COBERTURA ESPECIAL - DQBRN - Terrestre

21 de Janeiro, 2021 - 10:50 ( Brasília )

O apoio de DQBRN do Exército Brasileiro ao Paraguai/


Cel Alexandre Marcos Carvalho de Vasconcelos

O Brasil foi sede de diversos eventos internacionais em seu território, tais como: a Copa das Confederações e do Mundo (2013 e 2014), a Jornada Mundial da Juventude (2013) e os Jogos Olímpicos e Paralímpicos (2016).

Esses eventos, que ocorreram em um curto espaço de tempo e reuniram milhares de pessoas de todas as partes do mundo, possibilitaram a preparação e o emprego das frações de defesa química, biológica, radiológica e nuclear (DQBRN) do Exército Brasileiro (EB) para a prevenção contra possíveis ataques terroristas.

Após aqueles eventos, o EB reafirmou sua capacidade de ser referência nos assuntos relacionados à DQBRN. Diversas agências nacionais e vários organismos internacionais, em especial a Organização para Proibição de Armas Químicas (OPAQ), buscaram realizar intercâmbios com militares que participaram das atividades de DQBRN ou solicitaram a capacitação de seus integrantes nos cursos existentes no nosso Exército.

Nesse cenário, a partir do ano de 2014, e, por solicitação da nação amiga Paraguai, o Exército Brasileiro, por meio da Cooperação Militar Brasileira no Paraguai (CMBP), iniciou ações no intuito de intensificar o intercâmbio de especialistas e a capacitação de integrantes de instituições daquele país relacionadas à DQBRN.

As reuniões, neste sentido, tiveram início com a Comisión Nacional de Prevención a Respuestas y Emergencias Biológicas (CONAPREB), órgão do Ministério de Defesa do Paraguai, e nelas foram planejadas as atividades a serem desenvolvidas.

Houve, ainda, o trabalho conjunto com a Autoridade Reguladora Radiológica e Nuclear (ARRN) paraguaia para ações conjuntas de cursos, estágios e intercâmbios com seus quadros. Como desdobramento, ao longo de 2014 e no 1° semestre de 2015, foram conduzidas as seguintes atividades conjuntas CMBP-CONAPREB: reuniões de coordenação setorial; seminário sobre o tema “La DQBRN en Apoyo de la Sociedad”, com palestrantes brasileiros e paraguaios; visita de integrantes do Ministério de Defesa do Paraguai à estrutura de DQBRN do Exército Brasileiro, estágio de DQBRN para paraguaios na Escola de Instrução Especializada e participação do EB no Ciclo de Inteligência sobre ameaças QBRN, ocorrido no Paraguai.

Material publicitário - Fonte: o autor

Cabe destacar que, naquela oportunidade, o Paraguai teve a confirmação de que receberia a visita oficial do Papa Francisco nos dias 10, 11 e 12 de julho de 2015. No levantamento das atividades previstas para a visita, foi observado que o evento contaria com um grande número de autoridades e com um grande público (em sua maioria argentinos, brasileiros e paraguaios) e que seria realizado em diversas instalações religiosas e governamentais, praças e instalações existentes em pontos distintos do país.

Diante desse cenário e de acordo com os estudos realizados, os representantes de defesa e segurança verificaram a necessidade de organizar uma DQBRN eficaz para garantir o bom andamento da programação. Neste item, cabe mencionar que foi levada em consideração a experiência do emprego da DQBRN do Exército Brasileiro por ocasião da Jornada Mundial da Juventude 2013, realizada nas cidades do Rio de Janeiro (RJ) e de Aparecida do Norte (SP).

A ação brasileira foi amplamente debatida durante a visita de integrantes do Ministério de Defesa do Paraguai à estrutura de DQBRN do Exército Brasileiro. Na XXVIII Jornada Mundial da Juventude, realizada de 23 a 28 de julho de 2013, foi recebida a missão, dentre outras, de realizar a DQBRN do evento e de cooperar com a neutralização ou desativação de dispositivos explosivos improvisados em apoio às ações de prevenção e de combate ao terrorismo, coordenada pelo Comando de Operações Especiais do Exército Brasileiro.

Como consequência dos eventos anteriormente descritos de intercâmbio Brasil-Paraguai, o governo do Paraguai solicitou ao governo do Brasil o apoio do Exército Brasileiro na DQBRN para a visita do Santo Padre ao seu país. As tratativas foram conduzidas pelo Ministério da Defesa do Paraguai, pelas Forças Militares do Paraguai, pela Embaixada Brasileira no Paraguai, pelo Ministério da Defesa do Brasil e pelo Exército Brasileiro.

No dia 7 de julho de 2015, com o apoio da Força Aérea Brasileira, deslocou-se para a nação amiga uma fração de 30 militares do 1° Batalhão de Defesa Química, Biológica, Radiológica e Nuclear (1º Btl DQBRN), unidade com larga experiência nos grandes eventos ocorridos no Brasil, com cerca de cinco toneladas de equipamentos especializados.

A tropa brasileira possuía as capacidades de comando e controle, de reconhecimento e vigilância QBRN e de descontaminação de agentes contaminantes. Durante o período de 8 a 12 de julho de 2015, as atividades e tarefas de DQBRN foram conduzidas junto aos integrantes da CONAPREB, do Exército Paraguaio, do Regimento Escolta Presidencial, dos Bombeiros Voluntários do Paraguai e da Cooperação Militar Brasileira no Paraguai.

Os militares brasileiros cumpriram as seguintes missões: demonstrações de equipamentos para as autoridades paraguaias, capacitação em DQBRN para grupos de segurança e defesa locais, reconhecimentos para o emprego diante de possíveis ameaças QBRN, varredura QBRN dos locais das principais atividades e prontidão do posto de descontaminação durante os eventos programados.

x

Demonstração da capacidade de DQBRN brasileira para autoridades brasileiras e paraguaias
 

A fração do 1º Btl DQBRN, com apoio logístico paraguaio, foi empregada na chegada do Papa Francisco ao Aeroporto Internacional de Assunção e em sua saída, no Palácio do Governo do Paraguai, no Estádio León Condu, na Catedral Metropolitana de Assunção, no Campo de Ñu Guasu (local da Missa Campal) e no Santuário da Virgem de Caacupé.

Após o retorno da tropa para o Brasil, realizado no dia 13 de julho de 2015, foram observados os seguintes aspectos sobre a preparação, a doutrina de emprego e a estrutura de DQBRN do Exército Brasileiro:

a. o Sistema de Defesa Química, Biológica, Radiológica e Nuclear do Exército (SisDQBRNEx) foi fundamental para integrar as ações, no âmbito do EB, e para viabilizar a preparação para o emprego do 1º Btl DQBRN no Paraguai;

b. o apoio irrestrito dos integrantes da Cooperação Militar Brasileira no Paraguai – antes, durante e após a atividade –, facilitou as ações de contato com as autoridades paraguaias nos assuntos relacionados às necessidades logísticas e aos reconhecimentos e desembaraços para a chegada e o retorno da tropa;

c. as lições aprendidas oriundas do emprego do 1º Btl DQBRN na Jornada Mundial da Juventude (2013) contribuíram para o planejamento da fração que foi empregada no Paraguai;

d. os modernos equipamentos adquiridos para as unidades de DQBRN (detectores, equipamentos de proteção individual, equipamentos de descontaminação e programas de comando e controle) mostraram-se adequados para a missão, sendo largamente empregados em apoio aos eventos previstos;

e. a atualização da doutrina de DQBRN do EB foi utilizada durante os eventos previstos, em que táticas, técnicas e procedimentos foram testados e verificados de forma positiva; e

f. destacam-se, ainda, como pontos positivos da atividade, o profissionalismo e o conhecimento técnico apresentados pelos militares brasileiros durante a missão, sendo merecedores de diversos elogios das autoridades paraguaias e brasileiras.

Por fim, conclui-se que a DQBRN do Exército tem a possibilidade de ser um dos vetores da projeção positiva da imagem da Força Terrestre em diversos setores, contribuindo para o bom relacionamento do Brasil com as nações amigas e com outros organismos no âmbito nacional e internacional.

-x-

Sobre o autor:

O Cel Alexandre Marcos Carvalho de Vasconcelos incorporou nas fileiras do Exército no ano de 1990, na Escola Preparatória de Cadetes do Exército. Foi declarado aspirante a oficial da arma de artilharia, no ano de 1994, pela Academia Militar das Agulhas Negras e possui experiência na área de Defesa Química, Biológica Radiológica e Nuclear (DQBRN) desde o ano de 1997, quando realizou o Curso de Especialização em DQBRN; Realizou, dentre outros, os cursos de: Proteção Radiológica, Fundamentos de Radioproteção e Noções de Emergências Radiológicas, Ações de Radioproteção para Resposta em Situações de Emergência de Origem Nuclear ou Radiológica, Comando das Operações de Manutenção da Paz das Nações Unidas, Comando e Controle em Operações de DQBRN, Coordenação Civil-Militar, Segurança Nacional, Estratégia de Defesa e Processo Interagencia; Exerceu, entre outras, as seguintes funções: Instrutor do Curso de Artilharia e Geografia da Academia Militar das Agulhas Negras; Comandante da Companhia de Defesa Química, Biológica e Nuclear (2008-2009); Analista da doutrina de Artilharia de Campanha e Antiaérea do Centro de Doutrina do Exército (2013, 2016 e 2017) e integrante do Sistema de Defesa Química, Biológica, Radiológica e Nuclear do Exército Brasileiro desde 2013; Fez parte da Cooperação Militar Brasileira no Paraguai (2014-2015), onde colaborou com o Ministério da Defesa do Paraguai nos assuntos de DQBRN e coordenou o emprego das tropas do Exército Brasileiro na defesa química, biológica, radiológica e nuclear durante a visita do Papa ao Paraguai (2015); Participou do aprimoramento da doutrina de DQBRN por meio da experiência adquirida na sua participação nos Grandes Eventos ocorridos no Brasil de 2012 a 2016.

O Cel Vasconcelos foi integrante da equipe de planejamento e de coordenação da DQBRN na RIO + 20 (2012), Copa das Confederações da FIFA (2013), Jornada Mundial da Juventude (2013) e Jogos Olímpicos Rio 2016; e membro da equipe de planejamento da DQBRN para a Copa do Mundo (2014); Coordenou a realização de alguns Seminários de DQBRN, entre eles, um no Paraguai e o Seminário Lições Aprendidas dos Jogos Olímpicos Rio 2016 no Brasil; Proferiu palestras e instruções de DQBRN em diversos fóruns e seminários nacionais e internacionais. Nas atividades internacionais destacam-se sua participação nas seguintes atividades, como palestrante: Seminario sobre “La Defensa Química, Biológica, Radiológica y Nuclear (DQBRN) en Apoyo de la Sociedad” 2014 e 2015 (Paraguai), Exercícios da OPAQ no Brasil – 2009 e 2018, NCT South America 2018 (Colômbia), CBRNe South America 2018 (Argentina), NCT Europe 2018 (Países Baixos) e NCT South America 2020 (Colômbia); Na área de DQBRN, o Cel Vasconcelos comandou a Companhia de Defesa Química, Biológica e Nuclear (2008 e 2009) e o 1º Batalhão de Defesa Química, Biológica, Radiológica e Nuclear (2018 e 2019), sediados na cidade do Rio de Janeiro-RJ.


VEJA MAIS



Outras coberturas especiais


Tank

Tank

Última atualização 23 JUL, 08:00

MAIS LIDAS

DQBRN