COBERTURA ESPECIAL - US RU OTAN - Geopolítica

16 de Março, 2022 - 10:40 ( Brasília )

Rússia está implantando munição misteriosa na Ucrânia, dizem autoridades americanas


Autoridades de inteligência dos Estados Unidos descobriram que a barragem de mísseis balísticos que a Rússia disparou na Ucrânia contém uma surpresa: chamarizes que enganam radares de defesa aérea e mísseis guiados por calor. As informações são do jornal americano New York Times. De acordo com um oficial de inteligência americano, as munições misteriosas são lançadas pelos mísseis balísticos de curto alcance Iskander-M.

A reportagem feita pelo NYT informou que cada um é embalado com eletrônicos e produz sinais de rádio para bloquear ou falsificar radares inimigos que tentam localizar o Iskander-M. Além disso, disse o veículo, contém uma fonte de calor para atrair mísseis.

O uso das iscas pode ajudar a explicar por que as armas de defesa aérea ucranianas tiveram dificuldade em interceptar os mísseis Iskander da Rússia.

Fotografias das munições em forma de dardo começaram a circular nas redes sociais, surpreendendo especialistas e analistas de inteligência.

Richard Stevens, que passou 22 anos no exército britânico como soldado de descarte de munições explosivas e depois trabalhou como técnico de bombas civis por dez anos em locais como no sul do Iraque e na África, disse que foi exposto “a muitas munições chinesas e russas", mas nunca tinha visto algo como isso.

Os dispositivos são semelhantes aos chamarizes da Guerra Fria chamados “ajudas de penetração”, disse o oficial de inteligência ao NYT. A incorporação dos dispositivos em armas como o Iskander-M que possuem ogivas convencionais não foi documentada anteriormente em arsenais militares.

Ao jornal NYT, Jeffrey Lewis, professor de uma universidade na Califórnia, disse que o uso das iscas pode apontar para algum nível de descuido ou urgência por parte da liderança militar russa.

“Acho que há algumas pessoas muito animadas na comunidade de inteligência dos EUA agora.”


VEJA MAIS