COBERTURA ESPECIAL - Embraer - Aviação

20 de Maio, 2015 - 10:30 ( Brasília )

Embraer: acordos internacionais para vendas de jatos e quebra de recorde de velocidade


Embraer assina acordo de R$ 1,1 bi para venda de 22 aeronaves à China

A Embraer assinou um acordo final nesta terça-feira (19) para a venda de 22 aeronaves para a companhia chinesa Tianjin Airlines, subsidiária do grupo HNA, por um valor estimado de US$ 1,1 bilhão. O contrato inclui a venda de 20 aviões E-Jet 195 e dois E-Jet 190-E2. A entrega começa neste ano.

O acordo entre a fabricante brasileira e a aérea asiática havia sido previamente anunciada em julho de 2014. Na ocasião, a negociação previa a venda total de 40 aeronaves.

Os 18 jatos E-190 E2 restantes serão entregues em uma segunda etapa do acordo, após aprovação chinesa.

O primeiro E-Jet195 será entregue em 2015. Já o primeiro E-Jet190-E2, de até 130 lugares tem previsão de entrega em 2018 -. A Tianjin Airlines é atualmente a operadora com a maior frota de E-Jets na Ásia.

Transferência

A compra dos 22 aviões foi finalizada uma semana depois da Embraer anunciar a transferência de parte da linha de montagem dos aviões executivos Phenom, nas versões 100 e 300 para os EUA. O jato é um dos mais vendidos pela companhia.

Com a transferência, cerca de 600 funcionários que trabalham no setor devem ser remanejados para a montagem dos jatos comerciais Ejets E2.

Parceria

O acordo final entre a Embraer e Tianjin Airline foi assinado no mesmo dia em que 35 acordos de cooperação entre Brasil e  China, em ao menos oito áreas, foram firmados. O Brasil tem a China como principal parceiro comercial.

O primeiro-ministro chinês, Li Keqiang, chegou ao Brasil nesta segunda-feira (18). Ele participou de reunião nesta terça-feira com a presidente Dilma Rousseff.

Entre as áreas que serão beneficiadas com os acordos anunciados nesta terça, estão planejamento estratégico, infraestrutura, transporte, agricultura e energia. Também haverá cooperação entre os países nas áreas de mineração, ciência e tecnologia e comércio.

Embraer assina acordo com Air Hamburg para venda de Legacy 650

A Embraer anunciou acordo com a Air Hamburg para venda de um jato Legacy 650, com previsão de entrega no terceiro trimestre deste ano. A operadora alemã de fretamento executivo passa assim a contar com seis aviões Embraer: cinco Legacy 600/650 e um Phenom 300. A empresa atua na Europa, Rússia e Oriente Médio. A entrega desta nova aeronave está prevista para o terceiro trimestre de 2015.

Segundo o CEO e Sócio da Air Hamburg, Floris Helmers, com a compra anunciada hoje, a companhia incorpora três novos jatos Legacy à frota em apenas três trimestres. Foi um Legacy 650 em janeiro, um Legacy 600 que deve chegar em duas semanas e o atual 650, a ser entregue em setembro.

Hoje também a Embraer anunciou venda de um Legacy 500 para a Middle East Airlines, do Líbano, que tem opção de compra de mais uma aeronave do mesmo modelo. A entrega está prevista para o quarto trimestre.

Embraer anuncia quebra de recorde de velocidade com jato Legacy 500


 

A Embraer informou que quebrou quatro recordes mundiais de velocidade com o jato executivo Legacy 500 em viagens no exterior. O anúncio foi feito nesta segunda-feira (18) pela companhia após os voos realizados nos dois últimos meses. Os recordes, no entanto, ainda não foram oficialmente reconhecidos.

Em todos os quatro recordes, o jato completou as viagens com reservas de combustível. O Legacy, recém-chegado ao mercado, faz parte da categoria midsize.

De acordo com a Embraer, os dois primeiros recordes foram quebrados no início de março, durante trajeto de ida e volta entre Oakland, na Califórnia, e Lihue, no Havaí. O voo de ida, com seis passageiros, teve duração de 5 horas e 49 minutos em velocidade média de 676 km/h. Já a volta foi completada em 4 horas e 11 minutos, a velocidade média de 943 km/h.

O terceiro recorde foi estabelecido durante voo para Friedrichshafen, na Alemanha, partindo do aeroporto de Bangor, no estado americano do Maine. O trajeto foi feito em 6 horas e 50 minutos, com três ocupantes a bordo.

O último recorde foi quebrado durante o voo entre Düsseldorf, na Alemanha, e Dubai, nos Emirados Árabes Unidos, em uma distância de 6.052 km – a maior já percorrida pelo Legacy 500. A duração do voo foi de 7 horas e 3 minutos e a aeronave chegou ao destino com uma reserva de combustível de 861 kg.

Segundo a Embraer, os dados destes voos serão enviados para a Federation Aeronautique Internationale, na Suíça, para a oficialização como recordes mundiais. As marcas ainda devem ser registradas pela National Aeronautic Association, órgão responsável pela homologação dos recordes.



Outras coberturas especiais


Dossiê EMBRAER

Dossiê EMBRAER

Última atualização 18 SET, 23:24

MAIS LIDAS

Embraer