COBERTURA ESPECIAL - Especial Espaço - Aviação

01 de Dezembro, 2016 - 10:35 ( Brasília )

Aeronáutica lança foguete de treinamento no Maranhão

A operação foi realizada no Centro de Lançamento de Alcântara (CLA)

Tenente Flávio Nishimori

O Centro de Lançamento de Alcântara (CLA) realizou na terça-feira (29/11) o lançamento do 31º Foguete de Treinamento. A atividade prevista no cronograma da Operação Rio Verde tem por objetivo testar todos os meios e preparar as equipes envolvidas na campanha de lançamento, iniciada no último dia 20 de novembro em Alcântara.

O lançamento ocorreu com sucesso às 14h02min, horário local, com duração total de voo de 2min43seg seguindo os parâmetros de trajetória previstos até a queda no Oceano Atlântico, em sua área de impacto a uma distância de 15 quilômetros do local de lançamento no CLA. O veículo atingiu uma altitude máxima (apogeu) de 31,4 km.

“O veículo lançado hoje apresentou um excelente desempenho, seguindo conforme o perfil de trajetória previsto. Mais do que isso, a atividade foi de suma importância para treinarmos procedimentos e testar todos os equipamentos associados às operações e que serão empregados no lançamento do foguete VSB-30 com a carga-útil MICROG2 a partir da próxima semana”, ressaltou o Coronel Aviador Cláudio Olany Alencar de Oliveira.

Operação Rio Verde

O segundo lançamento dessa Operação levará ao espaço, por meio do veículo suborbital VSB-30 V11, oito experimentos de pesquisas da comunidade técnico-científica do País a bordo da carga-útil MICROG2, de forma a permitir a realização de ensaios em ambiente de microgravidade, o rastreio e o resgate no mar, a partir do Centro de Lançamento de Alcântara (CLA) e utilizando o Centro de Lançamento da Barreira do Inferno (CLBI) como Estação Remota.

Centro de Lançamento de Alcântara é destaque no Projeto Soldado Cidadão

O Centro de Lançamento de Alcântara (CLA) recebeu, na terça-feira (29/11), o prêmio de Melhor Gestão do Projeto “Soldado Cidadão” 2016. O trabalho desenvolvido pelo CLA foi reconhecido como destaque dentro do âmbito do Comando da Aeronáutica (COMAER). A premiação ocorreu no auditório do Colégio Militar de Brasília, no Distrito Federal (DF), e contou com a presença de várias autoridades militares.

No evento foram agraciados, ainda, o Comando do 8º Distrito Naval e a Base Administrativa do Quartel General do Exército. Além disso, receberam o diploma de colaborador do projeto, entre outros, o Coronel Aviador Cláudio Olany Alencar de Oliveira; comandante do CLA, e a Tenente Assistente Social Elcileny Gonçalves, também do Centro de Lançamento de Alcântara.

O Projeto Soldado Cidadão, do Ministério da Defesa (MD), tem a missão de qualificar profissionalmente os recrutas que prestam o serviço militar, complementando sua formação cívica-cidadã e facilitando seu ingresso no mercado de trabalho após o período obrigatório nas Forças Armadas.

O programa funciona desde 2004 e abrange todo o território nacional. Escolas técnicas e militares são parceiras na capacitação dos jovens que estão deixando a farda para retornar à vida civil.

No CLA, unidade da FAB localizada no Maranhão, especializada no lançamento e rastreio de engenhos aeroespaciais, o projeto é desenvolvido desde 2006.

“Esse prêmio é o coroamento de um trabalho que se reveste de um sentimento de dever cumprido. Por meio do projeto temos a oportunidade de oferecer aos militares que ingressam no CLA tanto uma formação cívica como profissional. Dessa forma estamos contribuindo com a sociedade”, afirma o Coronel Olany.

Na organização militar são atendidos, em média, 80 militares por ano. Até 2015, 480 militares do CLA haviam passado pelo projeto e se formaram em várias especialidades.

“Disponibilizamos cursos de bombeiro hidráulico, mecânico de motores, carpintaria, traçador de calderaria, entre outros”, afirma a Tenente Elcileny Gonçalves.

O Centro de Lançamento mantém, ainda, um programa de acompanhamento integral ao soldado. Nele, os militares recebem orientação familiar, palestras sobre saúde e organização financeira.

“Por meio desse programa fazemos um acompanhamento desde o momento em que o recruta ingressa até o término de sua carreira”, explica a Tenente Elcileny.

Números

Desde 2004, cerca de 220 mil jovens já foram beneficiados pelo Soldado Cidadão. Nesse período, o aporte de investimentos no projeto já chegou à cifra dos 123 milhões de reais para atender os cursos desenvolvidos em 137 municípios.

Entre as áreas de qualificação disponibilizadas aos recrutas estão: telecomunicações, mecânica, alimentação, construção civil, artes gráficas, confecção, têxtil, eletricidade, comércio, comunicação, transportes, informática, vigilância, pintura e saúde.

A capacitação inclui também noções básicas de empreendedorismo, ética e cidadania. Aproximadamente 67% dos jovens participantes do Soldado Cidadão conseguem emprego após concluírem o serviço militar.

O soldado da FAB, Christopher Marlon Ribeiro Geraldo, é um desses militares que já estão pensando no futuro. Ele recebeu o certificado do projeto pela conclusão do curso de organizador de eventos.

“Fiz esse curso entre os meses de março e junho deste ano. É uma grande oportunidade que a Força me proporcionou. Vou utilizar esse aprendizado profissional para quando terminar o meu serviço ativo”, ressalta o militar.

No Comando da Aeronáutica (COMAER) a coordenação do projeto está a cargo do Comando-Geral do Pessoal (COMGEP). Desde a sua implementação, em 2004, até este ano, cerca de 15 mil soldados e cabos já foram atendidos. Em média, 20 unidades da FAB são apoiadas em todo o Brasil anualmente pelo programa do MD.

“O projeto oferece uma base para esses militares se reintegrarem ao mercado de trabalho após o término do serviço militar”, explica o coordenador do Projeto Soldado Cidadão no COMAER, Coronel de Infantaria David Sabino Pereira.

CLA - Criado em 1º de março de 1983, o Centro de Lançamento de Alcântara tem por missão executar as atividades de lançamento e rastreio de engenhos aeroespaciais e de coleta e processamento de dados de suas cargas úteis, bem como testes e experimentos de interesse do Comando da Aeronáutica, relacionados com a política nacional de desenvolvimento aeroespacial.

No Centro são realizadas importantes atividades do Programa Espacial Brasileiro, como o "Programa de Microgravidade", quando são lançados experimentos a bordo de foguetes de sondagem que alcançam ambiente de microgravidade fornecendo dados para o aperfeiçoamento de pesquisas nas áreas de eletrônica, biotecnologia, mecânica, entre outras. Por isso, o CLA é conhecido como "Janela Brasileira para o Espaço".