05 de Abril, 2012 - 09:52 ( Brasília )

Tecnologia

Baterias nacionais serão utilizadas nos veículos blindados do Corpo de Fuzileiros Navais


O Comando do Material de Fuzileiros Navais, localizado no Rio de Janeiro (RJ), iniciou uma pesquisa, junto a empresas do mercado nacional de baterias, que tenham a mesma qualidade das originais adquiridas no exterior. A medida visa cumprir diretriz do Comando-Geral do Corpo Fuzileiros Navais (CFN), decorrente da orientação do Comandante da Marinha quanto a nacionalizar, ao máximo, o material a ser obtido pelo CFN e, observando a crescente demanda de baterias para o Carro de Combate SL SK105A2S, o alto custo desse item no mercado internacional e, ainda, o tempo demandado para a aquisição.

Durante a pesquisa de mercado, a empresa Acumuladores Moura S.A. foi a que apresentou maior interesse e adaptou um produto de sua linha às necessidades específicas do CFN. Assim, houve a necessidade de planejar a realização de ensaios laboratoriais e testes de campo para comprovar que o lote das baterias desenvolvidas por aquela indústria atendia a demanda elétrica dos veículos.

Para tal comprovação, foi realizado, no Batalhão de Blindados de Fuzileiros Navais, o teste de emissão de gases dessas baterias. As medições foram conduzidas pelo Comando do Material de Fuzileiros Navais, com a participação do Instituto de Pesquisas da Marinha, do Arsenal de Marinha do Rio de Janeiro e do Centro Tecnológico do Corpo de Fuzileiros Navais e executadas pela firma SMS Ambiental, tendo sido o material aprovado para uso.

A homologação dessas baterias para uso nos blindados do CFN proporcionará economia de recursos financeiros e rapidez na sua aquisição, contribuindo para um incremento na prontidão dos meios.