cais de Kronstadt. Antes de começar, Vladimir Putin, acompanhado pelo ministro da Defesa Sergei Shoigu e o Comandante-em-Chefe da Marinha Nikolai Yevmenov, passou em revista os barcos postados para a Parada Naval  e parabenizou os marinheiros.

O desfile trouxe todo o esplendor da marinha russa. Dezenas de navios de guerra, submarinos, ccom vários milhares de marinheiros singram aas aguas do Rio Neva e ao final um sobrevôo.

O Comandante Supremo em Chefe, junto com o Ministro da Defesa Sergei Shoigu e o Comandante em Chefe da Marinha Russa, Nikolai Yevmenov, embarcam no barco Raptor branco como a neve no grande ancoradouro de Kronstadt para saudar as tripulações dos navios.

Pela primeira vez na Parada Naval, três submarinos nucleares serão apresentados ao mesmo tempo. Todos representam a Frota do Norte. O Vepr é um caçador subaquático silencioso, armado com mísseis de cruzeiro Kalibr. Entre eles está o formidável Eagle com o complexo Onyx a bordo - o matador de porta-aviões e o Príncipe Vladimir com mísseis balísticos Bulava - o mais moderno e poderoso submarino estratégico.

Sob as salvas de artilharia do batalhão de saudação, um barco com o Presidente, Ministro da Defesa e Comandante da Marinha Russa deixa o cais de Comandante da Fortaleza de Pedro e Paulo. O barco presidencial com casco número 001 contorna a formação de navios que agora estão no Neva. As tripulações são saudadas com a linha branca do desfile do Comandante-em-Chefe Supremo.

O grupo estandarte traz a popa bandeira de São Jorge do lendário navio "Azov", que sozinho enfrentou cinco navios do Império Otomano na famosa batalha de Navarino - um símbolo de coragem, heroísmo e resiliência de nossos marinheiros.

O pequeno navio de mísseis da Frota do Báltico "Zeleny Dol" participa pela primeira vez no desfile naval principal. Já na saída de Kronstadt, os navios formam uma fila de desfile. À frente está o pequeno foguete "Odintsovo". A distância entre os navios é de 270 metros, e os marinheiros em gala já estão alinhados no convés. Eles, assim como o navio, tiveram sua estreia na Parada.

Mesmo os marinheiros experientes sentem entusiasmo. Mas externamente não é perceptível, o navio passa pelas arquibancadas com segurança e clareza na hora marcada. Assim que o desfile termina no Neva, a seção naval começa em Kronstadt. Existem verdadeiros gigantes do mar no canal marítimo de Kronstadt. 11 navios de vários modelos e quatro submarinos estão participando da formação cerimonial. Com eficácia e majestade, os navios navegam a uma velocidade de 12 nós e a uma distância de cerca de 300 metros.


 
O navio caça minas de última geração Vladimir Emelyanov abre a fila do desfile. Possui o maior casco em material composto do mundo e equipamentos capazes de detectar e destruir minas a grandes distâncias.

Um recém-chegado ao desfile do grande navio de desembarque "Petr Morgunov" - foi aceito na frota há menos de um ano e é capaz de transportar um batalhão de fuzileiros navais reforçados junto com equipamentos para qualquer ponto do oceano mundial. Pela primeira vez participando na Parada Naval a mais nova corveta "Thundering" da Frota do Pacífico. Atrás dele está o VPK "Vice-Almirante Kulakov". O maior e mais poderoso participante do desfile é o cruzador de mísseis Marshal Ustinov. Com quase 190 metros de comprimento, participa pela quarta vez da Parada Naval.

Quatro novos submarinos diesel-elétricos do Projeto 636.3 estão na linha de frente ao mesmo tempo. São eles o Vladikavkaz da Frota do Norte, Krasnodar do Mar Negro e Volkhov e Petropavlovsk-Kamchatsky que vieram da Frota do Pacífico. A linha de frente está fechada para convidados estrangeiros. À frente - a fragata da marinha indiana "Tabar", o nome é traduzido como "machado de batalha", e foi construída em São Petersburgo. Em seguida, vem a fragata leve da Marinha iraniana "Sahand", seguida do navio-patrulha paquistanês "Zulfikar", em homenagem à lendária espada bifurcada.



Não só ocorreu a passagem das filas de desfile dos navios e a passagem das tripulações dos desfiles a pé, mas também a parte aérea. Envolveu 48 aeronaves. Estes incluíam caças Su-30SM, Su-33, Su-27, caças baseados em navios MiG-29K, bombardeiros Su-24, interceptores MiG-31, Tu-154M e Tu-134A-4 aeronaves para fins especiais, aeronaves estratégicas anti- aeronave turboélice Tu-142 submarina, aeronave anti-submarina Il-38N modernizada. Além disso, aviões de transporte militar An-72 e hidroaviões Be-12 podiam ser vistos no céu.

Quanto mais perto de São Petersburgo, menor. E agora a altura é extremamente baixa - 150 metros. A cidade, à primeira vista: as torres da Fortaleza de Pedro e Paulo, Praça do Senado. Os portões das pontes de São Petersburgo são como faróis para aviões - um marco importante. Com um rugido ensurdecedor, caças MiG-29 baseados em navios varrem a cidade. Imediatamente no horizonte estão os bombardeiros Su-24M da linha de frente e os caças MiG-31.
Se tal show em grande escala e grandioso deve ser completado, então, talvez, apenas desta forma com a aparência espetacular da aeronave de ataque naval Su-25. Voando na altitude mais baixa possível, eles pintam o céu sobre São Petersburgo com as cores da bandeira russa.





VEJA MAIS



Outras coberturas especiais


Task Force Brazil

Task Force Brazil

Última atualização 21 SET, 01:00

MAIS LIDAS

Russia Docs