COBERTURA ESPECIAL - Panorama Haiti - Aviação

25 de Agosto, 2021 - 06:00 ( Brasília )

FAB participa de ajuda humanitária ao Haiti

Aeronave transportou mais de dez toneladas de suprimentos e equipamentos, além de militares da Força Nacional e do Corpo de Bombeiros do Distrito Federal e de Minas Gerais para prestar ajuda às vítimas do terremoto no país caribenho

Tenente Antonio Gonçalves E Tenente-Coronel Rocha


Com a participação de uma aeronave KC-390 Millennium, a Força Aérea Brasileira (FAB) participou da missão de ajuda aos atingidos por um terremoto e um ciclone tropical nas últimas semanas. No dia 23, o avião pousou na cidade de Porto Príncipe, capital do Haiti.

A Missão Humanitária Multidisciplinar foi acionada pelo Governo Brasileiro, por intermédio de ação interministerial envolvendo a Justiça e Segurança Pública (MJSP), a Defesa (MD), as Relações Exteriores (MRE), a Saúde (MS) e o Desenvolvimento Regional (MDR), quando o Grupo de Trabalho Interministerial sobre Cooperação Humanitária Internacional tomou a decisão, em 18 de agosto, de enviar o apoio, em resposta emergencial à tragédia.

O Haiti recebeu a ajuda humanitária de vários países, mas a equipe do Brasil é uma ajuda direcionada especificamente para as necessidades da região mais afetada pelo terremoto. Serão três semanas colaborando diretamente com os haitianos”, disse a Ministra Marissol Romaris, Encarregada de Negócios da Embaixada do Brasil no país, que recebeu a missão no Aeroporto Internacional de Porto Príncipe.

A aeronave transportou 32 bombeiros militares do Corpo de Bombeiros do Distrito Federal, de Minas Gerais e também da Força Nacional de Segurança Pública (FNSP), cerca de sete toneladas de materiais e equipamentos de emergência e mais 3,5 toneladas de medicamentos e insumos estratégicos.

Entre o material transportado também estão presentes equipamentos de uso hospitalar disponibilizados pela Força Nacional do Sistema Único de Saúde (FN-SUS), como macas, colares cervicais, biombos e outros. A assistência farmacêutica do Ministério disponibilizou, ainda, insulina humana tipo regular, medicamento que tem ação rápida em casos de choque, ocasionado pela diminuição anormal do volume do sangue.

Estamos trazendo uma equipe especializada em busca e salvamento, que já colaborou em eventos como Brumadinho [MG]. Estamos reforçados ainda de dois cães que ajudarão na missão”, explicou o Coronel Bombeiro Militar Marcelo Teixeira Dantas, comandante do efetivo da missão.

Quando acionada para colaborar no apoio ao enfrentamento de calamidades, a Força Aérea Brasileira é sempre rápida. Podemos perceber a satisfação de todos os militares em poderem contribuir de forma efetiva para que alcancemos lugares distantes e cumprir missões como essa no Haiti”, ressaltou o Chefe do Centro Nacional de Gerenciamento de Risco e Desastres do Ministério da Integração Nacional, Armin Braun, que é o Coordenador-Geral da Missão Humanitária.

Após o acionamento, uma aeronave do Primeiro Grupo de Transporte de Tropa (1° GTT) – Esquadrão Zeus foi preparada para a missão. Ainda no Brasil, o avião realizou paradas técnicas em Cachimbo (PA) e em Boa Vista (RR). Em Roraima, a aeronave foi reabastecida e a tripulação substituída. Na localidade ocorreram, ainda, os trâmites alfandegários e migratórios.

De acordo com o piloto da aeronave, o Capitão Romulo dos Santos Pinto, é gratificante cumprir esse tipo de missão. “Sabemos que a situação não está fácil para a população haitiana, por isso tenho orgulho da oportunidade de representar a compaixão do povo brasileiro, que é muito solidário, além de mostrar a prontidão da FAB”, pontuou.

O Diretor-Geral de Proteção Civil do Haiti, Jerry Chandler, agradeceu a ajuda enviada. “Para o nosso país é muito gratificante o histórico de apoio que o Brasil tem com o Haiti. Sabemos que podemos sempre contar com a colaboração desta grande nação para nos ajudar”, salientou.
 

Fotos: Soldado Wilhan Campos/ CECOMSAER


VEJA MAIS



Outras coberturas especiais


Nuclear

Nuclear

Última atualização 21 SET, 17:57

MAIS LIDAS

Panorama Haiti