COBERTURA ESPECIAL - Eventos - Segurança

06 de Dezembro, 2013 - 12:57 ( Brasília )

Exército, Tigre e COE simulam ataque no Afonso Pena

Uma simulação de um ataque terrorista foi realizada no Aeroporto Internacional Afonso Pena, em São José dos Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba.

Párana-online

O exercício de Aponderamento Ilícito de Aeronaves integra o conjunto de ações de preparo da Segurança Pública e Defesa para a Copa do Mundo de 2014. O secretário da Segurança Pública, Cid Vasques, e sua equipe acompanharam o treinamento, que foi coordenado pelo Exército Brasileiro. Foram testados procedimentos de atendimentos à população em caso de ataque terrorista.

As equipes de Antiterrorismo, Inteligência, Contraterrorismo e Gerenciamento de Consequência do Exército treinaram junto com policiais do Grupo de Pronta Intervenção (GPI) da Polícia Federal, do Tático Integrado de Grupos de Repressão Especial (Tigre), da Polícia Civil do Paraná, e do Comando de Operações Especiais (COE), da Polícia Militar. Ao todo, mais de 150 agentes de segurança participaram da ação.

Na simulação foram utilizadas duas aeronaves. Em uma delas, um suspeito armado rendeu os 31 passageiros que estavam a bordo. Para resgatar os reféns, os grupos de elite utilizaram outra aeronave, que ajudou na abordagem. Os servidores conseguiram abrir as portas pelo exterior do avião e fizeram o resgate de todos. Segundo o coronel Rômulo Marinho Soares, do Exército, o aperfeiçoamento ocorreu em alto nível. “Foi uma atividade inédita na cidade e que requer uma grande coordenação.

Eu daria nota dez a todos os servidores que participaram do evento”, avalia ele. Para o delegado titular do Tigre, Sivanei de Almeida Gomes, o treinamento é essencial devido ao contato com os outros grupos de elite. “A integração das forças de segurança é extremamente importante, pois o evento vai dar uma visibilidade do Brasil para o mundo e, com as forças integradas, conseguiremos realizar um evento positivo e seguro”, afirma.

De acordo com o tenente-coronel Hamilton Magalhães, que coordenou o exercício, outras ações de preparação para o Mundial serão realizadas em locais públicos de grande circulação. “Realizaremos outras simulações em ambientes como casas noturnas e shoppings, que têm uma maior concentração de pessoas”, adianta.



Outras coberturas especiais


PROSUPER

PROSUPER

Última atualização 12 DEZ, 16:30

MAIS LIDAS

Eventos