COBERTURA ESPECIAL - America Latina - Geopolítica

04 de Janeiro, 2013 - 23:36 ( Brasília )

CHÁVEZ - MAG vai a CUBA. Dilma quer influir no processo

Marco Aurélio Garcia interrompeu férias no México e foi a Havana. Presidente venezuelano faz em Cuba tratamento contra câncer.


Nota DefesaNet

Embora um pouco distanciada de Chávez, duas visitas de autoridades brasileiras, até o momento NUNCA foram bem explicadas. A visita do Ministro da Defesa Celso Amorim e a do Chanceler Patriota à Caracas.

Fiquemos com a de Amorim, nos dis 24 e 25 de Janeiro de 2012. Em todas as reuniões de Amorim participou Nicolas Maduro.oficialmente foi para a notificar a Venezuela da próxima Operação Ágata que ocorreria na Região Norte do Brasil.  Leiam as matérias publicadas há um ano:

AMORIM na Venezuela: uma estranha visita Link

Celso Amorim reúne-se com Chávez durante visita à Venezuela Link


O editor

Priscilla Mendes Do G1, em Brasília


O assessor especial para assuntos internacionais da Presidência da República, Marco Aurélio Garcia, interrompeu sua temporada de férias no México, segundo o G1 apurou, para ir a Cuba acompanhar o tratamento de saúde do presidente da Venezuela, Hugo Chávez.

Garcia esteve durante um dia na capital cubana a pedido da presidente Dilma Rousseff. Ele deixou o México, onde passa férias, para conversar com autoridades venezuelanas e cubanas sobre o tratamento de Hugo Chávez contra um câncer na região pélvica.

Marco Aurélio Garcia relatou as conversas ao ministro de Relações Exteriores, Antonio Patriota, que está em viagem oficial à Turquia. Após a ida a Cuba, o assessor retornou ao México e tinha a viagem de volta ao Brasil prevista para esta sexta-feira (4).

O Palácio do Planalto não confirmou a viagem de Garcia a Cuba, noticiada pela Agência Brasil, agência de notícias da estatal EBC (Empresa Brasil de Comunicação).

Chávez está em Cuba desde 28 de novembro para dar continuidade ao tratamento contra um câncer. No último dia 11, ele se submeteu a uma cirurgia para retirada de um tumor maligno na região pélvica.

Nesta quinta-feira (3), fontes oficiais do governo informaram que Hugo Chávez, está sofrendo de insuficiência respiratória como consequência de uma "severa infecção pulmonar".

No dia 18 de dezembro, segundo assessoria do Palácio do Planalto, a presidente Dilma Rousseff telefonou para o vice-presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, para parabenizá-lo pelo resultado obtido pelos seus aliados nas eleições estaduais ocorridas na véspera.

Durante o telefonema, Dilma perguntou a Maduro sobre o estado de saúde de Chávez. O venezuelano disse a Dilma, segundo relatou assessoria, que o presidente estava “se recuperando da cirurgia”. A presidente, então, desejou “pronto restabelecimento” ao colega.