09 de Agosto, 2013 - 10:45 ( Brasília )

Geopolítica

Rússia adia entrega de mísseis S-300 à Síria


A Rússia fabricou uma parte dos mísseis terra-ar S-300 destinados à Síria, mas sua entrega, prevista para a primavera de 2013 (do hemisfério norte), foi adiada para 2014, embora Damasco já tenha pago um adiantamento, informou nesta sexta-feira o jornal Vedomosti.

De acordo com o jornal, que cita relatórios das empresas fabricantes de armas russas, uma parte do pedido já está pronta, mas segue retida na Rússia, embora a Síria já tenha realizado o pagamento de várias centenas de milhares de dólares.

O contrato para a entrega à Síria de quatro complexos de S-300 por 1 bilhão de dólares foi fechado em 2011.

No dia 4 de junho, o presidente russo, Vladimir Putin, afirmou que Moscou não havia entregado "até o momento" os S-300 à Síria para "não romper o equilíbrio de forças" no conflito do regime de Bashar al-Assad com os rebeldes.

O vice-primeiro-ministro sírio, Qadri Jamil, declarou no fim de julho durante uma visita à Rússia que os acordos de entrega de mísseis S-300 seguem "vigentes".

A entrega destas armas capazes de interceptar em voo aviões ou mísseis guiados, um equivalente russo dos Patriot americanos, preocupa em particular Israel, que teme que possam cair nas mãos do movimento xiita libanês Hezbollah, aliado de Damasco.

A instalação de um sistema de defesa terra-ar deste tipo complicaria o projeto dos Estados Unidos ou de seus aliados de realizar eventuais ataques aéreos, estabelecer uma zona de exclusão aérea em céu sírio ou investir para proteger ou desmantelar armas químicas.