COBERTURA ESPECIAL - Modernização FAB - Aviação

26 de Fevereiro, 2021 - 11:20 ( Brasília )

KC-X2 - A330 MRTT um sonho que se esfumaça




Redação DefesaNet



Anunciada nas tradicionais lives de quinta-feiras, do Presidente Jair Bolsonaro a aquisição de duas aeronaves Airbus A-330 MRTT (Multi-Role Tanker Transport). Os recursos seriam provenientes da Lava-Jato do Rio de Janeiro.

As aeronaves viriam de excedente da Royal Air Force (RAF), que embora novas, recebidas em 2015, estariam incluídas em uma redução de equipamento da Força Aérea daquele país.

A notícia era excelente, não só pela qualidade e capacidade da aeronave (60 vendidas para 12 Forças Aéreas), como para atender à necessidade de um transporte estratégico para o Brasil.

A tentativa fracassada do projeto KC-X2 onde foi escolhido o projeto da israelense IAI de quatro aeronaves B-767-300ER(2+2), para serem convertidas em Cargo e REVO (Reabastecimento em Voo).

As eternas restrições orçamentárias levaram ao cancelamento do programa e a uma decisão infeliz. A operação de leasing de uma aeronave B-767, só na versão PAX (passageiros).

Operação que mostrou as limitações impostas às aeronaves civis quando em missões militares.

A questão da Pandemia, transporte de grandes volumes, em especial Oxigênio (O2), impossível de transportar em aeronaves civis, pelo risco, e a necessidade de transportes especiais como na Operação Acolhida.

O Comandante do Comando Geral de Apoio (COMGAP) postou em sua conta no twitter a mensagem abaixo.



Como publicamos no Editorial DefesaNet Urgente – Guedes Avança contra Programas Militares.
 

“O programa KC-X2 com a aquisição de duas aeronaves Airbus A-330 MRTT, excedentes da RAF, muito necessárias no atual período de pandemia, com grandes demandas, está muito próximo de ser cancelado. A aquisição, anunciada pelo presidente Bolsonaro bancada por transferência de recursos da Lava-Jato do Rio de Janeiro tem sido bloqueada pela área “Guediana”.”


Agora confirma-se o que foi publicado em 10FEV2021.

Uma ação coordenada do Ministério da Fazenda e todos os seus Guedes Boys, áreas da Justiça e como aliados uma praga que assola os meios militares; o “CEPEFELISMO”.

O medo atávico de tomar decisão, com receio dos Comissários Políticos do TCU (travestidos de auditores), MPF (travestidos de Procuradores), etc. Assim seguem o que a Lei 8666, das licitações não diz. O impedimento ao gestor de ter a iniciativa de tomar ação, baseada em fatos e na melhor análise técnica. O receio de que um “Comissário Político”, trucide a carreira do militar levou ao imobilismo gerencial.

No mínimo um contorcionismo para sobrevivência.

Agora os Comissários Políticos pleiteiam, que seja aberta uma licitação de aquisição e conversão de aeronaves civis, incluindo aeronaves A-330 e B-767.

UM RETROCESSO!

Ao ter duas aeronaves no estado da arte prontas para uso retrocedemos para uma licitação, aquisição de aeronaves e mais o trabalho de conversão deles. Um ciclo de tempo mínimo de quatro anos, sem considerar as incertezas orçamentárias.  

Senhor Presidente, os Desafios crescentes tanto na Pandemia (uma luta cujo transcorrer é incerto e a única certeza que temos é a incerteza do futuro).

Aproxima-se a necessidade urgente de ações de Paz na ONU, tanto na República Democrática do Congo e Moçambique. Esta última a inadiável demanda e importância de ajudar a Comunidade de Nações Portuguesas .

DefesaNet passa a adotar o seguinte logo:

“Se você não diz o que quer,
recebe o que não quer”


 

Matérias Relacionadas
 

CECOMSAER - Esclarecimento Aeronave C-767

KC-X2 - FAB cala-se e FSP ataca Temer


Boeing 767 300ER é recebido pela FAB


FAB: Posicionamento - Leasing BOEING 767


DN - EMBRAER Troca Comando / Gripen - novo radar e Argentina confirma interesse


FAB - Assina Contrato Leasing B767-300ER


Editorial - Na Pressão- Um Passo Prejudicial





Clique na imagem para expandir

Página de uma publicação da Força Aérea Brasileira sobre seus Projetos Estratégicos.



 



Outras coberturas especiais


Front Interno

Front Interno

Última atualização 23 SET, 16:00

MAIS LIDAS

Modernização FAB