09 de Julho, 2012 - 10:07 ( Brasília )

Geopolítica

Comentário Gelio Fregapani -Economia Internacional, Notícias Nacionais e Pensamentos Geopolíticos


Assuntos: Economia Internacional,  Notícias Nacionais e
Pensamentos Geopolíticos

 

Acontecerá um Crash na economia mundial?
     
O Euro balança. Suas evidentes vulnerabilidades e uma pressão do sistema financeiro anglo-americano conseguiram dar uma sobrevida ao dólar, mantendo-o como a principal reserva de valor, mas o que acontecerá com o dólar e os papéis dos EUA quando o mundo descobrir que eles não vão pagar sua dívida? Até quando os EUA conseguirão financiá-la? O que acontecerá se o dólar, desacreditado, passar a não mais ser aceito?
     
O mundo continua caminhando para um Crash Financeiro Global. Os sinais estão em todos os lugares.  Se o “Crash” mundial ocorrer, nenhum país sairá incólume, nem o nosso. Talvez estejamos em melhor condição de enfrentar o problema do que os demais, pois somos auto-suficientes em alimentos, em energia e temos uma razoável industrialização, mas só poderemos aproveitar essas vantagens se tivermos paz, e isto será pouco provável, pois riquezas e debilidade militar atraem ambições, ampliadas em época de escassez.
     
Mesmo se conseguirmos ficar em paz, a economia será afetada: nossos clientes não mais comprarão ou reduzirão as encomendas, e os níveis de desemprego subirá consideravelmente. Os calotes aumentarão, desorganizando os negócios. As empresas serão obrigadas a demitir. Neste cenário é melhor  conter gastos e não fazer dívidas de longo prazo Não estará descartada alguma convulsão social. Cada um que se prepare; fiquem atentos às notícias que normalmente não dariam atenção e não deixem para a última hora a preparação para enfrentar o pior. Reunam-se com seus parentes e amigos em que confiem em caso de necessidade de autodefesa. Façam algum estoque de alimentos e se possível plantem alguma coisa.
     
Essa terrível situação ainda não está batendo nas nossas portas, mas não se pode ignorar a possibilidade. Caso nada disso aconteça, melhor para nós
 
O rasante da FAB na esplanada
     
O vôo rasante de um caça rebentou os vidros do Ministério da Justiça. Imediatamente facções políticas interpretaram como um alerta da insatisfação militar. Não é plausível a hipótese de que os pilotos tinham a intenção de quebrar os vidros. Estava previsto rasantes na cerimônia. A que altura? Rasantes são vôos a mais baixa altura possível.
     
Ser piloto de combate é uma profissão arriscada. Não foi um vôo proposital para quebrar vidros; pois se o piloto quisesse fazer uma manifestação não quebraria apenas os vidros do inútil Ministério da Justiça, mas sim do Planalto para mais, se não usasse uma bomba. Pilotos de jatos de combate são homens que arriscam a vida sem tremer. (Um deles morreu hoje). Jamais fariam uma demonstração “tão pequena”. Aliás, exatamente a partir de que altura quebram os vidros? Duvido que alguém responda com precisão.  
    
A Força Aérea informou que pagaria os prejuízos, e posteriormente que cobraria do piloto. – É uma injustiça. Quando os sem-terra quebraram os vidros da portaria da Câmara, ninguém cobrou nada, e isto foi proposital. Como querem cobrar agora do piloto? Teria ele voado centímetros abaixo do que devia? Como calcular? Desconsiderar-se a possibilidade de erro humano é esperar que um atirador acerte todos os tiros no centro do alvo. Nem o campeão do mundo consegue.
      
Quantos pilotos já pagaram com a vida por um engano em um pequeno detalhe? Para quem arrisca assim, pagar apenas vidro é o de menos, mas que evitem fazer injustiças com eles. Podem resolver fazer demonstrações de verdade.
 
 Não tem anjos...
     
-  No caso do impeachment no Paraguai
– É claro que foi legal. É claro que a hostilização ao novo governo paraguaio o joga nos braços dos Estados Unidos, mas isto       poderia ser evitado?
    
Provavelmente não. A entrada da Venezuela no Mercosul já havia sido aprovada pelos Congressos da Argentina, Brasil e Uruguai, mas estava sendo inviabilizada devido à resistência do Parlamento paraguaio O governo venezuelano declara que os senadores paraguaios pediram suborno para aprovar a entrada da Venezuela no Mercosul. O governo paraguaio acusa o chanceler venezuelano de ter pressionado aos militares em Assunção para que impedissem a destituição de Lugo .Verdade? Não se tem certeza, mas pelo que conhecemos do Paraguai e da Venezuela, ambas as acusações são coerentes
      
Segundo fontes ainda não avaliadas, por trás do impeachment está um suborno milionário dos membros do legislativo paraguaio", - milhões que o grupo canadense SATA TDA lhes teria enfiado nos bolsos com promessas de ganhos muito maiores, se conseguir implantar no Paraguai uma fábrica de alumínio que utilizará a energia elétrica de Itaipu que aquele país não consome e vende ao Brasil.
      
Aliás, quanto os EUA pagariam para transformar o Paraguai num aliado tipo Colômbia?  Quanto já pagaram? Não se sabe ao certo se isto ocorreu, mas se pode induzir que, de qualquer forma, o Paraguai seria usado pelos EUA para rebentar o Mercosul independentemente da atitude do Brasil.
    
-  No caso do conflito na Síria  -
Acusa-se o governo de Moscou de contribuir pela matança de cidadãos sírios, enviando armas às forças do governo. Naturalmente é verdade. Entretanto cabe lembrar que os EUA também fornecem armas (no valor de US$ 5 a 7 bilhões por ano) a seus aliados, Arábia Saudita e Qatar, sabendo muito bem que suas armas caem nas mãos da oposição síria, e que  são usadas cada vez mais nos combates não só contra os seguidores do presidente Assad, mas também contra os cristãos, como teria acontecido em Homs.

Não há anjos em política internacional. Cada país que trate de seus interesses. Só falta o nosso!
 
No nosso Brasil

- O funcionalismo nos custa R$ 279 bilhões anuais. Esse valor equivale a 15 dias de juros da dívida pública

- Todo mundo político está com medo de investigações sobre a Delta e as organizações do Cachoeira.

- Em preparação uma maracutaia de compra de vacinas inúteis, no valor de 71 bilhões. As vacinas seria contra hepatite, para os recém nascidos, que não tem como pegar hepatites

- Há informes que a CBC não é brasileira, com sede nas Ilhas Cayman, e que vende munição para o Exército cinco vezes mais caro do que para a Argentina
- Proposta de Código Penal : o aborto de um ser humano é liberado. O de um animal é crime.

- A OEA, por meio de seu Conselho de Direitos Humanos, exigiu a interrupção da construção de Belo Monte

- A ONU, por meio de seu Conselho de Direitos Humanos, “recomendou” nada menos que o fim da Polícia Militar no Brasil.

- Os nossos Direitos Humanos certeza estariam protegendo aquele bandido que assassinou as crianças no colégio do Realengo, se estivesse vivo

 - A Polícia descobre que quem faz arrastões em restaurantes em SP é o Estatuto da Criança e do Adolescente. Eca!!!

-  Antigamente se falava que cadeia era só para pretos e pobres. Agora não é mais para bandidos. Só os policiais permanecem presos
Por alguma razão, os que acabam se especializando nos  “direitos humanos” parecem fatalmente atraídos pelos direitos de desumanos
 
Pensamentos Geopolíticos
     
Os países hegemônicos usarão a força e a astucia para atender seus interesses, a menos que o preço a pagar não compense. No nosso caso os interesses perceptíveis são os minérios, o petróleo e evitar a concorrência agrícola, As principais manobras são de guerra de 4ª Geração quanto aos minérios e à agricultura: a independência das áreas indígenas prenhes de minerais e o cerceamento da fronteira agrícola via proteção ambiental. Quanto ao petróleo ainda não há uma manobra clara
    
Os países da América Espanhola
podem ser nossos aliados, mas em tese por razões históricas e geopolíticas são nossos rivais potenciais. Não podemos alimentar o sonho da integração do continente Sul-americano ainda nesta fase da História, isto somente poderá acontecer se estimulado por uma ameaça comum, mas isto parece pouco provável. Na Guerra das Malvinas chegamos a ameaçar intervir se o continente fosse invadido, mas o Chile ficou do lado da Inglaterra. Em eventual ameaça extra continental, parece certo que pelo menos a Colômbia e o Paraguai estarão do lado do inimigo
     
O tempo voa, e não volta atrás. Está passando da hora de agir!

 
Que Deus guarde a todos nós
 
Gelio Fregapani