COBERTURA ESPECIAL - Modernização FAB - Aviação

07 de Agosto, 2020 - 09:09 ( Brasília )

FAB conclui Avaliação Operacional para lançamento de cargas do SC-105 Amazonas

Estudo realizado pelo Instituto de Aplicações Operacionais permitirá desenvolver novas técnicas para o lançamento de fardos em missões SAR

Tenente Possamai E Major Monteiro

O  Instituto de Aplicações Operacionais (IAOp), subordinado ao Comando de Preparo (COMPREP) e situado no campus do Departamento de Ciência e Tecnologia Aeroespacial (DCTA), em São José dos Campos (SP), tem por missão conduzir as atividades de Aplicações Operacionais. As ações ocorrem por meio do desenvolvimento de técnicas, táticas e soluções operacionais, a fim de contribuir para o Preparo e o Emprego da Força Aérea Brasileira (FAB).

Uma das principais atividades realizadas pelo Instituto são as Avaliações Operacionais (AVAOP), processo pelo qual se avaliam a Eficiência e a Adequabilidade Operacional de um sistema. Nesse contexto, o conhecimento científico dos militares do IAOp alia-se ao conhecimento técnico dos operadores no desenvolvimento de novas técnicas operacionais.

O desenvolvimento de novas técnicas se fez necessário nas ações de Busca e Salvamento (SAR, do inglês Search and Rescue). Para apoiar os sobreviventes e a equipe de resgate é necessário prover-lhes água, mantimentos, roupas, medicamentos, botes infláveis e outros insumos, o que pode ser feito por meio do lançamento de fardos a partir da aeronave SC-105 Amazonas. Este lançamento, contudo, depende do cálculo preciso do ponto onde a carga deve ser lançada para que atinja o local desejado, o que por sua vez, depende do conhecimento das características do paraquedas empregado.  Até então, o cálculo era realizado manualmente pelos pilotos, e algumas das características aerodinâmicas do equipamento eram desconhecidas.

Assim, em agosto deste ano, o IAOp conduziu a AVAOP do Ponto de Lançamento Calculado (CARP, do inglês Computed Air Release Point) do Sistema de Gerenciamento de Voo (FMS, do inglês Flight Management System) da aeronave SC-105 Amazonas. Isto é, a avaliação do ponto de lançamento de cargas calculado pelo sistema computacional do avião. Os objetivos foram determinar os dados necessários para seu funcionamento adequado, avaliar a precisão dos lançamentos, verificar a possibilidade de aplicá-lo a lançamentos noturnos e, por fim, definir as técnicas operacionais para sua utilização.

Atuação prática dos militares

Após definir os perfis de voo e calcular a quantidade mínima de lançamentos que deveriam ser realizados para que os dados coletados tivessem a devida confiabilidade, o Instituto deslocou alguns militares de sua equipe técnica para a Ala 5, em Campo Grande (MS), onde realizou, com o apoio do Segundo Esquadrão do Décimo Grupo de Aviação (2º/10º GAV) - Esquadrão Pelicano, a parte prática do experimento. Ao todo, foram realizados cerca de 60 lançamentos de carga.

Os dados obtidos serão agora analisados e todos os resultados, incluindo as novas técnicas, serão apresentados no Relatório de Avaliação Operacional (RAVAOP), que será submetido ao COMPREP para apreciação.

O Diretor do IAOp, Coronel Aviador Alessandro Sorgini D'Amato, comentou sobre os resultados da Avaliação Operacional. "Eles contribuirão para aprimoramentos doutrinários e, também, para a geração de técnicas operacionais de forma a permitir o uso de parâmetros ótimos no emprego dos sistemas da aeronave. Concluímos esta atividade com a certeza do dever cumprido, o que demonstra a importância da integração entre as equipes técnicas e operacionais, em prol do preparo e do emprego da FAB”, disse.

Avaliações previstas

Além desta AVAOP, o Instituto realizará, ainda este ano, a Avaliação Operacional do Envelope Infravermelho da aeronave A-29 Super Tucano e a Avaliação Operacional do Sistema de Defesa Antiaérea IGLA-S.

Fotos: Major Aviador Alves e Capitão Engenheiro Dymitri / IAOp


VEJA MAIS



Outras coberturas especiais


Argentina

Argentina

Última atualização 25 SET, 01:20

MAIS LIDAS

Modernização FAB