28 de Agosto, 2014 - 10:40 ( Brasília )

Aviação

Militares participam de curso de salvamento e resgate para atividades aeroespaciais


Desde o dia 11 de agosto, dez militares de Organizações subordinadas ao Departamento de Ciência e Tecnologia Aeroespacial (DCTA) participam de um treinamento para realizar o salvamento e o resgate das cargas úteis de foguetes. Eles vão estar aptos a atuarem na recuperação de materiais que caírem no mar durante os lançamentos.

O Curso de Salvamento e Resgate em Atividades Aeroespaciais e de Defesa, que começou com uma instrução de 40 horas sobre primeiros socorros, é coordenado pela Equipe de Salvamento e Resgate (SAR), do Instituto de Aeronáutica e Espaço (IAE). Na tarde dessa terça-feira (26/08), foi concluída a etapa de infiltração e extfiltração, ou seja, o acesso da equipe a determinada área a través de rapel, tendo por base um helicóptero Black Hawk do Esquadrão Pantera. 

Nos próximos dias, os militares seguem para Ubatuba (SP) para que possam colocar em prática os conhecimentos adquiridos em um ambiente semelhante aos que vão encontrar nas missões. 

Lançamentos sobre o Oceano

Os lançamentos de foguetes realizados pelo DCTA são efetuados em locais estrategicamente escolhidos, localizados em Parnamirim (RN), onde está o Centro de Lançamento da Barreira do Inferno (CLBI), e em Alcântara (MA), onde existe o Centro de Lançamento de Alcântara (CLA).

A carga útil dos veículos lançados, ou seja, a parte onde estão experimentos e pesquisas, caem no mar e precisam ser recuperados para análise. É neste tipo de missão que atuam os militares treinados pelo SAR.