COBERTURA ESPECIAL - US - Defesa

27 de Julho, 2022 - 22:00 ( Brasília )

CMDA Discurso do Secretário de Defesa dos EUA, Lloyd J. Austin III


Discurso do Secretário de Defesa dos EUA, Lloyd J. Austin III, na 15ª Conferência de Ministros da Defesa das Américas

26 Julho 2022
Brasília, Brasil
(Como preparado)
(Itálicos DefesaNet)
Texto em inglês

Remarks by US Secretary of Defense Lloyd J. Austin III

 

Gostaria de agradecer ao Ministro Paulo Sérgio e aos nossos anfitriões brasileiros por nos reunirem aqui hoje.
 
Estamos nos reunindo em um momento importante para a região que todos chamamos de lar – um momento que exige uma cooperação mais profunda e um espírito renovado de propósito comum.
 
Como disse o presidente Biden, a democracia é a marca registrada das Américas. E acreditamos que todo o Hemisfério Ocidental pode ser seguro, próspero e democrático.
 
Nossos países não estão unidos apenas pela geografia. Também estamos próximos por nossos interesses e valores comuns – por nosso profundo respeito aos direitos humanos e à dignidade humana, nosso compromisso com o Estado de Direito e nossa devoção à democracia.
 
Esse espírito é capturado pela Carta Democrática Interamericana. E continuaremos a trabalhar para alcançar sua plena promessa.
 
Senhoras e senhores, quanto mais aprofundamos nossas democracias, mais aprofundamos nossa segurança.
 
Agora, estamos aqui reunidos como ministros da Defesa. E todos nós estamos enfrentando um ambiente de segurança cada vez mais complexo e em rápida evolução. Temos a sorte de viver como vizinhos em um hemisfério de paz, mas ainda devemos ser francos sobre nossos desafios comuns.
 
A pandemia da Covid-19 tem tido um impacto terrível em nossa região.
 
O Estado de Direito, direitos humanos e dignidade humana têm sido atacados em nossa região.
 
Nossos vizinhos precisam de maiores capacidades para responder a desastres naturais em nossa região.
 
A mudança climática está ameaçando o futuro das crianças em nossa região.
 
E os poderes autocráticos estão trabalhando para minar a ordem internacional estável, aberta e baseada em regras em nossa região.
 
Isso inclui os esforços da República Popular da China para ganhar influência regional.
 
Agora, muitos de nossos líderes nacionais demonstraram recentemente seu compromisso em enfrentar esses desafios.
 
É possível ver isso na assinatura da Declaração sobre Migração e Proteção na Cúpula das Américas, em Los Angeles, no mês passado.
 
Também é possível ver no reconhecimento crescente de que nenhum país pode encontrar segurança duradoura sem enfrentar a crise climática. Desde os perigos crescentes da erosão do solo até o número crescente de tempestades de Categoria 4 e 5, a mudança climática está dificultando o funcionamento de todas as nossas forças.
 
Em nosso mundo entrelaçado, os desafios de segurança não param nas fronteiras. Nossos problemas comuns exigem ações comuns – desde a ajuda em catástrofes até a migração. E nossos desafios comuns exigem o que eu chamei de poder de parceria.
 
Portanto, estou especialmente satisfeito que este CMDA tenha escolhido discutir o tema da dissuasão integrada. Isso é central para a Estratégia de Defesa Nacional do meu Departamento. A dissuasão integrada significa trabalhar sem contratempos em domínios, teatros de operações e todo o espectro de conflitos. E significa trabalhar em estreita colaboração com nossa inigualável rede de aliados e parceiros.
 
Agora, a dissuasão confiável exige forças militares e de segurança que estejam prontas, capazes e sob firme controle civil. E exige ministérios da defesa que sirvam seus cidadãos com transparência e sem corrupção.
 
Portanto, hoje, tenho o prazer de anunciar que no ano fiscal de 2023, o Departamento de Defesa dos EUA alocará mais de US$ 115 milhões em financiamento para nossos parceiros na América Latina e no Caribe. Isso elevará nosso investimento em cooperação de segurança no hemisfério para mais de meio bilhão de dólares desde 2020.
 
E continuaremos a trabalhar juntos para fortalecer nossas parcerias.
 
Permitam-me destacar dois esforços que ressaltam nosso compromisso de aproveitar todo o potencial das pessoas de nossa região.
 
Primeiro, entendemos a angústia causada pela pandemia. Assim, nos últimos dois anos, meu Departamento realizou mais de 630 projetos de assistência humanitária relacionados à Covid-19 em nossa região, avaliados em quase US$ 110 milhões.
 
Também fornecemos mais de 70 milhões de doses de vacinas em todo o Hemisfério Ocidental.
 
E neste outono, meu Departamento está planejando enviar um navio hospitalar da classe Mercy, o Navio Comfort da Marinha dos EUA, para a região por cerca de dois meses. Ele ajudará a fornecer cuidados médicos críticos – e ajudará a aliviar a tensão nos hospitais duramente atingidos pela pandemia.
 
E em segundo lugar, vamos trabalhar com nossos parceiros para reconhecer o pleno potencial de todo o nosso povo. Isso significa garantir que as mulheres sejam livres, seguras e igualmente capazes de contribuir para a defesa e a segurança
.
 
Assim, desde 2020, meu Departamento já liderou mais de 15 intercâmbios sobre Mulheres, Paz e Segurança em mais de 13 países do Hemisfério Ocidental. E com base no excelente trabalho da Argentina durante o ano passado, tenho o prazer de anunciar que os Estados Unidos serão os anfitriões do grupo de trabalho ad hoc sobre Mulheres, Paz e Segurança durante o próximo ciclo do CMDA.
 
Senhoras e senhores, sou grato pelo trabalho que vocês e seus ministérios fazem para assegurar que este hemisfério brilhe como um farol de liberdade, prosperidade e segurança.
 
E os Estados Unidos continuarão a fazer a sua parte.
 
Como disse o presidente Biden na Cúpula das Américas: ” É nosso dever mostrar ao nosso povo o poder que as democracias têm para oferecer quando trabalham em conjunto”
 
Vamos investir em soluções regionais que aprofundem nossa segurança compartilhada.
 
Trabalharemos juntos para construir instituições de defesa transparentes, eficazes e sob o comando de civis.
 

E trabalharemos em parceria com nossos amigos e vizinhos para garantir que esta continue sendo uma região de paz.
 
Muito obrigado.


VEJA MAIS



Outras coberturas especiais


Guerra Hibrida Brasil

Guerra Hibrida Brasil

Última atualização 12 AGO, 11:45

MAIS LIDAS

US