COBERTURA ESPECIAL - KC-390 - Aviação

17 de Janeiro, 2021 - 21:25 ( Brasília )

KC-390 Millennium realiza primeiro transporte de tanques de oxigênio para Manaus

Notável marca alcaçada pela equipe técnica Primeiro Grupo de Transporte de Tropa (1° GTT) - do Esquadrão Zeus

Tenente Letícia Faria
Capitão Oliveira Lima
Fotos: Soldado Wilhan Campos
Vídeo: Soldado A. Soares
Agência Força Aérea

 
O FAB 2853, operado pelo Primeiro Grupo de Transporte de Tropa (1° GTT) - Esquadrão Zeus decolou às 17h05 (horário de Brasília) de sábado (16JAN2021), da Base Aérea de São Paulo (BASP), em Guarulhos (SP), com cinco tanques de oxigênio líquido, o que corresponde a 5.550 quilos de carga. O pouso, na Ala 8 – Manaus (AM), ocorreu às 20h40. A missão ocorre em apoio à Operação COVID-19.

Nota DefesaNet – A carga equivale a 6.000m3 de O2


O Comando da Aeronáutica está dedicando permanentemente o esforço do seu efetivo e de suas aeronaves 24 horas por dia e sete dias por semana em atendimento às necessidades da sociedade brasileira no enfrentamento à pandemia da COVID-19. Para esta missão, o KC-390 Millennium conta com uma válvula de segurança equipada, a qual permite o transporte dos tanques de oxigênio. O material será utilizado para abastecer os hospitais de Manaus (AM), que sofrem com a falta do insumo para tratar pacientes com COVID-19.




Por questões de segurança, um técnico da empresa que disponibilizou os tanques de oxigênio líquido foi a bordo da aeronave, para conferência da carga durante todo o trajeto, que teve duração de pouco mais de três horas de voo.




O Comandante do KC-390 Millennium, Tenente-Coronel Aviador Luiz Fernando Rezende Ferraz, explicou a capacidade do vetor, para o transporte da carga. "A aeronave já vem com uma válvula de alívio para fazer o transporte desse oxigênio durante o voo. O que foi necessário ser feito, é que cada tanque tem um tipo de conexão, então a empresa fez uma conexão e adaptação desse tanque para nossa aeronave", salienta.



O Loadmaster (mestre de carga) da aeronave, Sargento Ian Mayer, comentou sobre a missão. "O sentimento como militar e brasileiro é o melhor possível. Sabemos que, quando somos acionados para esse tipo de operação, vidas estão em perigo e os militares não vão medir esforços para cumprir", destaca.

As aeronaves da FAB estão em contínuo apoio à sociedade brasileira com transporte aéreo logístico, estando à disposição do Ministério da Defesa, e intensificaram as missões relacionadas à crise de saúde encontrada na capital amazonense em função da pandemia de COVID-19. O transporte aéreo exige uma logística complexa e que, durante o período de pandemia, envolve o trabalho coordenado de diversos órgãos.

Operação COVID-19

Proteger os cidadãos é uma das funções precípuas das Forças Armadas. Nesse intuito, o Ministério da Defesa, a Marinha do Brasil, o Exército Brasileiro e a Força Aérea Brasileira enfrentam, juntos, a pandemia de [Clique aqui para baixar a imagem original] COVID-19 no País. A Operação ocorre em um espaço territorial de grandes proporções, nas 27 unidades federativas, com características e necessidades diferentes e com uma população de cerca de 210 milhões de pessoas.

As ações envolvem descontaminação de espaços públicos, doações de sangue, transporte de medicamentos e equipamentos de saúde, higienização de lugares públicos, dentre outras. Na execução dessas atividades, os militares atuam organizados em dez Comandos Conjuntos que cobrem todo o território nacional, bem como no Comando de Operações Aeroespaciais (COMAE). Esses Comandos reúnem militares das três Forças, que desenvolvem esforços no cumprimento das missões.






Outras coberturas especiais


Doutrina Militar

Doutrina Militar

Última atualização 08 MAR, 11:50

MAIS LIDAS

KC-390