COBERTURA ESPECIAL - Especial Espaço - Tecnologia

27 de Maio, 2015 - 22:50 ( Brasília )

Brasil agora procura estabelecer parcerias espaciais com a Holanda


 

Júlio Ottoboni
Especial DefesaNet

A Agência Espacial Brasileira (AEB) e o Escritório Espacial dos Países Baixos (NOS) assinaram um acordo de cooperação na última sexta-feira (22MAI15), e  acertaram a organização de um encontro espacial público-privado para setembro deste ano entre os dois países, no Parque Tecnológico de São José dos Campos.

O Brasil está se afastando os países latino americanos e procurando abrigo tecnológico na Europa, indo na contramão da política colaborativa do governo federal. A decisão de ignorar os avanços para se constituir uma Agência Espacial Latino-Americana partiu da direção da AEB, conforme divulgado com exclusividade pelo DefesaNet. (Ver matéria AEB recua e extingue criação da Agência Espacial Latino Americana)

O evento contará com as indústrias locais e autoridades do segmento espacial dos Países Baixos. Na pauta do evento está a discussão sobre temas de interesse comum, visando a elaborar um Programa de Cooperação Espacial.

O Programa de Cooperação será voltado para a formação de especialistas brasileiros na área espacial em universidades, centros de pesquisa e empresas dos Países Baixos, em particular a Holanda. Além da vinda de pesquisadores e professores desta porção da Europa ao Brasil dentro do Programa Ciência sem Fronteiras – Espacial.

Esse foi um dos temas abordados pelo presidente da Agência Espacial Brasileira (AEB), José Raimundo Braga Coelho, e pelo diretor do Escritório Espacial dos Países Baixos (NOS), Ger Nieuwpoort, em visita que ele fez a instituição no final da semana passada. Em seguida, a comitiva do NOS seguiu para o polo aeroespacial de São José dos Campos.

O NOS, criado em 2009 como sucessora da Agência de Programas Aeroespaciais dos Países Baixos (NIVR), é vinculado aos ministérios da Economia; de Educação, Cultura e Ciência; da Infraestrutura e do Meio Ambiente e da Organização para a Pesquisa Científica do país.

Uma delegação do NOS se encontra no Vale do Paraíba para  identificar possibilidades de cooperação na área da tecnologia aeroespacial e suas aplicações em áreas, como agricultura, gestão de recursos hídricos, energia, meio ambiente, logística e segurança pública.

“Nosso objetivo é fortalecer as relações entre as comunidades espaciais do Brasil e da Holanda. Como polo aeroespacial brasileiro, São José dos Campos tem um papel muito importante neste sentido”, disse Ger Nieuwpoort, diretor geral da NSO.

A comitiva teve no seu roteiro visitações ao Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais ( INPE) e o Parque Tecnológico Riugi Kojima, onde conheceram as incubadoras tecnológicas, o Centro de Monitoramento e Alerta de Desastres Naturais (Cemaden) e a empresa Equatorial Systems, além de visitarem a companhia Visiona e  a Associação das Indústrias Aeroespaciais do Brasil.

Nos dois últimos anos, São José recebeu delegações das Universidades Tecnológicas de Delft e Twente, do Laboratório Aeroespacial Holandês, que realizou os ensaios aerodinâmicos do cargueiro da Embraer KC-390 e da nova versão do jato 190. Também esteve presente a Organização Holandesa para Pesquisa Científica Aplicada.

As Universidades de Twente e Delft assinaram memorandos de entendimento com o Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA) e a organização holandesa de ciências pretende estabelecer uma relação de cooperação científica.

Em junho de 2014, o prefeito e o diretor geral de Inovação do Ministério de Assuntos Econômicos da Holanda, Bertholt Leeftink, assinaram uma carta de intenções para formalizar os esforços conjuntos empreendidos pelas duas partes para fomentar e potencializar a cooperação entre instituições de tecnologia dos dois países.

No mesmo mês, por iniciativa da Prefeitura e do Consulado Geral holandês, ocorreu no Parque Tecnológico o primeiro High Tech Forum Brasil Holanda, com o objetivo de fomentar parcerias entre empresas e instituições de ensino, pesquisa e desenvolvimento dos setores aeroespaciais dos dois países.

Desde o início deste ano, a Prefeitura já recebeu delegações da Holanda, dos Estados Unidos, da Alemanha, da França, de Israel, de Cingapura e de Portugal.